• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.23.2008.tde-10072008-150242
Documento
Autor
Nome completo
Cristiane Barbosa da Silveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Magalhães, Marina Helena Cury Gallottini de (Presidente)
Araujo, Ney Soares de
Rezende, Nathalie Pepe Medeiros de
Título em português
Prevalência de comorbidades de interesse odontológico e de manifestações orofaciais em pacientes HIV positivos
Palavras-chave em português
Alterações hematológicas
Comorbidades
HIV
Manifestações orofaciais
Resumo em português
A epidemia do HIV/AIDS vive o final de sua terceira década acompanhada de avanços importantes na terapia e na sobrevida dos pacientes infectados. Com o advento das drogas antiretrovirais altamente ativas transformou-se em uma condição crônica capaz de ser controlada por muito tempo. Com isso surgiram mudanças no quadro clínico geral e oral dos pacientes. Algumas comorbidades e alterações hematológicas passaram tornaram-se mais prevalentes nessa população, enquanto que as manifestações bucais oportunistas passaram a ser mais raras. Uma vez que o paciente HIV positivo hoje no Brasil vive mais tempo, espera-se que a demanda destes pacientes aumente nos consultórios odontológicos. Torna-se importante que o cirurgião dentista conheça o atual perfil do paciente HIV positivo, as condições bucais e as comorbidades mais freqüentes, especialmente as que exigem mudanças no manejo clínico odontológico. Desta forma, os objetivos deste trabalho foram determinar as prevalências de comorbidades, alterações hematológicas e manifestações bucais em pacientes HIV positivos atendidos no CAPE-FOUSP, correlacionando-as entre si na busca de marcadores bucais para alterações sistêmicas e verificar a correlação entre as prevalências encontradas com os dados demográficos e com o estado imunológico do paciente. Para tanto, estudamos prospectivamente 138 pacientes HIV positivos atendidos no Centro de Atendimento a Pacientes especiais da FOUSP. A presença de comorbidades foi relatada por 92% dos pacientes. O hemograma solicitado revelou alterações hematológicas, que muitas vezes eram desconhecidas por eles. Pelo menos uma manifestação orofacial relacionada com a infecção pelo HIV foi observada em 54% dos pacientes, sendo a mais freqüente o aumento de glândulas salivares, observado em 16,7% dos pacientes. Leucoplasia pilosa e candidíase bucal ainda podem ser considerados importantes marcadores da progressão da doença. Xerostomia e cáries pareceram ter relação com maiores prevalências de hipertensão e desordens psiquiátricas, respectivamente, sugerindo que possam ser marcadores bucais para estas comorbidades.
Título em inglês
Prevalence of comorbidities of dentistry interest and buccal manifestations in HIV positive patients
Palavras-chave em inglês
Comorbidities
Hematologic alterations
HIV
Oral manifestations
Resumo em inglês
HIV/AIDS epidemic lives the end of its third decade followed by important advances in the therapy and life expetancy of the infected patients. With the advent of highly active antiretroviral therapy (HAART), HIV/AIDS was been transformed into a chronic condition that can be managed over time. Consequently, several changes in the general and oral clinical status were observed. Some comorbidities and hematological alterations became more prevalent in this population, while opportunist buccal manifestations had started to be rare. Once Brazilian HIV-positive patients are living more time, is expected that the demand of these patients increases in the dental office. Is important for the dentist to know the current profile of HIV-positive patient, which includes: the associated oral conditions and the most frequent comorbities, specially that ones that demand changes in the dental management. Based on this, the objectives of this research were to identify buccal alterations, comorbidities and hematological alterations, searching for correlation between them, to analize them according to demographic data and immunologic status. For this study, 138 HIV-positive patients of Special Care Dentistry Center of Sao Paulo University (CAPE-FOUSP) were analized prospectively. The presence of comorbidities was related by 92% of the patients. The requested hematological exams disclosed several hematologic alterations, many times unknown by them. At least one HIV-related orofacial manifestation was observed in 54% of the patients. Hairy leukoplakia and oral candidiasis still can be considered important markers of the progression of HIV infection. Xerostomia and dental caries was more often observed in patients with hypertension and psychiatric desorders, respectively, suggesting that they can be buccal markers for these comorbidities.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-09-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.