• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2004.tde-28032005-013125
Documento
Autor
Nome completo
Maria Teresa Cuamatzi Peña
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Mamede, Marli Villela (Presidente)
Biffi, Raquel Gabrielli
Bocardi, Maria Inês Brandão
Gomes, Flávia Azevedo
Panobianco, Marislei Sanches
Título em português
"Histerectomia decorrente de complicações do parto em um grupo de mulheres mexicanas: uma visão sociocultural"
Palavras-chave em português
complicações do parto
histerectomia
qualidade de vida
Resumo em português
Estudo de abordagem qualitativa que fundamentou-se em referenciais socioculturais, tomados da antropologia e apoiou-se no Interacionismo Simbólico, com o objetivo de compreender se a histerectomia realizada em mulheres, como conseqüência de complicações no parto, interfere em suas vidas. Buscou ainda, conhecer o significado da perda do útero para essas mulheres e identificar indicadores de mudanças em suas vidas após a cirurgia. Foram entrevistadas dez mulheres, em idade reprodutiva, independente de sua paridade, atendidas no Hospital Geral Dr. Gustavo Baz Prada, no Município de Nezahualcoyotl, Estado do México, nos anos de 2002 e 2003, para resolução da gravidez, e que, por complicações durante o parto, foram submetidas à histerectomia. Os dados coletados das entrevistas foram submetidos à análise de conteúdo e foi utilizada a técnica de análise temática. Foi possível identificar unidades temáticas que convergiram para três temas: Percepção dos motivos da histerectomia; A perda como motivo de sofrimento e Mudanças no corpo físico e no corpo social. Percebeu-se que, de maneira geral, não foram esclarecidos às mulheres, os motivos que as levaram à mutilação. Em seu imaginário, tais motivos estiveram relacionados a um quadro sintomatológico, apresentado simplesmente pelo corpo biológico, como: temperatura alta, infecção, sangramento vaginal, anemia, distócias, risco para desenvolver câncer, ou ainda, para salvar suas vidas. Na perspectiva das mulheres, a perda do útero gerou um grande sofrimento, que recaiu muito mais em seus corpos sociais, uma vez que os corpos biológicos se recuperaram de maneira satisfatória. O conhecimento das questões subjetivas e socioculturais que permeiam o universo simbólico das mulheres possibilitou a identificação de metáforas da histerectomia, que interferem sobremaneira na qualidade de suas vidas, seja estigmatizando-as por não mais produzirem filhos ou punindo-as moralmente, através do abandono marital, dissolução do casamento e isolamento social, o que as impede de levar uma vida social e afetiva que as satisfaça.
Título em espanhol
Histerectomia derivada de complicaciones del parto en un grupo de mujeres Mexicanas: una visión sociocultural
Palavras-chave em espanhol
calidad de vida
complicaciones del parto
histerectomia
Resumo em espanhol
Estudio de abordaje cualitativo que se fundamento en referenciales socioculturales tomados de la antropología y se apoyo en el Interaccionismo Simbólico, como el objetivo de comprender si la histerectomía realizada en mujeres, como consecuencia de complicaciones en el parto, interfiere en la calidad de sus vidas. Se busco conocer el significado de la perdida del útero para esas mujeres e identificar indicadores de cambios en sus vidas después de la cirugía. Fueron entrevistadas diez mujeres en edad reproductiva independiente de su paridad, atendidas en el Hospital General Dr. Gustavo Baz Prada, en el Município de Nezahualcoyotl, Estado de México, en los años 2002 e 2003, para atenderse del embarazo, y que por complicaciones durante el parto, fueron sometidas a la histerectomía. Los datos colectados de las entrevistas fueron sometidos al análisis de contenido y fue utilizada la técnica de análisis temático. Fue posible identificar unidades temáticas que convergieron en tres temas: Percepción de los motivos de la histerectomía; La perdida como motivo de sufrimiento y Cambios en el cuerpo físico y en el cuerpo social. Se percibió de manera general, que no fueron esclarecidas a las mujeres los motivos que las llevo a la mutilación. En su imaginario, tales motivos estuvieron relacionados a un cuadro sintomatólogico, presentando simplemente por el cuerpo biológico, como: temperatura alta, infección, sangrado vaginal, anemia, distocias, riesgo para desarrollar cáncer, o todavía para salvar sus vidas. En la perspectiva de las mujeres, la perdida del útero generó un gran sufrimiento, que recayó mucho mas en sus cuerpos sociales, una vez que los cuerpos biológicos se recuperaron de manera satisfactoria. El conocimiento de las cuestiones subjetivas y socioculturales que pernean el universo simbólico de las mujeres posibilitó la identificación de metáforas de la histerectomía, que interfieren de sobre manera en la calidad de sus vidas, estigmatizándolas por no producir mas hijos o colocándolas moralmente, a través del abandono marital, disolución del casamiento y aislamiento social, lo que les impide llevar una vida social y afectiva que las satisfaga.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DO-Pena_MTC.pdf (845.38 Kbytes)
Data de Publicação
2005-05-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.