• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.23.2002.tde-15042003-164614
Documento
Autor
Nome completo
Marco Aurelio Fernandes dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2002
Orientador
Banca examinadora
Lemos, Jose Benedito Dias (Presidente)
Souza, Lourenilson José de
Procopio, Antonio Silvio Fontao
Título em português
"Traumatismos buco maxilo faciais por agressão: estudo em hospital da periferia do município de São Paulo"
Palavras-chave em português
Traumatismos bucomaxillofaciais
Traumatismos faciais
Resumo em português
RESUMO TRAUMATISMOS BUCO MAXILO FACIAIS POR AGRESSÃO: ESTUDO EM UM HOSPITAL DA PERIFERIA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO É alarmante o crescimento de todas as formas de violência no mundo atual, principalmente a agressão física, que no mais das vezes, provoca lesões oro-faciais. Este estudo preocupou-se em analisar 493 vítimas de traumatismos buco maxilo faciais cuja etiologia foi a agressão, atendidos no pronto-socorro do Hospital Municipal Dr. Alípio Correa Netto, periferia leste da cidade de São Paulo, entre dezembro de 2000 e novembro de 2001. Através da revisão dos prontuários, obtivemos dados relacionados a sexo, cor, idade, distribuição por meses, dias da semana e períodos do dia, mecanismos de trauma, lados afetados, tecidos moles atingidos, fraturas ósseas e dentárias, lesões associadas, tempo transcorrido entre o acidente e o atendimento inicial, destino do paciente e ocorrência policial. Verificamos que os mais atingidos foram homens, brancos, entre 21 e 30 anos de idade, com o principal modo de agressão sendo o soco. Janeiro, segundas-feiras e parte da tarde foram os períodos com mais atendimentos. A região mediana da face foi a mais atingida, e os ossos nasais os mais freqüentemente fraturados. Tanto as fraturas do complexo zigomático quanto as mandibulares tiveram maiores incidências no lado direito da vítima, sendo que na mandíbula, a região de corpo foi a mais atingida. A maior parte das lesões associadas localizou-se na própria cabeça ou no pescoço. A maioria dos pacientes procurou atendimento hospitalar nas primeiras vinte e quatro horas após o acidente, e também a maioria foi dispensada para suas residências após os primeiros socorros; somente uma minoria optou por fazer ocorrência policial.
Título em inglês
ORAL AND MAXILLOFACIAL TRAUMA IN ASSAULT: A STUDY IN A HOSPITAL ON THE OUTSKIRTS OF SÃO PAULO
Palavras-chave em inglês
Bucomaxillofacial traumatisms
Facial traumatisms
Resumo em inglês
SUMMARY ORAL AND MAXILLOFACIAL TRAUMA IN ASSAULT: A STUDY IN A HOSPITAL ON THE OUTSKIRTS OF SÃO PAULO There has been an expressive increase in all forms of violence in today’s society, specially the physical violence, which most of the times affects the face. This study aimed to review the charts of 493 patients victims of assault seen between december 2000 and november 2001 at the Hospital Municipal Dr. Alípio Corrêa Netto, a hospital serving the east part of São Paulo, a socially deprived area. We recorded data concerning gender, race, age, month, day and time of the day when the incidents occurred, types of violence, sites affected, soft tissue injuries, bone and dental fractures, concomitant injuries, interval between the incident and the hospital attendance, outcome of patients, and police involvement. White males in the 21-30 age group accounted for the majority of cases, with punches being the most common mechanisms of injuries. Patients mostly attended in the month of January, on Mondays and in the afternoons. The middle face was mostly affected and the nasal bones most frequently injuried. More right sided than left sided zygomatic complex and mandibular fractures were seen, and in the mandible the body region was more usually fractured. Head and neck were the sites where more frequently concomitant injuries occurred. The majority of patients presented to hospital until twenty four hours after the incident. Also, most of the patients didn’t require hospital admission after first attendance was rendered. Only a minority of victims decided to report the case to the police.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
TeseToda.pdf (543.52 Kbytes)
Data de Publicação
2004-10-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.