• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2006.tde-08052006-105338
Documento
Autor
Nome completo
Ronise Ferreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Bombana, Antonio Carlos (Presidente)
Barletta, Fernando Branco
Cardoso, Rielson José Alves
Macedo, Mary Caroline Skelton
Santos, Marcelo dos
Título em português
Análise in vitro da penetração do corante azul-de-metileno na dentina radicular humana variando-se o método de impregnação .
Palavras-chave em português
Azul-de-metileno
Corante
Metodologia
Permeabilidade dentinária
Resumo em português
Frente às inúmeras críticas que as metodologias de infiltração que se valem do uso de corantes têm enfrentado nos últimos decênios, o presente estudo buscou avaliar se diferentes métodos de contato com a solução de azul-de-metileno a 0,5%, têm influência ou não, na leitura da marcação propiciada por esse agente traçador na dentina radicular de dentes humanos. Propusemo-nos a analisar 6 diferentes métodos: a agitação do corante com uso do ultra-som Gnatus, a agitação com o ultra-som de limpeza, a imersão passiva, o uso de vácuo calibrado para 25 mmHg por 10 minutos e a imersão passiva, vácuo calibrado para 30mmHg e o vácuo calibrado de 650 mmHg. Para tal, foram utilizadas 60 raízes de dentes unirradiculares infiltradas pela solução de azul-de-metileno a 0,5% com pH 7 por 24 horas. Os espécimes foram clivados no sentido apico-cervical em hemipartes e seu canal preenchido com pasta Lysanda. Utilizou-se um analisador do tipo Q 550 IW da marca Leica Qwin no qual se montou uma rotina para a aquisição das imagens. Na seqüência, montou-se uma segunda rotina trabalhando com a imagem já adquirida de forma a se detectar os diferentes níveis de azul constante na cor da amostra, editada pelo operador de forma a demarcar as projeções da área de infiltração em milímetros quadrados. Os resultados foram tratados estatisticamente e, em relação as diferentes formas de impregnação ao considerarmos o experimento globalmente, nenhuma condição experimental foi melhor do que a outra no impregnar do corante azul-de-metileno em dentina humana tratada. Ao compararmos os diferentes métodos de impregnação do corante azul-de-metileno entre os terços radiculares isoladamente resultou na existência de significância dos resultados no terço cervical, onde o vácuo calibrado para 30 mm Hg foi superior ao ultra-som Gnatus e ao vácuo calibrado para 25 mm Hg e, no terço médio onde a imersão passiva mostrou-se superior nos resultados quando comparada ao ultra-som Gnatus. Em relação ao terço apical nenhuma condição experimental mostrou significância nos resultados. Quando a análise deu-se entre os diferentes terços, os terços cervical e médio não apresentaram diferenças, enquanto que, entre os terços cervical e apical e entre os terços médio e apical houve diferença estatisticamente significante nos resultados.
Título em inglês
An in vitro analysis of the methylene blue dye penetration in human radicular dentin with different methods of impregnation
Palavras-chave em inglês
Dentin Permeability
Dye
Methodologies
Methylene blue
Resumo em inglês
The purpose of this investigation was to evaluate how different contact methods of methylene blue dye solution 0, 5%, pH 7 for 24 hours, have influenced, in the reading of the demarcation leakage by tracer agent on the root dentin of human teeth. This study assesses 6 different methods: the dye agitation using the ultrasonic Gnatus, the agitation with the ultrasonic cleaner, the passive immersion, vacuum at 25 mm of mercury was applied for 10 minutes and then left immersed for 24 hours, vacuum at 30 mm of mercury and vacuum at 650 mm of mercury for 24 hours. The dye was applied to 60 one rooted teeth and left for 24 hours, the specimens were washed, dried and sectioned longitudinally and each root canal had been filled out with Lysanda paste. An image analyzer, type Q 550 IW of the mark Leica Qwin, was used in which a routine was set up for the acquisition of the images. In the sequence, a second routine was set up for working with the image acquired, detecting the different levels of blue of the dye at the sample. The image was edited by the form operator to demarcate the projections of the infiltration area in square millimeters. The results were analyzed statistically (ANOVA and Tukey). Considering the whole experiment and the different ways of impregnating the dye, none of the experimental conditions was better than the other. Comparing the different methods of dye impregnation among the different thirds separately, it resulted in a statistically significant difference in the results at the cervical thirds, where the vacuum at 30 mm of mercury was superior to the ultrasonic Gnatus and to the vacuum at 25 mm of mercury; In the medium thirds the passive immersion was superior in the results to the ultrasonic Gnatus. In relation to the apical third no experimental condition showed statistically significant difference. When the analysis was among the different thirds, the cervical third and medium third didn’t present difference, while, between the cervical and apical thirds and the medium and apical thirds there were statistically significant differences.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Ronise.pdf (1.05 Mbytes)
Data de Publicação
2006-05-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.