• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.23.2009.tde-09042009-123619
Documento
Autor
Nome completo
Marcelo Siviero
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Tortamano, Isabel Peixoto (Presidente)
Bispo, Carina Gisele Costa
Romano, Marcelo Munhóes
Título em português
Comparação da articaína e lidocaína no bloqueio do nervo alveolar inferior
Palavras-chave em português
Anestesia
Articaína
Bloqueio do nervo alveolar
Epinefrina
Lidocaína
Resumo em português
O objetivo dessa pesquisa foi avaliar o tempo de latência e duração pulpar anestésica da dose de 1,8ml das seguintes soluções anestésicas locais: cloridrato de articaína 4% associado à epinefrina 1:100.000 (ART 100) e 1:200.000 (ART 200) e cloridrato de lidocaína 2% associado à epinefrina 1:100.000 (LIDO 100) no bloqueio convencional do nervo alveolar inferior. A amostra do experimento consistiu de vinte pacientes normorreativos, submetidos a três consultas para tratamento restaurador de baixa complexidade em três dentes posteriores inferiores. Os períodos de latência e duração da anestesia local na polpa dentária foram monitorados com um estimulador pulpar elétrico (Vitality Scanner Model 2006®-SybronEndo, CA, EUA). Para análise e comparação dos resultados da latência e duração pulpar das três soluções anestésicas locais foi utilizado o teste paramétrico ANOVA e o teste auxiliar de Bonferroni com nível de significância fixado em 5% (p<0,05). Em relação ao período de latência pulpar não houve diferença estatisticamente significante entre nenhuma das três soluções anestésicas locais utilizadas (p > 0,05). Já em relação ao período de duração pulpar houve diferença estatisticamente significante entre ART 100 e LIDO 100 (p=0,000) e entre ART 200 e LIDO 100 (p=0,000). Portanto, a latência das duas soluções de articaína foram similares à solução de lidocaína, mas ambas apresentaram duração de ação anestésica maior do que a solução de lidocaína.
Título em inglês
Comparison of articaine and lidocaine in alveolar nerve block lower
Palavras-chave em inglês
Alveolar nerve block
Anesthesia
Articaine
Epinephrine
Lidocaine
Resumo em inglês
The aim of this study was to evaluate the time of onset and duration of pulp anesthetic dose of 1.8 ml of local anesthetic solutions following: 4% hydrochloride articaine associated with epinephrine 1:100.000 (ART 100) and 1:200.000 (ART 200) and 2% hydrochloride of lidocaine associated with epinephrine 1:100.000 (LIDO 100) in alveolar nerve block lower. The sample of the experiment consisted of twenty healthy patients, underwent three appointments for restorative treatment of low complexity in three subsequent lower teeth. The periods of onset and duration of local anesthetic in dental pulp were monitored with an electric stimulator pulp (Vitality Scanner®, Model 2006 - SybronEndo, CA, USA). To analyze and compare the results of onset and duration of the three pulp solutions local anesthetic was used parametric ANOVA test and the test of Bonferroni help with significance level set at 5% (p < 0.05). For the period of onset there was no statistically significant difference between any of the three approaches used local anesthetic (p> 0.05). Already in relation to the duration of pulp statistically significant difference between ART 100 and LIDO 100 (p = 0000) and between ART 200 and LIDO 100 (p = 0000). Therefore, the onset of the two solutions of articaine were similar to the solution of lidocaine, but both showed duration of anesthetic action superior to the solution of lidocaine.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MARCELOSIVIERO.pdf (931.65 Kbytes)
Data de Publicação
2009-06-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.