• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2018.tde-15082018-100245
Documento
Autor
Nome completo
Fabricio Marcelo Cevallos Gonzalez
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Matos, Adriana Bona (Presidente)
Medeiros, Igor Studart
Nunes, Fabio Daumas
Vega, Ana Del Carmen Armas
Título em português
Efeito da Adição de teobromina sobre as propriedades do cimento de ionômero de vidro
Palavras-chave em português
Alcaloide
Ionómero de Vidro
Propriedades
Teobromina
Resumo em português
A proposta deste trabalho experimental in vitro foi avaliar se a incorporação de 1% - em peso - do alcalóide teobromina (Sigma Aldrich, Darmstadt, Alemanha) ao cimento de ionômero de vidro (CIV) convencional (GC Gold Fuji 9, GC Corp, Japão) tem a capacidade de alterar as propriedades físico-químicas desse material. Para tanto, dois grupos experimentais foram propostos: G1 - CIV convencional e G2 - CIV com adição de teobromina. Foram confeccionados 160 discos de CIV de acordo com as instruções do fabricante, utilizando matrizes circulares. Para analisar as mencionadas propriedades, os discos foram submetidos a testes específicos, de acordo com as normas da International Standard Organization (ISO) para cada uma das propriedades. Discos de 15mmx1mm de diâmetro foram utilizados para as provas de sorção (n=5) e de solubilidade (n=5), com o auxílio de balança analítica, dissecadores e estufa a 23 e 37ºC por várias semanas. O ensaio de microdureza foi realizado em amostras (n=20) de 15mm×1mm submetidas a cinco edentações, com carga de 25 gramas e 30 segundos, à temperatura ambiente. Para a avaliação da cor, discos (n=20) de 15mm×1mm foram submetidos ao espectrofotômetro, adotando-se a guia colorimétrica da Comissão internacional de Iluminação (CIE). No ensaio de resistência flexural, os espécimes (n=60) de 12mm×1mm foram armazenados em estufa a 37ºC durante 24 horas para posterior analise na máquina de ensaios universal. Para avaliar a influência da teobromina adicionada ao CIV na formação de biofilme por Streptococcus mutans,, sobre os corpos da prova (n=40) de 12mm×1mm biofilmes foram desenvolvidos. As cepas de S.mutans foram cultivadas em Tryptic Soy Agar (TSA, Difco) a 37°C. Também a dosagem de flúor foi avaliada, em discos de prova (n=10) armazenados em saliva artificial e submersos em solução TISAB para posterior análise com eletrodo de flúor e obtenção da curva da liberação dessa substância. Os dados obtidos nos testes de sorção e solubilidade, microdureza, cor e resistência flexural foram submetidos à análise de variância ANOVA um fator e ao teste de Tukey para comparação entre os grupos, adotando-se 5% de nível de significância (p<0,05). O ensaio da influência da teobromina adicionada ao CIV na quantidade de biofilme de Streptococcus mutans formado e o teste de dosagem de flúor foram submetidos à análise de variância two-way ANOVA e ao teste de Tukey, com nível de significância de 5% para comparação entre os grupos experimentais. O segundo fator avaliado nestes dois ensaios foi o tempo. Os resultados não revelaram alteração da sorção e da solubilidade no CIV que recebeu teobromina (p>0,05). A microdureza aumentou com a adição de teobromina ao CIV (p<0,05). Não houve alteração de cor do CIV que recebeu teobromina (p>0,05). A resistência na flexão biaxial diminuiu quando da adição de teobromina ao CIV (p<0,05). Já a quantidade de biofilme formado foi menor em G2 (p<0,05). Em relação à liberação de flúor, observou-se que a adição de teobromina não altera essa propriedade do CIV (p>0,05). Com base em tais achados, conclui-se que a adição de teobromina a 1% ao cimento do ionômero de vidro convencional não produz alterações significativas nas propriedades desse material, podendo até mesmo otimizar algumas dessas propriedades. Ainda assim, estudos adicionais sobre o assunto devem ser realizados.
Título em inglês
Vision effect of the theobromine about the properties of the glass ionomer cement
Palavras-chave em inglês
Alkaloid
Glass ionomer
Properties
Theobromine
Resumo em inglês
The purpose of this experimental in virtro work, was to evaluate if the incorporation of the 1% in weight of an alkaloid: theobromine (Sigma Aldrich Darmstadt, Germany) to the conventional glass ionomer cement (GIC) (GC Gold Fuji 9; GCC Japan Corp) has the capacity to change the properties physicochemical of this material. Whereby, it was proposed two experimental groups: G1 - Conventional GIC and G2 GIC incorporated with theobromine. According to the instructions of the creator, there were created 160 specimens, for which it was used circular matrices. To analyze the mentioned properties, the specimens were analyzed under the International Standard Organization (ISO) for each property. It was used matrices of 15mmx1mm diameter for the sorption (n=5) solubility (n=5) tests. With the help of an analytical balance, desiccators and a stove at 23º and 37° for various weeks; it was made essays of micro firmness using 20 matrices of 15mmx1mm, were submitted to five indentations with a charge of 26 grams and 30 seconds in environmental temperature. For the color evaluation it was used 20 matrices of 15mmx1mm, that were submitted to a spectrophotometer following the colorimetric guide of the International Commission of Illumination (CIE). An essay of biaxial flexural strength was made in 60 matrices of 12mmx1mm that were stored in a stove at 37º for 24 hours, for a later analysis in a universal testing machine. To evaluate the influence of the theobromine incorporated to the glass ionomer cement (GIC) in the creation of biofilm Streptococcus mutans, there were developed 40 matrices of 12mmx1mm of biofilm. The strains of the Streptococcus mutans were cultivated in Tryptic Soy-Agar at 37°. It was also evaluated the fluorine release capacity using 10 test matrices stored in artificial saliva and submerged in TISAB substance for a later analysis with an fluorine electrode, to obtain the release curve of that substance. The obtained information from the test of sorption, solubility, micro strength, color and biaxial flexural strength, were submitted to an analysis of variance ANOVA one factor and Tukey's test for a comparison between groups assuming the 5% level of significance (p <0,05). The essay of the influence of the theobromine added to the GIC in the amount of biofilm Streptococcus mutans formed and the test of fluorine release were submitted to the Bidirectional Variance Analysis ANOVA and Tukey's test, with a significant level of 5% to the comparison between experimental groups; the second factor evaluated in this two essays was time. The results didn't show an alteration in the sorption and solubility in the GIC that received theobromine (p >0,05). The micro strength increased with the addition of the theobromine to the GIC (p< 0,05). There were not any alterations in the color of the GIC that received theobromine (p >0.05). The resistance to the biaxial flexural strength decreased when the theobromine was added to the GIC (p <0.05). The amount of formed biofilm was less in the G2. In relation to the fluorine release it was observed that the addition of theobromine does not change the properties of GIC (p >0.05). Based on these findings, it is concluded that the addition of theobromine in 1% to the conventional glass ionomer cement, does not produce significant changes over this material properties and also, it can optimize some of these properties. However, more studies should be done about this topic.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-08-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.