• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.23.2014.tde-19022015-160007
Documento
Autor
Nome completo
Samira Helena João de Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Aranha, Ana Cecilia Corrêa (Presidente)
Oliveira, Carolina Steiner
Ramalho, Karen Müller
Título em português
Análise da progressão de lesões de erosão em dentina após irradiação com laser de Nd:YAG e flúor
Palavras-chave em português
Dentina
Erosão dental
Flúor
Laser
Resumo em português
Devido à alta prevalência da erosão dental, esse trabalho tem por objetivo avaliar diferentes protocolos do laser de Nd:YAG e flúor na progressão de lesões de erosão em dentina. Para isso, o trabalho foi divido em duas etapas. Na primeira, foram utilizados 120 terceiros molares humanos que tiveram sua dentina exposta e incluída em resina acrílica. Após polimento, as amostras com curvatura de até 0,3 ?m foram selecionadas. Estas ficaram 10 minutos em ácido cítrico 1% (pH 2,3) para formação de lesão de erosão inicial e então, foram divididas em 8 grupos experimentais (n=15): Controle (sem tratamento), Flúor (gel de fluoreto de sódio neutro 2%), Nd:YAG1 (0,5W; 50mJ; ~41,66J/cm2; 10Hz; 40s; em contato), Nd:YAG2 (0,70W; 70mJ; ~62,50J/cm2; 10Hz; 40s; em contato), Nd:YAG3 (1,0W; 100mJ; ~54,16J/cm2; 10Hz; 40s; 1mm desfocado), Flúor+Nd:YAG1, Flúor+Nd:YAG2 e Flúor+Nd:YAG3. Para verificar a perda de superfície ocorrida, foram feitas leituras em perfilômetro óptico nos seguintes tempos: após formação da lesão inicial, logo após tratamentos e após 1o, 3o e 5o dias de ciclagem erosiva. Para a segunda etapa, foram utilizadas 93 dentinas extraídas de terceiros molares humanos, as quais também foram incluídas em resina acrílica e polidas. Das amostras obtidas, foram selecionadas 60 com curvatura adequada para as análises perfilométricas, nos mesmos tempos descritos anteriormente. As outras 33 amostras foram utilizadas para análise em microscopia eletrônica de varredura, nos tempos pós-lesão inicial, pós-tratamento e ao final dos cinco dias de ciclagem erosiva. Após formação da lesão inicial, elas foram divididas em 6 grupos experimentais: Controle (nenhum tratamento), Flúor (gel de fluoreto de sódio neutro 2%), Nd:YAG1 (0,5W; 50mJ; ~26,6J/cm2; 10Hz; 40s; 1mm desfocado), Nd:YAG2 (0,7W; 70mJ; ~37,5J/cm2; 10Hz; 40s; 1mm desfocado), Flúor+Nd:YAG1 e Flúor+Nd:YAG2. Os dados resultantes das análises perfilométricas foram submetidos à análise estatística, sendo as duas etapas independentes. Significância estatística foi de 5%. Na primeira etapa, os grupos apresentaram diferença significante em todos os tempos analisados (p<0,001), exceto após lesão inicial. Houve perda superficial após irradiação com todos os protocolos do laser de Nd:YAG. A associação do flúor com o laser não diferiu significativamente do laser isoladamente. O grupo Flúor apresentou os menores valore de perda de superfície e os grupos Nd:YAG2 e Flúor+Nd:YAG2 apresentaram os maiores valores, não havendo diferença entre eles. Na segunda etapa, os grupos também apresentaram diferença significante em todos os tempos (p=0,001). Os grupos Flúor e Flúor+Nd:YAG1, após o primeiro dia de ciclagem, tiveram menor perda de superfície que os outros grupos. Nos outros tempos, os grupos Flúor, Flúor+Nd:YAG1 e Flúor+Nd:YAG2, tiveram menor perda de superfície que o grupo Controle e este não foi diferente dos grupos apenas irradiados com o laser, independente do protocolo. As micrografias foram analisadas qualitativamente e mostraram que o laser nos parâmetros utilizados não foi capaz de obliterar os túbulos dentinários, porém, reduziu o diâmetro dos mesmos. Dentro das limitações de um estudo in vitro, pode-se concluir que o flúor tem papel protetor na progressão da erosão dental e que o laser de Nd:YAG, quando utilizado dentro dos parâmetros adequados, pode ser eficaz no tratamento da erosão dental.
Título em inglês
Analysis of the progression of dentine erosion after Nd:YAG irradiation and fluoride
Palavras-chave em inglês
Dental erosion
Dentin
Fluoride
Laser
Resumo em inglês
Due to the high prevalence of dental erosion, this study aimed to evaluate the progression of dentin erosion after treatment with different protocols of the Nd:YAG laser and fluoride. Thus, this study was divided into two phases. In the first phase, 120 human third molars had their dentin exposed and embedded in acrylic resin. After polishing, specimens with curvature of maximum 0.3 ?m were selected. They were immersed in 1% citric acid (pH 2.3) for 10 minutes to form initial erosion lesion and then they were divided into 8 experimental groups (n=15): Control (no treatment), Fluoride (neutral sodium fluoride gel 2%), Nd:YAG1 (0,5W; 50mJ; ~41,66J/cm2; 10Hz; 40s; contact), Nd:YAG2 (0,70W; 70mJ; ~62,50J/cm2; 10Hz; 40s; contact), Nd:YAG3 (1,0W; 100mJ; ~54,16J/cm2; 10Hz; 40s; 1mm defocused), Fluoride+Nd:YAG1, Fluoride+Nd:YAG2 and Fluoride+Nd:YAG3. Surface loss was evaluated by optical profilometry after initial lesion, right after treatments, and after 1st, 3rd and 5th erosion cycling days. For the second phase, 93 dentin specimens were obtained from human third molars. They were also embedded in acrylic resin and polished. From those specimens, 60 with adequate curvature were selected for the profilometer analysis, which were at the same time points described before. The other 33 specimens were analyzed by scanning electron microscopy, after formation of initial lesion, after treatments and at the end of the five days of erosive cycling. After formation of initial lesion, specimens were divided in six groups: Control (no treatment), Fluoride (neutral sodium fluoride gel 2%), Nd:YAG1 (0,5W; 50mJ; ~26,6J/cm2; 10Hz; 40s; 1mm defocused), Nd:YAG2 (0,7W; 70mJ; ~37,5J/cm2; 10Hz; 40s; 1mm defocused), Fluoride+Nd:YAG1 e Fluoride+Nd:YAG2. Data resulting from profilometer analyzes were subjected to statistical analysis, with the two phases independent. Statistical significance was 5%. In the first phase, all groups showed significant differences in all time periods (p<0.001), except after initial lesion. There was surface loss after irradiation with all Nd:YAG laser protocols. The association of fluoride and laser did not differ significantly from the laser alone. Fluoride had the lowest surface loss values and groups Nd:YAG2 and Fluoride+Nd:YAG2 presented the highest, with no difference between them. In the second phase, the groups also showed statistically differences among them in all time periods (p=0.001). Fluoride and Fluoride+Nd:YAG1 after the first erosive challenge had less surface loss than the other groups. In the other time points, Fluoride, Fluoride+Nd:YAG1 and Fluoride+Nd:YAG2 presented lower surface loss than the Control, which did not differ from those irradiated with Nd:YAG laser only, regardless of the protocol. The micrographs were qualitatively analyzed and showed that laser irradiation at all parameters used, was not able to obliterate the dentinal tubules. Nevertheless, the irradiation caused a reduction in the tubule's diameter. Within the limitations of an in vitro study, it can be concluded that fluoride has a protective role in the progression of dental erosion and the Nd:YAG laser can be effective in the treatment of dental erosion when used within the proper parameters.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-03-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.