• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Paulo Sergio Souza Pina
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Sousa, Suzana Cantanhede Orsini Machado de (Presidente)
Oliveira, Fabiana Martins e Martins de
Coracin, Fábio Luiz
Sugaya, Norberto Nobuo
Título em português
Caracterização clínico-patológica e aspectos diagnósticos da candidíase crônica hiperplásica
Palavras-chave em português
Candidíase crônica hiperplásica
Diagnóstico
Histologia
Lesões pré-malignas
Leucoplasia
Resumo em português
A Candida é um microrganismo dimórfico encontrado comumente no trato gastrointestinal, na pele e nas membranas mucosas dos seres humanos. Na forma de levedura, o fungo permanece em equilíbrio e não é patogênico, podendo estar presente na cavidade oral de indivíduos saudáveis. A candidíase oral geralmente é classificada em quatro grandes grupos, e a candidíase crônica hiperplásica (CCH) é representada por uma infecção crônica, caracterizada pela hiperplasia epitelial do hospedeiro. Especificamente, essas lesões são difíceis de serem diferenciadas de leucoplasias e têm sido associadas com o aumento da chance de desenvolvimento de displasias e lesões malignas. O objetivo deste trabalho foi realizar um levantamento dos casos diagnosticados no Serviço de Patologia Cirúrgica da FOUSP, com vistas a demonstrar a ocorrência dessas infecções em boca e avaliar seus aspectos histológicos característicos. Os casos foram selecionados utilizando o sistema Laudo e Imagem do Serviço de Patologia Cirúrgica da FOUSP e para caracterização das amostras, os dados clínicos do paciente e os aspectos da lesão foram coletados. A análise histopatológica das lâminas foi realizada posteriormente através da observação em microscópio de luz, e as colorações de hematoxilina-eosina (HE) e do ácido periódico de Schiff (PAS) foram utilizadas para avaliação das características microscópicas e a presença de Candida, respectivamente. Os profissionais que realizaram as biópsias foram contatados para obter informações a respeito da evolução da lesão e do paciente. De um total de 58675 biópsias realizadas entre janeiro de 2002 e dezembro de 2017, 36 casos foram diagnosticados como CCH. As mulheres foram mais afetadas, havendo predileção pela raça branca e pela quinta e sexta décadas de vida. De um modo geral, clinicamente, as lesões se apresentavam como um nódulo ou placa branca assintomática localizada em língua ou mucosa jugal. Histologicamente, significância estatística foi notada na presença de projeções epiteliais, exocitose, infiltrado inflamatório discreto e mononuclear. Hifas de Candida foram vistas em todas as amostras, distribuídas perpendicularmente à superfície epitelial. Dos 36 diagnósticos realizados, apenas 11 "follow-ups" foram obtidos e desses, apenas cinco pacientes tiveram melhoras quando tratados com antifúngico tópico ou sistêmico. Conclui-se que as lesões de CCH correspondem a uma mínima fração dos diagnósticos realizados no Serviço de Patologia da FOUSP e apresentam geralmente aspectos histológicos característicos. Entretanto, a infecção pelo microrganismo como causa da lesão ou sua presença como organismo oportunista em algumas lesões pode ser esclarecida com mais estudos, principalmente prospectivos.
Título em inglês
Clinical-pathological characterization and diagnostic aspects of chronic hyperplastic candidiasis
Palavras-chave em inglês
Diagnosis
Histology
Hyperplastic chronic candidiasis
Leukoplakia
Pre-malignant lesions
Resumo em inglês
Candida is a dimorphic microorganism commonly found in the gastrointestinal tract, skin and mucous membranes of humans. In the yeast phase, the fungus is not pathogenic and may be present in the oral cavity of healthy individuals. Oral candidiasis is generally classified into four groups, and the hyperplastic variant is represented by a chronic infection, characterized by an epithelial hyperplasia of the host. Specifically, these lesions are difficult to differentiate from leukoplakias and they also have been associated with an increased chance of developing dysplasias and malignant lesions. The aim of this work was to analyze the incidence of CHC diagnosed at the Oral Pathology Service of FOUSP, intending to demonstrate the occurrence of these infections in the oral cavity as well as to evaluate the histology of the specimens to define the anatomopathological aspects that characterize them. The cases were accessed through the "Laudo e Imagem" system and for the characterization of the samples, the clinical data of the patients and the aspects of the lesions were collected. Subsequently, the histopathological analysis of the sections was performed under light microscopy, and the hematoxylin-eosin and periodic acid Schiffer staining were used to evaluate the microscopic characteristics and the presence of Candida, respectively. The professionals who performed the biopsies were contacted to obtain information about the evolution of the lesion and the patient. Out of 58675 diagnoses done between January 2002 and December 2017, 36 cases were of CHC. Women were the most affected and there was a predilection for the white race as well as for the fifth and sixth decades of life. In general, clinically, the lesions appeared as an asymptomatic nodule or white plaque on the tongue or buccal mucosa. Histologically, statistical significance was noted in the presence of epithelial hyperplasia, exocytosis and mononuclear inflammatory infiltrate. Candida hyphae, arranged perpendicular to the epithelial surface, were seen in all samples. Of the 36 diagnoses, only 11 "follow-ups" were obtained and of these, only 5 patients had improvement when treated with topical or systemic antifungal drugs. It was concluded that the CHC lesions correspond to a minimal fraction of the diagnoses performed at the Oral Pathology Service of FOUSP, and although their histological characteristics is suggestive of infection by Candida, further studies, mainly prospective, are needed to better understand the lesion.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-05-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.