• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.23.2018.tde-12062018-103342
Documento
Autor
Nombre completo
Ubiratan D'oro Junior
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2018
Director
Tribunal
Sobral, Maria Angela Pita (Presidente)
Forlin, Taís Scaramucci
Lachowski, Karina Monteleone
Youssef, Michel Nicolau
Título en portugués
Análise da formação acadêmica e técnicas de reparos de restaurações pré-existentes na Rede de Atenção em Saúde Bucal
Palabras clave en portugués
Aceitação do Paciente
Questionário
Reparos de Restaurações
Resumen en portugués
A substituição total de restaurações dentais que apresentam pequenos defeitos são encontradas com muita frequência na prática da Odontologia. Entretanto, a possibilidade de reparos dessas porções defeituosas podem ser considerados alternativas viáveis à substituição. No entanto, pouco se conhece sobre a aplicação da técnica reparadora. O objetivo deste estudo foi analisar a formação acadêmica e as técnicas de reparos empregados em restaurações dentárias pré-existentes realizadas pelos Cirurgiões-Dentistas na Rede de Atenção em Saúde Bucal, em uma Capital da região Sul do Brasil. Identificando se os cirurgiões-dentistas realizam reparos em restaurações defeituosas, quando e como realizam, além de avaliar se receberam alguma forma de orientação no período acadêmico e se julgam obter sucesso em seus tratamentos reparadores. Para o desenvolvimento do estudo, foi escolhida a cidade de Curitiba. Dos 10 Distritos Sanitários que possui, foram selecionados 5 Distritos, totalizando 58 Unidades Básicas de Saúde. Um total de 134 Cirurgiões-Dentistas na ativa participaram da pesquisa e foram entrevistados aplicando-se um questionário realizado por um único pesquisador. Os questionários incluíam: dados pessoais, realização de reparos em restaurações; formação acadêmica para a execução desta conduta e a técnica empregada. Os resultados foram submetidos ao Teste Qui quadrado ou o Teste de Fisher e o software usado nas análises foi o Statistica 7.0 com nível de significância empregado de 5%. 99% dos Participantes relataram realizar reparos em restaurações e 69% deles não receberam orientação sobre a técnica de reparo durante o período acadêmico (graduação). Dos Participantes da pesquisa, 90% realizam o reparo independente do Profissional que realizou a primeira restauração (p=0,0001). As restaurações diretas são as mais comumente reparadas (65%) e a resina composta foi o material eleito (34%) para a realização do reparo (p=0,003). 77% dos Participantes pretendem utilizar o reparo em todas as situações possíveis (p=0,0001); 25% dos Participantes da pesquisa disseram que realizam o reparo da restauração independente da extensão da cárie (p=0,132); todas as idades são passíveis de receberem o reparo de restaurações defeituosas. A maioria dos Participantes realizam somente retenções adicionais no material restaurador remanescente e na estrutura dental (54%), 49% realizam retenções adicionais e bisel. Para o preparo do material restaurador remanescente e da estrutura dental, utilizam o ácido fosfórico e a aplicação do adesivo (98%) e somente 2% dos Participantes aplicam o silano previamente à aplicação do adesivo. As restaurações de reparo são muito bem aceitas pelos pacientes (98%) e o sucesso dos procedimentos de reparo, de acordo com os Participantes, é de 98%. Praticamente todos os Participantes da pesquisa (97%) acreditam que as técnicas de reparo devem fazer parte do currículo de graduação dos futuros Cirurgiões-Dentistas. Conclui-se que apesar da maioria dos Participantes afirmarem não ter recebido nenhuma orientação durante o período acadêmico (graduação) sobre a técnica de reparos, praticamente todos realizam reparos em restaurações defeituosas e julgam obter sucesso com esse tipo de tratamento.
Título en inglés
Analysis of academic training and repair techniques of pre-existing restorations in the Oral Health Care Network
Palabras clave en inglés
Patient's acceptance
Questionnaire.
Repair restorations
Resumen en inglés
The total replacement of dental restorations that present small defects are found very frequently in the practice of Dentistry. However, the possibility of repairing these defective portions can be considered viable alternatives to substitution. However, almost nothing is known about the application of the repair technique. The objective of this study was to analyze the academic training and repair techniques used in preexisting dental restorations performed by Dental Surgeons in the Dental Health Care Network in a Capital of Southern Brazil. Identifying whether dentists perform repairs on defective restorations, when and how they perform, and evaluate whether they have received some form of counseling in the academic period and are judged to succeed in their remedial treatments. For the development of the study, the city of Curitiba was chosen. Of the 10 Sanitary Districts it has, 5 Districts were selected, totaling 58 Basic Health Units. A total of 134 Active Dental Surgeons participated in the research and were interviewed applying a questionnaire carried out by a single researcher. The questionnaires included: personal data, repair of restorations; academic background for the execution of this conduct and the technique employed. The results were submitted to the Chi-square test or Fisher's test and the software used in the analyzes was Statistica 7.0 with a significance level of 5%. 99% of the Participants reported repairs on restorations and 69% of them did not receive orientation on the repair technique during the academic (graduation) period. The participants of the research, 90% performed the independent repair of the Professional who performed the first restoration (p = 0.0001). The direct restorations were the most commonly repaired (65%) and the composite resin was the material chosen (34%) to perform the repair (p = 0.003). 77% of Participants intend to use the repair in all possible situations (p = 0.0001); 25% of the participants of the study said that they performed repair of the restoration regardless of the extent of caries (p = 0.132); all ages are likely to receive repair of defective restorations. Most Participants only perform additional retentions on the remaining restorative material and dental structure (54%), 49% perform additional retentions and bevel. In order to prepare the remaining restorative material and dental structure, they use phosphoric acid and the adhesive application (98%) and only 2% of the participants apply the silane prior to the application of the adhesive. Repair restorations are very well accepted by patients (98%) and the success of repair procedures, according to the Participants, is 98%. Virtually all Research Participants (97%) believe that repair techniques should be part of the undergraduate curriculum of future Dental Surgeons. It is concluded that although most of the Participants affirm that they did not receive any orientation during the academic period (undergraduate) on the technique of repairs, practically all repairs in defective restorations and believe to be successful with this type of treatment.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2018-07-16
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2019. Todos los derechos reservados.