• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.23.2003.tde-29102003-144950
Documento
Autor
Nome completo
Carina Gisele Costa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2003
Orientador
Banca examinadora
Tortamano, Isabel Peixoto (Presidente)
Francischone, Carlos Eduardo
Rocha, Rodney Garcia
Título em português
"Comparação dos períodos de latência e duração da lidocaina 2% associada a adrenalina 1:100.000 e da articaína 4% associada a adrenalina 1:200.000 e 1:100.000 na infiltração maxilar"
Palavras-chave em português
Anestesia local
Infiltração maxilar
Polpa dentária-anestesia
Resumo em português
RESUMO Comparou-se os períodos de latência e duração da lidocaína 2% associada à adrenalina 1:100.000 (Lidocaína 100 ® da DFL), e da articaína 4% associada à adrenalina 1:200.000 (Septanest 1:200.000 ® da Septodont) e 1:100.000 (Septanest 1:100.000 ® da Septodont), na polpa dentária e gengiva vestibular, em anestesias locais infiltrativas maxilares. Vinte pacientes voluntários, saudáveis, de ambos os sexos, entre 18 e 50 anos de idade receberam tratamento restaurador de baixa complexidade ou selamento de cicatrículas e fissuras nas superfícies oclusais de três dentes superiores posteriores de uma mesma hemiarcada. Cada paciente recebeu, aleatoriamente, um tubete (1,8 ml) de cada solução anestésica local em três consultas. Os períodos de latência e duração da anestesia local na polpa dentária foram monitorados com um aparelho estimulador pulpar elétrico (Vitality Scanner Model 2005 ® da Analytic Endodontics) e na gengiva vestibular por meio do estímulo com a ponta de um explorador. Através do Teste de Kruskal-Wallis foram detectadas diferenças estatisticamente significantes ao nível de 5% entre lidocaína 2% associada à adrenalina 1:100.000, quando comparada tanto com a articaína 4% associada à adrenalina 1:200.000 quanto com a articaína 4% associada à adrenalina 1:100.000, para as variáveis: período de latência e duração na polpa dentária e período de duração na gengiva, sendo que a lidocaína 2% associada à adrenalina 1:100.000 apresentou a maior média para o período de latência pulpar e as menores médias para os períodos de duração na polpa dentária e na gengiva (respectivamente, 2,8, 39,2 e 42,2 minutos),quando comparada à articaína 4% associada à adrenalina 1:200.000 (respectivamente, 1,6, 56,7 e 55,3 minutos) e 1:100.000 (respectivamente, 1,4, 66,3 e 64,7 minutos). Houve diferença estatisticamente significante entre as duas soluções de articaína apenas para o período de duração na gengiva, cuja maior média foi a da articaína 4% associada à adrenalina 1:100.000. Não houve diferença estatisticamente significante entre os grupos para o período de latência gengival. Conclui-se que as soluções de articaína apresentam latência mais curta e duração mais longa do que a solução de lidocaína quando da anestesia pulpar. Para a latência gengival não há diferença entre as três soluções testadas, porém, para a duração gengival, a solução de articaína 4% associada à adrenalina 1:100.000 apresenta a maior duração.
Título em inglês
Comparison of onset and duration periods of 2% lidocaine associated with 1:100.000 adrenalin and of 4% articaine associated with 1:200.000 and 1:100.000 adrenalin on maxilar infiltration"
Palavras-chave em inglês
Dental pulp-anesthesia
Local anesthesia
Maxilar infiltration
Resumo em inglês
SUMMARY Local anesthesias by maxillar infiltration with 2% lidocaine associated with 1:100.000 adrenalin (Lidocaina 100 ® by DFL), 4% articaine associated with 1:200.000 (Septanest 1:200.000 ® by Septodont) and 1:100.000 adrenalin (Septanest 1:100.000 ® by Septodont) were compared concerning to their onset and duration on dental pulp and gingiva. Twenty healthy volunteer patients, of both gender, between 18 and 50 years of age, received filling treatment of low complexity or fissure sealing on the occlusal surface of three superior posterior teeth of the same side. Each patient randomly received an ampoule (1,8ml) of each local anesthetic solution on three appointments. The onset and duration periods of local anesthesia on dental pulp were monitored with an electric pulptester (Vitality Scanner Model 2005 ® by Analytic Endodontics) and on buccal gingiva by the stimulus performed with the point of a probe. Kruskall-Wallis test identified statistic significant difference by the level of 5% between 2% lidocaine associated with 1:100.000 adrenalin when compared with both 4% articaine associated with 1:200.000 or 1:100.000 adrenalin for the following variants: onset and duration periods on dental pulp and duration period on gingiva. 2% lidocaine associated with 1:100.000 adrenalin presented the longest average for onset period on dental pulp and the minorest averages for duration periods on dental pulp and gingiva (respectively, 2,8, 39,2 and 42,2 minutes), when compared with 4% articaine associated with 1:200.000 (respectively, 1,6, 56,7 and 55,3 minutes) and 1:100.000 adrenalin (respectively, 1,4, 66,3 and 64,7 minutes). There was statistic significant difference between the two articaine solutions just for duration period on gingiva, whose longest average was that of 4% articaine associated with 1:100.000 adrenalin. There was no statistic significant difference between the groups for onset period on gingiva. It can be concluded that both articaine solutions present faster onset and longer duration than the lidocaine solution on pulpal anesthesia. For gingival onset there is no difference between the three tested solutions, however, for gingival duration, 4% articaine associated with 1:100.000 adrenalin presents the longest duration.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
TeseToda.pdf (235.62 Kbytes)
Data de Publicação
2004-07-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.