• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.23.2014.tde-11072014-151523
Documento
Autor
Nome completo
Andréa Tami Abe
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Turbino, Miriam Lacalle (Presidente)
Perez, Flávio Eduardo Guillin
Rode, Kátia Martins
Título em português
Efeito dos agentes clareadores sobre o esmalte dental, a resina composta e a interface dente/restauração
Palavras-chave em português
Clareadores Dentários
Dureza
Esmalte Dentário
Microscopia eletrônica de varredura.
Peróxido de hidrogênio
Resinas Compostas
Resumo em português
Este estudo in vitro teve como objetivo avaliar a dureza do esmalte dental, da resina composta, do adesivo e da camada híbrida em esmalte expostos a agentes clareadores à base de peróxido de hidrogênio a 35%, e analisar a interface dente/restauração com microscopia eletrônica de varredura (MEV). Foram utilizadas 40 coroas dentais de incisivos bovinos, que foram incluídas em resina epóxi. Uma cavidade de 2x2x2mm foi confeccionada no terço médio da face vestibular planificada de cada dente. As cavidades foram restauradas com o adesivo Adper Single Bond 2 e a resina nanoparticulada Filtek Z350 XT, e o polimento foi realizado após uma semana da confecção das restaurações. Os corpos de prova foram divididos em quatro grupos (n=10), correspondente a cada agente clareador à base de peróxido de hidrogênio a 35% utilizado (TB: Total Blanc Office; HPB: Whiteness HP Blue; HP: Whiteness HP; PO: Pola Office). A aplicação dos clareadores foi realizada 24 horas após o polimento, de acordo com as recomendações dos respectivos fabricantes. O valor do pH dos agentes clareadores foi medido no início e no final do procedimento clareador. A dureza dos substratos foi mensurada antes (inicial), imediatamente após o clareamento e após 7 dias de armazenamento em saliva artificial com o equipamento ultramicrodurômetro DUH-211S (Shimadzu). As cargas utilizadas foram de 100mN para o esmalte dental e para a resina composta, e de 10mN para o adesivo e para a camada híbrida em esmalte. Para a análise com MEV, foi confeccionado mais um corpo de prova para cada agente clareador, que foi replicado em resina epóxi a cada tempo de análise. Os testes estatísticos empregados foram a ANOVA de 2 fatores sendo 1 com vinculação (p<0,05) e o teste de Tukey. Quanto à dureza do esmalte e da camada híbrida, os corpos de prova expostos aos agentes TB, HPB e HP não apresentaram alteração da dureza nos três tempos de mensuração. O agente PO foi o clareador que apresentou o valor de pH mais baixo e o único que promoveu uma diminuição da dureza desses substratos imediatamente após sua aplicação, porém após 7 dias de armazenamento em saliva artificial a dureza retornou ao valor inicial. Nenhuma alteração foi observada quanto à dureza da resina composta e do adesivo expostos aos agentes clareadores utilizados. A análise em MEV revelou fendas entre o esmalte dental e o adesivo imediatamente após exposição à maioria dos clareadores. Pode-se concluir que o agente PO foi o único que diminuiu a dureza dos substratos dentais e o que promoveu a maior fenda na interface dente/restauração logo após sua aplicação. Nenhum clareador promoveu alteração da dureza da resina composta e do adesivo.
Título em inglês
Effect of bleaching agents on the dental enamel, the composite resin and the tooth/restoration interface
Palavras-chave em inglês
Composite resins
Dental enamel
Hardness
Hydrogen peroxide
Scanning electron microscopy
Tooth bleaching agents
Resumo em inglês
The aim of this in vitro study was to evaluate the hardness of the dental enamel, the composite resin, the dental adhesive and the enamel hybrid layer exposed to 35% hydrogen peroxide bleaching agents, and to analyze the tooth/restoration interface with scanning electron microscopy (SEM). Forty bovine incisor crowns were embedded in epoxy resin and then the labial surface of the teeth was flatted. One 2x2x2mm cavity was prepared on the middle third of each tooth labial surface. The cavities were restored with the adhesive Adper Single Bond 2 and the nanocomposite resin Filtek Z350 XT. After one week of storage, the restorations were polished. The specimens were divided into four groups (n=10), in correspondence to each 35% hydrogen peroxide bleaching agents used (TB: Total Blanc Office; HPB: Whiteness HP Blue; HP: Whiteness HP; PO: Pola Office). The bleaching procedure was performed 24 hours after polish, according to each manufacturer`s recommendation. The pH value of the bleaching agents was measured before and at the end of the bleaching procedure. Hardness test was performed before, immediately after bleaching and after storage in artificial saliva for 7 days, with the ultramicrohardness tester DUH-211S (Shimadzu). Indentations were performed using 100mN load for dental enamel and composite resin, and 10mN load for adhesive layer and enamel hybrid layer. For SEM analysis, one more specimen was made for each bleaching agent, which was replicated in epoxy resin at each measurement time. The statistical tests used were 2-way ANOVA and Tukey test (p<0,05). Regarding to dental enamel and enamel hybrid layer hardness, the specimens exposed to TB, HPB and HP agents did not present hardness alterations at any measurement time. The PO agent presented the lowest pH value and was the only that promoted hardness decrease on these dental surfaces immediately after application, however, after storage in artificial saliva for 7 days the hardness returned to initial value. No alteration was observed regarding to hardness of composite resin and adhesive exposed to bleaching agents. The SEM analysis revealed gaps between the dental enamel and the adhesive immediately after exposure to majority bleaching agents. In conclusion, the PO agent was the only that promoted hardness decrease on dental surfaces, and the major gap formation in tooth/restoration interface after application. No bleaching agents caused any alteration on composite resin and adhesive hardness.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-10-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.