• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2003.tde-04042005-145742
Documento
Autor
Nome completo
Virginia Bosquiroli
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2003
Orientador
Banca examinadora
Franco, Eduardo Batista (Presidente)
Mondelli, Rafael Francisco Lia
Zanata, Régia Luzia
Título em português
Avaliação da resistência à tração de uma resina composta fotopolimerizável em função de diferentes fontes de luz e de tempos de ativação
Palavras-chave em português
resinas compostas
resistência à tração
Resumo em português
O objetivo deste estudo foi avaliar a resistência à tração de uma resina composta fotopolimerizada por diferentes fontes de luz e por diferentes tempos de ativação. Deste modo, foi utilizado um aparelho de luz halógena Curing Light 2500- 3M (670mW/cm2) e outro do tipo LED Ultraled - Dabi-Atlante (130mW/cm2). Para confecção dos corpos de prova utilizou-se um conjunto de matrizes de aço inoxidável, composto de duas partes, sendo que cada parte apresentava um orifício central cônico com 8,0mm de diâmetro maior e 6,0mm de diâmetro menor e 1,0mm de espessura. A resina composta utilizada foi a Z-250 (3M) nas cores A1 e A4. Foram confeccionados oito grupos de 10 espécimes, sendo quatro grupos fotopolimerizados com luz halógena e quatro com LED. Para luz halógena, dois grupos com resina Z-250 na cor A1, com tempos respectivos de 20s (G1) e 40s (G2) e dois grupos com cor A4, com tempos de 40s (G3) e 80s (G4). Da mesma forma para o LED; dois grupos com a resina Z-250 na cor A1, com tempos de 20s (G5) e 40s (G6) e dois grupos na cor A4, com tempos de 40s (G7) e 80s (G8) respectivamente. Dez minutos após a obtenção dos espécimes o conjunto foi adaptado a um dispositivo especial para permitir o acoplamento junto a uma máquina de ensaios universal e a realização do ensaio de tração, numa velocidade de movimento de 0,5mm/min. Os valores obtidos foram submetidos à análise de variância ANOVA a dois critérios sendo estes, fonte de luz e tempo de polimerização. As médias e desvios padrão foram respectivamente: G1 - 14,13 ± 2,03; G2 - 13,85 ± 2,46; G3 - 14,21 ± 2,31; G4 - 14,42 ± 1,97; G5 -12,95 ± 1,09; G6 - 13,46 ± 2,02; G7 - 12,99 ± 1,29; G8 -14,25 ± 2,8. Concluiu-se que: (1) O aparelho fotopolimerizador LED foi tão efetivo na polimerização da resina composta quanto o aparelho de luz halógena. (2) O aumento do tempo de polimerização não exerceu influência na resistência à tração da resina composta, independente do tipo de aparelho fotopolimerizador e da cor do material. (3) A resistência à tração para a resina Z250 nas cores A1 e A4 não foi afetada pela variação do tempo de polimerização e pelas fontes de luz halógena e LED.
Título em inglês
Evaluation of tensile strength of a photo polymerizing resin composite, as related to different sources of light and activation times
Resumo em inglês
The aim of this study was to evaluate the te nsile strength of the composite resin by different light units and different activation times. So, a conventional light curing unit, Curing Light 2500- 3M (670mw/cm2) and another LED type (light emitting diode) Ultraled Dabi Atlante(130mw/ cm2) were used. To obtain the specimens a set of stainless matrix composed by two parts was used, each one presenting a conic central orifice measuring 6.0mm of smaller diameter and 8.0mm of larger diameter with 1.0mm in depth. The composite resin utilized was the Z250-3M in A1 and A4 shades. Eight groups with ten specimens each were made; four of which polymerized with halogen light cure and the other four with LED. For the halogen light cure unit, two groups with the Z250 A1 shade, with the respective cure times of 20s(G1) and 40s (G2) and two groups with A4 shade, with cure times of 40 s (G3) and 80 s (G4) were used. The same was done with the LED groups: two groups with the Z-250 shade A1, with 20 s (G5) and 40 s (G6) and two groups with shade A4, with cure times of 40s (G7) and 80s (G8) respectively. Ten minutes after obtaining the specimens the set was adapted to a special device to allow for adaptation at the universal testing machine and then the tensile test was done at a cross speed of 0,5mm/min. The obtained values were submitted to a two-way variation ANOVA analysis. The means and standard deviation were respectively: G1 - 14,13 ± 2,03; G2 - 13,85 ± 2,46; G3 - 14,21 ± 2,31; G4 - 14,42 ± 1,97; G5 - 12, 95 ± 1,09; G6 - 13,46 ± 2,02; G7 - 12,99 ± 1,29; G8 - 14, 25 ± 2,89. It is concluded that: (1) The LED photo polymerizing unit was as effective for the polymerization of resin composite as the halogen light unit. (2) The increase in polymerization time did not exert an influence on the resin composite tensile strengths, no matter what kind of light source was used nor the material color. (3) The tensile strength for the Z250 resin, colors A1 and A4, was not affected by the activation time variation nor the sources of halogen and LED lights.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
VirginiaBosquiroli.pdf (947.27 Kbytes)
Data de Publicação
2005-04-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.