• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.23.2018.tde-15082018-112305
Documento
Autor
Nome completo
Luciana Munhoz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Arita, Emiko Saito (Presidente)
Freitas, Claudio Froes de
Raitz, Ricardo
Watanabe, Plauto Christopher Aranha
Título em português
Estudo das alterações inflamatórias dos seios maxilares por meio da análise qualitativa e quantitativa da difusibilidade das moléculas de água em ressonância magnética
Palavras-chave em português
Diagnóstico por imagem
Imagem de difusão por ressonância magnética
Imagem por ressonância magnética
Patologia
Seios maxilares
Seios paranasais
Sinusite maxilar
Resumo em português
Os seios maxilares constituem cavidades multifuncionais que apresentam íntima relação como elementos dentários súpero-posteriores e/ou o osso alveolar desta região, tornando-os susceptíveis a infecções de origem odontológica; ou, mediante a presença de sinusopatias de diversas naturezas, resultando em insucesso de procedimentos de abordagem direta destes ou em áreas adjacentes. O estudo imaginológico das cavidades dos seios maxilares previamente a procedimentos odontológicos na região dos seios maxilares é indispensável para garantir-se a evolução pós-operatória favorável. A anatomia complexa destas cavidades requer o uso de ferramentas tridimensionais, como a tomografia computadorizada e a ressonância magnética. Recentemente, novas modalidades técnicas, objetivando otimizar o diagnóstico por ressonância magnética, tem sido investigadas em processos patológicos diversos, incluindo aqueles que podem acometer os seios maxilares. Uma dessas modalidades, é o estudo qualitativo e quantitativo da difusibilidade das moléculas de água, que propõe-se a descrever características celulares e funcionais de tecidos, sob o ponto de vista imaginológico. Essencialmente, a ideia do estudo da celularidade e fisiologia dos tecidos é distinguir processos patológicos diferentes, provendo hipóteses diagnósticas acuradas. Não obstante, existem poucos estudos que analisam as doenças inflamatórias e infecciosas dos seios maxilares, que são as afecções mais usuais nestas cavidades. Assim sendo, o objetivo primordial deste estudo foi analisar os valores quantitativos dos coeficientes de difusibilidade das moléculas de água (ADC) em grupos de alterações imaginológicas nos seios maxilares que correspondem à sinais imaginológicos de sinusopatias inflamatórias e/ou infecciosas, afim de verificar se existem diferenças significativas entre estes valores que poderiam auxiliar no diagnóstico por meio da ressonância magnética. Para desenvolver este objetivo, foram analisados 98 seios maxilares de pacientes que realizaram exames de ressonância magnética, classificando as alterações observáveis nesta cavidade em 4 grupos: presença de espessamento da mucosa sinusal, pólipos ou cistos, nível hidroaéreo, presença de conteúdo de sinal heterogêneo em imagens ponderadas em T2 associado a erosões ósseas e presença de calcificações distróficas. Os valores de ADC foram aferidos nos seus respectivos mapas de ADC. Diferenças estatisticamente significativas foram verificadas comparando-se os 4 grupos; ademais, os seios maxilares foram classificados de acordo com o grau de acometimento destas alterações em: ausência de opacificação, totalmente opacificado, parcialmente opacificado e presença de espessamento da mucosa sinusal. Verificou-se que o grau de opacificação mais prevalente na amostra estudada foi o parcialmente opacificado. Os valores de ADC do espessamento da mucosa sinusal são estatisticamente menores do que os dos demais grupos, indicando menor difusibilidade das moléculas de água do espessamento em relação às demais alterações. Concluiu-se que é possível utilizar os valores de ADC na diferenciação do espessamento da mucosa sinusal das demais alterações dos seios maxilares.
Título em inglês
Inflammatory alterations of the maxillary sinuses by qualitative and quantitative analysis of the water molecules diffusibility in magnetic resonance imaging
Palavras-chave em inglês
Diagnostic imaging
Diffusion imaging
Magnetic resonance
Magnetic resonance imaging
Maxillary sinuses
Maxillary sinusites
Paranasal sinuses
Pathology
Resumo em inglês
The maxillary sinuses are multifunctional cavities closed related with upper- posterior teeth and / or this region alveolar bone, which can lead to susceptibility to sinusal dental origin infections; or, due to the sinus disease, leading to failure in sunuses direct approach or in adjacent areas procedures. The imaging study of maxillary sinus cavities prior to procedures in the region of the maxillary sinuses is indispensable to ensure favorable postoperative evolution. The complex anatomy of these cavities requires the use of three-dimensional tools, such as computed tomography and magnetic resonance imaging. Recently, new technical modalities aiming to optimize the diagnosis by magnetic resonance have been investigated in diverse pathological processes, including those that can affect the maxillary sinuses. One of these modalities is the qualitative and quantitative study of the diffusibility of water molecules, which proposes to describe celularity and functional characteristics of tissues from an imaginary point of view. Essentially, the idea cellularity and tissue physiology study is to distinguish different pathological processes, providing accurate diagnostic hypotheses. Nevertheless, there are few studies that analyze the inflammatory and infectious diseases of the maxillary sinuses, which are the most common affections in these cavities. Thus, the main objective of this study was to analyze the quantitative values of the water molecule diffusibility coefficients (ADC) in groups of imaging alterations in the maxillary sinuses that correspond to signs of inflammatory and / or infectious sinusopathies, in order to verify if there are any significant differences between these values that could aid in the diagnosis through magnetic resonance imaging. To develop this objective, 98 maxillary sinuses of patients that underwent magnetic resonance imaging were evaluated. The maxillary sinuses were classified according to the inflammatory / infectious changes detected in 4 groups: presence of sinus mucosal thickening, polyps or cysts, air-fluid levels, T2 weighted heterogeneous signal associated with erosions and the presence of dystrophic calcifications. The ADC values were measured on their respective ADC maps. Statistically significant differences were observed comparing the 4 groups; In addition, the maxillary sinuses were classified according to the degree of involvement of these alterations in: absence of opacification, totally opacified, partially opacified and presence of mucous thickening. It was verified that the most prevalent degree of opacification in the studied sample was partially opacified. ADC values of the sinus mucosa thickening are statistically lower than those of the other groups, indicating less diffusibility of the thickening water molecules in relation to the other alterations. It was concluded that it is possible to use the ADC values in the differentiation of the mucous thickening of the other alterations of the maxillary sinuses.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-08-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.