• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2008.tde-31102008-144624
Documento
Autor
Nome completo
Márcia Gomes Barcellos Vorpagel
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Clapis, Maria Jose (Presidente)
Dotto, Leila Maria Geromel
Mamede, Marli Villela
Título em português
A participação dos profissionais de enfermagem no processo de nascimento no município de Porto Ferreira - SP: contribuição para o estudo da atenção qualificada ao parto
Palavras-chave em português
competência profissional.
enfermagem obstétrica
equipe de enfermagem
parto
Resumo em português
A atenção qualificada é o processo pelo qual uma mulher grávida e seu filho recebem os cuidados adequados, durante a gravidez, trabalho de parto, puerpério e período neonatal; sendo uma intervenção fundamental no sentido de que as gestações e partos sejam mais seguros, observando que apenas 53% das mulheres em países em desenvolvimento são atendidas no parto por pessoal qualificado. As evidências epidemiológicas mostram que existe uma relação entre a atenção qualificada ao parto e o declínio da mortalidade materna. Objetivos: Descrever a participação dos profissionais de enfermagem no processo de nascimento, identificando quais são os profissionais que atuam na assistência ao parto, qual a sua formação profissional e que ações são desenvolvidas pela equipe de enfermagem. Metodologia: Estudo descritivo com abordagem quantitativa, realizado em uma maternidade de um município de pequeno porte. A população estudada foi composta por 6 enfermeiros, 12 técnicos e 2 auxiliares de enfermagem. A coleta de dados ocorreu através de entrevistas semiestruturadas aos profissionais no próprio local de trabalho e observação não participante onde foram observados 10 admissões, 15 parturientes em trabalho de parto, 21 partos, destes 7 foram partos normais e 14 partos cesárea, e 21 pós parto imediato. Resultados: Perfil dos profissionais: maioria do sexo feminino (85%), idade média é de 33,2 anos, sendo que 45% casados, 35% solteiros. Os enfermeiros possuem no máximo 5 anos de formação profissional. As técnicas de enfermagem 8 (67%) são formadas a menos de 4 anos e as auxiliares de enfermagem, uma está formada há 1 ano e outra está formada há 7 anos. Trabalham na instituição em plantões de 12 horas, em torno de 48 horas semanais. Somente cinco (25%) dos profissionais entrevistados possuem outro emprego. Observou-se 60% (12) dos profissionais com menos de quatro anos na assistência. Nenhum recebeu treinamento ou capacitação específica para a assistência obstétrica. Os 20 profissionais afirmam não realizar parto nesta instituição. Os enfermeiros não assumem a realização do parto a não ser em situações emergenciais na ausência do médico. Conclusões: O processo de trabalho sobrecarrega o enfermeiro que deve se organizar para atuar na assistência obstétrica e também nas demais clínicas de internação hospitalar. Os partos são realizados pelos médicos obstetras e o parto cesárea ainda é predominante. As práticas baseadas em evidências científicas atualizadas precisam ser incentivadas. A educação continuada e a criação de protocolos assistenciais com padronização de um nível mínimo e essencial de competências em obstetrícia poderão ser estratégias para melhorar o desempenho dos profissionais que assistem no trabalho de parto e parto. Os administradores hospitalares precisam ser conscientizados de que a atenção obstétrica por pessoal qualificado é um investimento certo na qualidade da assistência da instituição e refletirá em inúmeros benefícios, contribuindo também com a redução das altas taxas de cesárea e com certeza prevenindo a mortalidade materna e perinatal.
Título em inglês
The participation of the Nursing Professionals in the process of birth in the town of Porto Ferreira SP : contribution to the study of qualified attention to the parturition.
Palavras-chave em inglês
nursing team
obstetric nursing
parturition
professional competence.
Resumo em inglês
The qualified attention is the process which a pregnant woman and her son receive the right cares, during the pregnancy, parturition work, woman pains and after birth period; being a fundamental intervention in the sense of pregnancies and parturitions are safer, observing that only 53% of women from countries in development are attended in the parturition by qualified people. The epidemiologic evidences show that theres a relation between the qualified attention to the birth and the decrease of the maternal mortality. Objetives: Describing the participation of the nursing professionals in the process of parturition, identifying what are the professionals that act in the assistance of parturition, what professional graduation is yours and what acts are developed by the nursing team. Methodology: Described study with quantity broaching, realized in a maternity of a small town. The population studied was formed by 6 nurses, 12 nursing technicians and 2 nursing auxiliaries. The collect of data happened beyond semi structure interviews to the professionals in their own place of work and not participating observation where it was observed 10 admissions, 15 pre parturitions, 21 parturitions, of what 7 were normal parturitions and 14 Caesarians, and 21 post parturitions immediately. Results: Professional profiles: the most from female sex (85%), average is 33,2 years old, being 45% married, 35% single. The nurses have at most 5 years of professional graduation. The nursing technicians 8 (67%) are less than 4 years and the nursing auxiliaries, one of them is graduated theres 1 year and the other one is graduated theres 7 years. They work in the institution in shifts of 12 hours, at about 48 hours a week. Only 5 (25%) of the interviewed professionals have another job. It was observed that 60% (12) of the professionals with less than 4 years in the assistance. None of them received training of specified capacitating to the obstetric assistance. The 20 professionals affirm not to realize parturition in that institution. The nurses dont assume the realization of parturition out emergency situations in the miss of a doctor. Conclusions: The work process overloads the nurse that must organize to act the obstetric assistance and also other more hospitalar internation clinics. The parturitions are realized by obstetrician doctors and Caesarian is predominant yet. The practices based in updating scientific evidences need to be incentived. The continue education and the creation of attendance protocols with standardization of a minimum and essential level of competences in obstetric will be able to be strategies to improve the performance of the professionals that assist in the parturition work and parturition. The hospital manages need to be awared that the obstetric attention by qualified people is a right investment in the quality of institution assistance and itll reflect in a lot of benefits, also contributing with the reduction of high taxes of Caesarian and certainly preventing the maternal and neonatal mortality.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-11-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.