• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Lívia Tosi Trevelin
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Chavez, Victor Elias Arana (Presidente)
Höfling, Roberta Tarkany Basting
Matos, Adriana Bona
Russo, Ana Karina Barbieri Bedran
Título em português
Influência de diferentes protocolos de irradiação do laser de Er:YAG na morfologia dentinária, na formação da camada híbrida e na resistência adesiva
Palavras-chave em português
Dentina
Laser de Er:YAG
Microscopia Confocal
Microscopia Eletrônica de Transmissão
Pré-tratamento dentinário
Preparo cavitário dentina
Resistência de União
Resumo em português
Este estudo longitudinal in vitro avaliou a ação de diferentes larguras de pulso empregadas no protocolo de preparo cavitário e pré-tratamento dentinário com o laser de Er:YAG sobre a ultramorfologia da dentina, a micromorfologia da interface adesiva e resistência de união. Cento e doze molares humanos foram seccionados, obtendo-se uma dentina de profundidade média e, em seguida, foram distribuídos de acordo com os protocolos de irradiação da superfície dentinária: preparo cavitário (200 mJ/20 Hz) e pré-tratamento (80 mJ/2 Hz). Os fatores em estudo foram a largura de pulso (50 ?s, 300 ?s e 600 ?s) e tempo de armazenamento (24 h e 1 ano). Para cada condição de tratamento de superfície (protocolo de irradiação), foi considerado um grupo controle, sem irradiação. Os espécimes foram avaliados por diferentes métodos, a saber: análise da ultramorfologia por microscopia eletrônica de transmissão (MET) (n=3); avaliação da micromorfologia da interface adesiva por meio de microscopia confocal (n=3); avaliação da matriz orgânica e fibrilas colágenas por meio da Segunda Gerão Harmônica (n=3). Foram realizadas também a avaliação da resistência de união por ensaio de microcisalhamento nos espécimes submetidos ao protocolo de pré-tratamento da dentina (?SBS) (n=12) e por ensaio de microtração (?TBS) (n=11) nos espécimes submetidos ao protocolo de irradiação de preparo cavitário. Os experimentos de microscopia confocal e resistência de união foram realizados utilizando um sistema adesivo autocondicionante (Scotchbond Universal, 3M ESPE, EUA) em conjunto a uma resina composta (Z350 XT, 3M ESPE, EUA). Estes espécimes foram analisados após 24 hs e 1 ano de armazenamento em saliva artificial. Os dados quantitativos obtidos nos ensaios de resistência de união foram analisados por meio do teste de ANOVA (dois fatores) e do teste de comparações múltiplas de Tukey (? = 0,05). Os dados qualitativos foram comparados e descritos detalhadamente. Os resultados de resistência de união imediato dos grupos irradiados mostraram valores mais baixos quando comparados ao grupo controleo, independente do protocolo empregado assim como da largura de pulso utilizada. Os baixos valores expressos nos ensaios de resistência de união podem ser justificados pelas alterações na ultraestrutura da dentina irradiada com o laser de Er:YAG, que denotam uma clara alteração da matriz orgânica com desnaturação das fibrilas colágenas, como demostrada pelas imagens de SGH e MET. Desta forma, as alterações nas estruturas orgânicas da dentina prejudicaram a formação da uma camada híbrida consistente que levou à degradação das interfaces adesivas e consequente redução dos valores de resistência de união em 24 h. Todos os espécimes ensaiados no teste de microtração apresentaram redução significativa após 1 ano de armazenamento em saliva artificial, independente do tratamento realizado. Entretanto, os espécimes ensaiados no teste de microcisalhamento não apresentaram redução significativa após o mesmo período de armazenamento (1-ano). Embora o protocolo de pré-tratamento tenha alterado os componentes orgânicos da dentina, essas alterações não foram suficientes para reduzir os valores de resistência de união após 1 ano de armazenamento. Sendo assim, o emprego do laser de Er:YAG, em ambos os protocolos investigados, resultaram em modificações permanentes nos componentes orgânicos da dentina, que infleuncirama negativamente os valores de resistência de união a esse substrato.
Título em inglês
Er:YAG laser protocols influence on dentin morphology, hybrid layer formation and bond strength
Palavras-chave em inglês
Bond strenght.
Cavity preparation
Dentin
Laser of Er:YAG
Pretreatment
Transmission Electron Microscopy
Resumo em inglês
This longitudinal in vitro study evaluated the action of different pulse widths employed in the protocol of cavity preparation and pre-treatment with the Er: YAG laser on the ultramorphology of dentin, the micromorphology of the adhesive interface and bond strength. One hundred and twelve human molars were sectioned to obtain a medium depth dentin and then distributed according to the dentin surface irradiation protocols: cavity preparation (200 mJ / 20 Hz) and pretreatment (80 mJ / 2 Hz). The factors under study were the pulse width (50 ?s, 300 ?s and 600 ?s) and storage time (24 h and 1 year). For each surface treatment condition (irradiation protocol), it was considered a control group, without irradiation. The specimens were evaluated by different methods, such as: ultramorphology analysis by transmission electron microscopy (MET) (n = 3); analysis of the adhesive-interfaces by confocal microscopy (n = 3); evaluation of the organic matrix and collagen fibrils by Second Harmonic Generation (n = 3). The bond strength was evaluated by micro-shear test in the specimens submitted to the pre-treatment protocol (?SBS) (n = 12) and by microtensile test (?TBS) (n = 11) in specimens submitted to cavity preparation`s protocol. Confocal microscopy and bond strength experiments were performed using a self-etching adhesive system (Scotchbond Universal, 3M ESPE, USA) together with a composite resin (Z350 XT, 3M ESPE, USA). These specimens were analyzed after 24 h and 1 year of storage in artificial saliva. The quantitative data obtained in the bond strength tests were analyzed using the ANOVA test (two factors) and Tukey's multiple comparison test (? = 0.05). Qualitative data were compared and described in detail. The results of immediate bond strength of the irradiated groups showed lower values when compared to the control group, regardless of the protocol used as well as the pulse width used. The low values expressed in the bond strength tests can be justified by the changes in the ultrastructure of the dentin irradiated with the Er: YAG laser, which denote a clear alteration of the organic matrix and collagen fibrils, as observed in SGH and MET images. In this way, the changes in the organic structures of dentin impaired the formation of a consistent hybrid layer that lead to the degradation of the adhesive-interfaces and consequent drop of bond strength values at 24 h. All specimens tested in the microtensile test showed a significant reduction of bond strength after 1 year of saliva storage, regardless treatment performed. However, the specimens tested in the micro-shear test did not show significant reduction of bond strength after the same storage period (1-year). Although the pre-treatment protocol altered the organic components of dentin, these changes were not enough to reduce bond strength values after 1 year of storage. Thus, the use of the Er: YAG laser, in both protocols investigated, resulted in permanent modifications in the organic components of the dentin, which negatively influences the bond strength values to this substrate.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-05-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.