• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2005.tde-01032005-162620
Documento
Autor
Nome completo
Cicero Erminio Lascala
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Freitas, Claudio Froes de (Presidente)
Abrao, Jorge
Faltin Junior, Kurt
Panella, Jurandyr
Varoli, Felipe Paes
Título em português
"Padronização da tabela de Lavergne e Petrovic dos grupos rotacionais de crescimento, em indivíduos jovens brasileiros, portadores de normo-oclusão basal e dentária por meio de estudo cefalométrico"
Palavras-chave em português
cefalometria
crescimento dentofacial
grupos rotacionais de crescimento
radiologia
rotação do crescimento
tipo facial
Resumo em português
Objetivos: Padronizar a análise dos grupos rotacionais de crescimento proposta por Lavergne e Petrovic, para os padrões brasileiros. A primeira meta foi à correlação dos grupos rotacionais por meio da análise proposta por Lavergne e Petrovic utilizando o ângulo ANB medido e a individualização do ângulo ANB proposta por Goffi. Uma segunda avaliação foi correlacionar o tipo facial de Ricketts com as rotações de crescimento dos grupos rotacionais de Lavergne e Petrovic. Uma terceira proposição foi a alteração dos valores numéricos da análise de Lavergne e Petrovic para a determinação dos grupos rotacionais. Métodos: Foi realizado um levantamento radiográfico de 60 elerradiografias em norma lateral,pertencentes ao acervo do Departamento de Clínica Infantil – Ortodontia – Ortopedia Facial da Universidade Paulista – UNIP - São Paulo. As referidas telerradiografias eram de indivíduos jovens, brasileiros, portadores de normo-oclusão de Classe I de Angle e padrão basal ou esquelético de Classe I, que não foram submetidos a tratamento ortodôntico prévio. A amostragem era composta por 60 pacientes, sendo 42 do sexo masculino e 18 do sexo feminino. A idade cronológica da amostra variou de 11 a 16 anos, com idade média de 12,6 anos. O trabalho consistiu na elaboração dos traçados cefalométricos da análise de Bergne complementada por Lavergne para obtenção dos grupos rotacionais de crescimento de Lavergne e Petrovic, o traçado da análise de Panagiotidis e Witt para determinação do ângulo ANB individualizado utilizando a fórmula matemática proposto por Goffi para padrões brasileiros e análise parcial de Ricketts para determinação do tipo facial de Ricketts. Resultados: Os resultados foram avaliados pelos testes estatísticos de média aritmética, desvio padrão, teste “t” de Student para amostra pareada e o teste do quiquadrado. Conclusão: A dividualização do ângulo ANB, estatisticamente não influenciou a avaliação dos grupos rotacionais de Lavergne e Petrovic; as concordâncias dos resultados estatísticos não determinaram uma correlação entre o tipo facial e a rotação do crescimento e por último a alteração dos valores da tabela para T1>4.5, melhor direcionou os indivíduos na classificação dos grupos rotacionais de crescimento de Lavergne e Petrovic conforme o tipo facial.
Título em inglês
Standardization of Lavergne and Petrovic table of the rotational growth groups, in Brazilian young individualizados, with basal and dental normo-occlusion through a cephalometric study.
Palavras-chave em inglês
cephalometry
dentofacial growth
facial type
growth rotation
radiology
rotational growth groups
Resumo em inglês
Purpose: To standardize the analysis of the rotational growth groups proposed by Lavergne and Petrovic for Brazilian patterns. The first aim was the correlation of the rotational groups through the analysis proposed by Lavergne and Petrovic using the measured ANB angle and the individualization of the ANB angle proposed by Goffi. A second evaluation was performed to correlate the facial types of Ricketts with the rotations of Lavergne and Petrovic’s rotational groups. A third proposition was the alteration of numeric values of Lavergne and Petrovic’s analysis for the determination of the rotational groups. Methods: A radiographic search of 60 teleradiography was accomplished in lateral norm, belonging to the collection of the Department of Infantile Clinic - Orthodontic – Facial Orthopedic of the University Paulista - UNIP - São Paulo. These teleradiographys were of Brazilian young individualization, with Angle Class I normo-occlusion and basal or skeletal Class I pattern that were not submitted to previous orthodontic treatment. The sample was composed for 60 patients, being 42 male and 18 female. The chronological age of the sample varied from 11 to 16 years, mean age of 12,6 years old. The research consisted on the elaboration of cephalometric tracings of Bergne analysis complemented by Lavergne in order to obtain the Lavergne and Petrovic’s rotational growth groups, the tracing of the analysis of Panagiotidis and Witt for ANB angle determination using the mathematical formula proposed by Goffi for Brazilian patterns and partial analysis of Ricketts for determination of the facial type of Ricketts. Results: The results were appraised for the statistical tests of arithmetic average, standard deviation, test "t" of Student for the paired sample and the test of chi-square. Conclusion: The individualization of the ANB angle statistically didn't influence the evaluation of the Lavergne and Petrovic’s rotational groups, the agreements of the statistical results didn't determine a correlation between the facial type and the rotational growth. Also,and finally the deviation of the table values for T1>4.5 better lead the individualizatoin in the classification of the Lavergne and Petrovic’s rotational growth groups according to facial type.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CICEROLASCALA.pdf (8.72 Mbytes)
Data de Publicação
2005-03-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.