• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.25.2003.tde-03012005-165524
Documento
Autor
Nome completo
Lawrence Gonzaga Lopes
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2003
Orientador
Banca examinadora
Franco, Eduardo Batista (Presidente)
Machado, Maria Aparecida de Andrade Moreira
Pedrosa, Sérgio de Freitas
Rubo, Jose Henrique
Vieira, Sergio Roberto
Título em português
Avaliação da contração de polimerização e das tensões promovidas em função de deferentes sistemas de polimerização e de materiais restauradores estéticos
Palavras-chave em português
materiais dentários
odontologia estética
polimerização
Resumo em português
O objetivo deste trabalho foi avaliar a contração de polimerização e as tensões promovidas, no sentido de comparar o sistema de fotopolimerização por LED (130 mW/cm2) com o sistema halógeno na forma convencional (60 s – 600 mW/cm2) e pulso de fotopolimerização (3s – 200 mW/cm2 / 3 minutos / 59 s – 600 mW/cm2). Da mesma forma, categorias distintas de resinas foram comparadas, como: resina híbrida (Z100 - 3M); resina de micropartículas (A110 – 3M); resina “condensável” (SureFil – Dentsply); e resina composta de ativação química (Bisfil II – Bisco). Para medir a contração de polimerização foram confeccionados cinco espécimes para cada condição experimental, obtidos pela inserção da resina em um anel de silicona com um diâmetro interno de 5mm e altura de 2mm. Um extensômetro elétrico (strain gauge), localizado abaixo da resina, registrou a deformação do material em função da contração de polimerização. Nessa mesma proposição, as tensões decorrentes da contração de polimerização foram medidas pelo método de fotoelasticidade. Para isto, foram confeccionados modelos com material transparente, contendo uma cavidade tipo Classe I, com 5mm de comprimento X 2mm de profundidade X 3mm de largura. Foram realizados sete corpos-de-prova para cada condição experimental. Após a inserção e polimerização da resina, secções com 2mm de espessura foram obtidas e avaliadas sob microscópio de luz polarizada, a fim de se verificar as franjas isocromáticas, que representavam as tensões formadas. Os dados referentes à contração de polimerização foram submetidos ao teste paramétrico de análise de variância a dois critérios (ANOVA) e, a um critério para os referentes ao teste de fotoelasticidade, seguido pelo teste de Tukey (p£0,05). Assim, foi observado que o sistema químico de ativação (Bisfil 2B) produziu os menores valores de contração de polimerização e de tensões; de forma geral, a técnica pulso interrompido reduziu os valores de contração de polimerização das resinas compostas e de tensões geradas, quando comparado com às técnicas convencionais (LED e Luz Halógena); a fonte de luz à base de LEDs produziu menores valores de contração de polimerização do que a fonte halógena, quando aplicados convencionalmente. Entretanto, o LED proporcionou a mesma quantidade de tensões de contração de polimerização, quando comparado à fonte de luz halógena (técnica convencional); de maneira geral e independente do meio de fotoativação, a resina SureFil produziu os menores valores de contração de polimerização e de tensões geradas, dentre as fotoativadas. Por outro lado, as resinas Z100 e A110 geraram maiores valores de contração e de tensões.
Resumo em inglês
The aim of this work was to evaluate the polymerization shrinkage and stress, comparing the LED light source (130 mW/cm2) with quartz tungsten halogen (QTH) light source in the conventional mode (60s – 600 mW/cm2) and pulse delay curing mode (3s – 200 mW/cm2 + 3 min + 59s – 600 mW/cm2). Different categories of composite resins were also evaluated, such as Z100 (hybrid), A110 (microfilled), SureFil (‘packable”) and Bisfil 2B (chemical-cured resin). Silicone molds 2 mm high and 5 mm diameter were used to prepare five specimens for each experimental condition. A strain gauge located under the resin measured the material deformation due to polymerization shrinkage. The stresses were measured by photoelasticity analysis. Butt-joint box-shaped cavities (5.0 X 3.0 mm, 2.0 in depth) were prepared in photoelastic transparent resin. Seven specimens were made for each condition. After the insertion and polymerization of the composite resin, they were cross-sectioned perpendicularly to the longitudinal side of the cavity to determine, under polarized microscopic, the contraction stress by means of the observation of fringes in the photoelastic mould walls, which represented the created stress. The shrinkage data were statistically evaluated using two way ANOVA and Tukey tests (p£ 0.05) and for stress data one way ANOVA and Tukey tests (p£ 0.05) were used. It was observed that the chemical-cured system (Bisfil 2B) produced the lower means of polymerization shrinkage and stress; in general, the pulse delay mode reduced the contraction and the stress values when compared to conventional curing modes (LED and QTH); the LED light source produced lower contraction values than QTH light source, when used in conventional mode. However, the LED light source generated the same as stress QTH light source (conventional mode); in general, and independently of the activation mode, the SureFil resin produced lower contraction and stress values than others light-cured resins. Conversely, the Z100 and A110 resins produced the greater contraction and stress values.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2005-01-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.