• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.23.2018.tde-15082018-094840
Documento
Autor
Nome completo
Rodrigo Finger de Carvalho Pinho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Júnior, Décio dos Santos Pinto (Presidente)
Avólio, Glácio
Gallottini, Marina Helena Cury
Wisniewski, Ana Carolina Thomé Capuano
Título em português
Estudo retrospectivo entre o fibroma ossificante, displasia fibrosa, displasia cemento-ossificante e lesões centrais de células gigantes
Palavras-chave em português
Estudo Observacional
Medicina Bucal
Odontologia
Patologia Bucal
Resumo em português
As lesões ósseas são doenças raras, mas com um grande destaque, que afetam a região maxilofacial. Dentre elas podemos destacar as Lesões Centrais de Células Gigantes e as Lesões Fibro-Ósseas Benignas (Displasia Cemento-Ossificante, Fibroma Ossificante e Displasia Fibrosa). O presente estudo teve como objetivo descrever e analisar os dados encontrados nas fichas de encaminhamento clínico presentes no Serviço de Patologia Oral e Maxilofacial da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo. Foram avaliados 89.265 casos em um período que variou de 1950 até 2016, utilizando as categorias de gênero, idade, etnia, sintomatologia, hipótese diagnóstica e localização anatômica. Após as exclusões, os casos selecionados somavam 773 casos divididos em: 267 casos de Lesão Central de Células Gigantes, 231 casos de Displasia Cemento Ossificante, 142 casos de Fibroma Ossificante e 133 de Displasia Fibrosa. Os resultados do estudo estão de acordo com o que está descrito na literatura, exceto nos casos de Displasia Fibrosa que foi encontrado uma predileção maior sexo feminino do que o masculino, mesmo que a literatura expresse que não existe tal predileção. Já nos casos de Displasia Cemento-Ossificante, o presente estudo mostrou que a maior prevalência de idade é entre a 4ª e 5ª década de vida e não entre a 3ª e 4ª como encontrado na literatura. Os casos de Displasia Cemento-Ossificante, em relação à etnia dos pacientes, mostraram que a maioria dos pacientes encontrados pelos autores eram leucodermas e não melanodermas como relata a literatura. Os resultados mostraram que mesmo em um centro de referência como o Serviço de Patologia Oral da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo, as lesões ósseas são raras e alguns fatores como idade em pacientes com Displasia Fibrosa e Displasia Cemento-Ossificante e etnia em pacientes com Displasia Cemento-Ossificante não correspondem ao encontrado na literatura mundial.
Título em inglês
Retrospective study between ossifying fibroma, fibrous dysplasia, cemento-osseous dysplasia and central giant cell lesion
Palavras-chave em inglês
Dentistry
Observational Study
Oral Medicine
Oral Pathology
Resumo em inglês
Bone lesions are rare but important diseases that affect the maxillofacial region. Among them we can highlight the Central Giant Cells Lesion and the Benign Fibro-Osseous Lesions (Cemento-Osseous Dysplasia, Ossifying Fibroma and Fibrous Dysplasia). The objective of this study was to describe and analyze the data found in the clinical referral forms present at the Oral and Maxillofacial Pathology Service of the Faculty of Dentistry of the University of São Paulo. We evaluated 89.265 cases in a period ranging from 1950 to 2016, using the categories of gender, age, ethnicity, symptomatology, diagnostic hypothesis and anatomical location. After the exclusions, the selected cases totaled 773 cases divided into 267 cases of Central Giant Cell Lesion, 231 cases of Cemento-Osseous Dysplasia, 142 cases of Ossyfing Fibroma and 133 cases of Fibrous Dysplasia. The results of the study are in agreement with what is described in the literature, except in the cases of Fibrous Dysplasia that a predilection was found greater female than the male, even if the literature expresses that there is no such predilection. In the cases of Cemento-Osseous Dysplasia, the present study showed that the highest prevalence of age is between the 4th and 5th decade of life and not between the 3rd and 4th as found in the literature. The cases of Cemento-Osseous Dysplasia, in relation to the ethnicity of the patients, showed that the majority of the patients found by the authors were white and not black as reported in the literature. The results showed that even in a reference center such as the Oral Pathology Service of the Faculty of Dentistry of the University of São Paulo, bone lesions are rare and some factors such as age in patients with Fibrous Dysplasia and Cement-Ossificante Dysplasia and ethnicity in patients with Cement-Ossific Dysplasia do not correspond to that found in the world literature.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-08-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.