• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2019.tde-05122018-203411
Documento
Autor
Nome completo
Debora Mendes do Nascimento
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Pereira, Marta Cristiane Alves (Presidente)
Évora, Yolanda Dora Martinez
Padua, Rosicler Xelegati de
Pedersoli, Cesar Eduardo
Título em português
Registros eletrônicos na identificação da evolução dos pacientes admitidos em um hospital privado, segundo protocolo de avaliação e classificação de risco
Palavras-chave em português
Enfermagem em emergência ; Prontuário eletrônico ; Registros de enfermagem ; Serviços médicos de emergências ; Triagem
Resumo em português
O acolhimento com avaliação e classificação de risco representa importante estratégia na reorganização dos serviços de urgência e emergência hospitalares, caracterizados pela crescente demanda, superlotação e longo tempo de espera. Os protocolos de avaliação e classificação de risco favorecem o direcionamento da atuação do enfermeiro e da equipe de saúde na priorização dos pacientes que apresentam maior gravidade e necessitam de atendimento rápido, conforme critérios que determinam a clareza e racionalidade dos fluxos, para alcance de maior qualidade da assistência em saúde. Nessa perspectiva, os registros eletrônicos no prontuário do paciente são ferramentas que permitem analisar a aplicabilidade e efetividade da avaliação com classificação de risco, nos diferentes níveis de complexidade, espaços e momentos do cuidado nos serviços de saúde. Trata-se de um estudo retrospectivo, descritivo e correlacional, com objetivo de analisar a evolução dos pacientes atendidos na Unidade de Pronto Atendimento de um hospital privado, segundo protocolo de classificação de risco baseado no escore de alerta modificado (Modified Early Warning Score), por meio dos registros eletrônicos de pacientes atendidos no mês de novembro de 2016. A coleta de dados ocorreu no período de setembro a novembro de 2017. A amostra contemplou a análise dos registros de 325 prontuários de pacientes classificados como urgência e emergência (Modified Early Warning Score maior que 3). A análise estatística dos dados contemplou a caracterização da amostra e a identificação da classificação de risco (análise descritiva por meio de frequências absolutas e relativas), os desfechos secundários mortalidade, alta/transferência (teste de qui-quadrado de Pearson e Teste Exato de Fisher) e tempo de permanência entre os grupos analisados (Correlação de Spearman), na análise estatística adoutou-se o nível de significância ?=0,05. A maioria dos participantes da pesquisa era do sexo feminino - 193 (59,4%), com média de idade de 54,6 anos (desvio-padrão=20,8), sendo 141 (43,3%) com idade maior que 60 anos. O maior número de atendimentos ocorreu às segundas e quartas-feiras, respectivamente 60 (18,5%) e 58 (17,8%), no período das 7h às 18h59min (208 - 64%). Os escores de Modified Early Warning Score registrados no atendimento inicial dos pacientes apresentaram variação de 0 a 7, sendo 288 (88,6%) com Modified Early Warning Score de 1 a 2, 10 (3,2%) com Modified Early Warning Score 0 e 27 (8,3%) com Modified Early Warning Score maior ou igual a 3. Da amostra, 70 (21,7%) dos pacientes internaram, dos quais 8 (11,42%) foram a óbito. Foi evidenciada diferença estatisticamente significante em relação ao Modified Early Warning Score no atendimento inicial e ocorrência de internação hospitalar (p<0,001) e transferências durante a internação (p=0,008). Também foi identificada correlação entre o tempo de internação e o Modified Early Warning Score registrado nas primeiras 24 horas (p=0,010) e 48 horas (p=0,022), assim como em relação ao Modified Early Warning Score 24 horas (p=0,0019) e 48 horas (p=0,007) e evolução para óbito. Os resultados evidenciam a importância da aplicação do Modified Early Warning Score em conjunto com outros protocolos institucionais, sustentados por investimentos na capacitação e habilitação dos profissionais para acolhimento e avaliação qualificados, ações imediatas e resolutivas, visando o alcance de uma rede assistencial integrada, estruturada e organizada no atendimento às urgências e emergências, enquanto importante componente do sistema de atenção à saúde das pessoas
Título em inglês
Electronic records in the identification of the evolution of patients admitted to a private hospital according to protocol of evaluation and classification of risk
Palavras-chave em inglês
Electronic records ; Emergency medical services ; Emergency nursing ; Nursing records ; Screening
Resumo em inglês
Reception with risk assessment and classification represents an important strategy in the reorganization of hospital emergency and emergency services, characterized by increasing demand, overcrowding and long waiting times. The protocols of risk assessment and classification favor the direction of the nurse and health team in the prioritization of patients who present greater severity and require rapid care, according to criteria that determines the clarity and rationality of the flows, to reach higher quality of health care. In this perspective, the electronic records in the patient's chart are tools that allow us to analyze the applicability and effectiveness of the evaluation with risk classification, in the different levels of complexity, spaces and moments of care in health services. This is a retrospective, descriptive and correlational study aimed at analyzing the evolution of the patients treated at the Emergency Care Unit of a private hospital, according to a modified risk assessment protocol based on the modified Early Warning Score (MEWS), through the electronic records of patients attended in November 2016. Data collection occurred from September to November 2017. The sample included the analysis of the records of 325 medical records of patients classified as urgency and emergency (MEWS major than three). The statistical analysis of the data included the characterization of the sample and the identification of the risk classification (descriptive analysis using absolute and relative frequencies), the secondary outcomes mortality, discharge / transfer (Pearson's Chi-square test and Fisher's exact test) and (Spearman's correllation), with a significance level of ?=0,05. Most of the participants were females 193 (59.4%), with an average age of 54.6 years (SD = 20.8), 141 (43.3%) were older than 60 years. The highest number of visits occurred on Mondays and Wednesdays, respectively 60 (18.5%) and 58 (17.8%), from 7:00 a.m. to 6:59 p.m. (208-64%). The MEWS scores recorded in the initial care of patients presented a variation from zero to seven, 288 (88.6%) with MEWS one to two, 10 (3.2%) with MEWS zero and 27 (8.3%) with MEWS greater than or equal to three. Of the sample, 70 (21.7%) of the patients admitted, 8 (11.42%) of whom died. It was evidenced a statistically significant difference in relation to the MEWS in the initial care and the occurrence of hospital admission (p <0.001) and transfers during hospitalization (p = 0.008). It was also identified a correlation between hospitalization time and the MEWS recorded in the first 24 hours (p = 0.010) and 48 hours (p = 0.022), as well as in relation to MEWS 24 hours (p = 0.0019) and 48 hours (p = 0.007) and evolution to death. The results show the importance of applying the MEWS in conjunction with other institutional protocols, supported by investments in training and qualification of professionals for qualified reception and evaluation, immediate and resolute actions, aiming at the achievement of an integrated, structured and organized assistance network in the emergency and emergency services, as an important component of the health care system for people
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-01-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.