• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Henrique Guedes da Motta Rizzo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Carrer, Fernanda Campos de Almeida (Presidente)
Araujo, Maria Ercilia de
Martins, Julie Silvia
Pucca Junior, Gilberto Alfredo
Título em português
Características da força de trabalho dos cirurgiões-dentistas no Brasil
Palavras-chave em português
Mercado de trabalho
Odontologia
Recursos Humanos
Resumo em português
O Brasil concentra um quinto dos dentistas do mundo, entretanto esse dado não reflete, necessariamente, em bons indicadores de saúde bucal para população, tão pouco em uma distribuição geográfica homogênea desses profissionais, resultando em vazios assistenciais, que são reflexos do desenvolvimento desordenado e da falta de regulamentação especifica da profissão e do mercado em odontologia. A Odontologia por muito tempo evoluiu em direção a um modelo de atenção privado, com um aumento do número de profissionais especializados. Esse estudo tem o objetivo de identificar e analisar características dinâmicas da força de trabalho em saúde bucal no Brasil, no que diz respeito à: 1. Perfil sócio demográfico; 2. Característica do aparelho formador; 3. Características do estoque da força de trabalho no país. Foi realizada uma pesquisa em base de dados de órgãos oficiais do Conselho Federal de Odontologia, Ministério da Saúde, Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde - CNES, IBGE, SIGRAS/INEP/MEC. Os resultados das diferentes fontes de consulta foram organizados em planilhas do Microsoft Excel e analisados por meio de estatística descritiva, com dados absolutos e relativos. Este projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade de São Paulo, sob o protocolo nº 754.608/2014. Em junho de 2017 o Brasil registrava 286.926 profissionais ativos, a maioria jovem (entre 25 e 35 anos) e do sexo feminino. A migração foi observada em 13% do estoque e sudeste é a única região que perde profissionais mais do que recebe. A distribuição espacial dos dentistas pelo território permanece desigual, com grande concentração nas regiões Sul e Sudeste, em detrimento das regiões Norte e Nordeste e o aparelho formador acompanha a mesma tendência. O Brasil possui 230 faculdades de odontologia, a maioria delas (71%) de natureza privada. Anualmente cerca de 15.000 profissionais são disponibilizados para o mercado de trabalho. O estoque de dentistas no país continua crescendo, cerca de 1/3 do total de profissionais tem pelo menos uma especialidade, sendo a ortodontia a com maior número de profissionais.Para enfrentar as desigualdades identificadas nesse estudo, será necessário investimento do Estado, no que diz respeito à Formação, regulação de fluxo, distribuição e eficiência do estoque e regulação dos setores privado e público. O modelo conceitual aplicado neste estudo permite afirmar que para que se estabeleçam políticas de intervenção em Recursos Humanos, faz-se necessários ciclos periódicos de monitoramento e avaliação para subsidiar a tomada de decisão por parte dos gestores, portanto estudos como este precisam ser constantemente realizados para compor análise situacional e o planejamento de tais políticas.
Título em inglês
Dentist's workforce characteristics in Brazil
Palavras-chave em inglês
Dentistry
Human Resources
Labor Market
Resumo em inglês
Brazil is home to one-fifth of the world's dentists. However this data does not necessarily reflect good oral health indicators for the population or a homogeneous geographical distribution of these professionals. This reality leads to a lack of services as a result of the disorderly development of the profession in the face of no specific intervention regarding the regulation of the dentistry profession and market. Dentistry has for a long time evolved towards a model of private care, showing an increase in the number of specialized professionals. This study aims to identify and analyze the dynamic characteristics of the oral health workforce in Brazil, regarding: 1. Socio-demographic profile; 2. Characteristics of education sector; 3. Characteristics of the labor force in the country. This study utilized the databases of the Brazilian Federal Council of Dentistry, Ministry of Health and National Register of Health Establishments - CFO, CNES, IBGE, SIGRAS / INEP / MEC. The results of the different query sources were organized into Microsoft Excel spreadsheets and analyzed using descriptive statistics, with absolute and relative data. This project was approved by the Research Ethics Committee of the University of São Paulo, under protocol no. 754608/2014. In June 2017, Brazil registered 286,926 active professionals, most of whom are young (between 25 and 35 years old) and female. Migration was observed in 13% of the stock with the Southeast region demonstrating more loss of professionals than it receives. The spatial distribution of dentists across the territory remains unequal, with a great concentration in the South and Southeast regions. This is to the detriment of the North and Northeast regions. It was also noted that the concentration of dental schools follows the same trend. Brazil has 230 dental schools, most of which (71%) are private institutions. Annually about 15,000 professionals are available to the job market. The stock of dentists in the country continues to grow with about 1/3 of the total number of professionals having at least one specialty. Data shows that a majority of the specialists in Brazil are orthodontists. In order to confront the inequalities identified in this study, it will be necessary for the State to invest in training, regulation of flow, distribution and efficiency of the work force. Additionally, further regulation of the private and public sectors are vital. The conceptual model applied in this study allows us to affirm that for the establishment of intervention policies in human resources, periodic cycles of monitoring and evaluation are necessary to aid in decision making by regulators. This therefore proves that studies like this need to be constantly carried out to compose analysis and planning of such policies.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-04-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.