• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Larissa Karoline Dias da Silva Cassemiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Lima, Regina Aparecida Garcia de (Presidente)
Furtado, Maria Cândida de Carvalho
Mitre, Rosa Maria de Araujo
Okido, Aline Cristiane Cavicchioli
Título em português
Contribuições de crianças e adolescentes ao processo de hospitalização: subsídios para o cuidado de enfermagem
Palavras-chave em português
Adolescente
Criança
Cuidado de Enfermagem
Hospitalização
Humanização em Saúde
Resumo em português
A hospitalização afasta a criança e o adolescente da vida cotidiana, do espaço familiar, dos amigos e das brincadeiras. Quando hospitalizados, vivenciam um ambiente muitas vezes de incertezas, permeado por novas rotinas, odores específicos, procedimentos dolorosos, equipamentos estranhos e pessoas desconhecidas. Além disto, muitas vezes não compreendem o motivo da internação e, consequentemente, a hospitalização é traduzida como uma experiência negativa e ameaçadora, que suscita sentimentos diversos como medo, angústia, tristeza e ansiedade. Buscar compreender este processo sob a perspectiva de crianças e adolescentes pode contribuir para iluminar aspectos da hospitalização, com base nas suas reais necessidades. Sendo assim, o presente estudo tem como objetivo identificar as necessidades de crianças e adolescentes diante do processo de hospitalização, a fim de contribuir para a assistência integral e humanizada. Estudo descritivo e exploratório, com análise qualitativa dos dados, tendo como quadro teórico a humanização do cuidado em saúde e o processo de hospitalização. Foi desenvolvido em um hospital universitário do estado de São Paulo, na unidade de pediatria, com a participação de 30 crianças e adolescentes, com idades entre 7 e 17 anos e predominância (21) na faixa etária de 13 a 16 anos. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada, intermediada pelo desenho, e complementados por informações clínicas obtidas no prontuário. A análise seguiu a técnica de análise de conteúdo do tipo temática indutiva. Com relação à caracterização dos participantes, os diagnósticos mais frequentes foram: Neoplasias (7), Fibrose Cística (6), Diabetes Mellitus tipo 1(5) e Lúpus Eritematoso (3); 11 eram de Ribeirão Preto, e os demais de cidades da região ou de outros estados. Os participantes estavam acompanhados, em sua maioria, por suas mães (25), irmãs (2), avó (1), avô (1) e pai (1). A faixa etária dos acompanhantes variou entre 21 e 86 anos; três tinham o ensino superior completo, nove o ensino médio e 15 o fundamental. Da análise do material empírico emergiram três categorias temáticas: a) o hospital sob a ótica da criança e do adolescente, na qual se identificou que os participantes classificavam o hospital como "ruim", lugar onde se toma injeção; lugar de pessoas doentes; lugar que afasta da família, dos amigos e das atividades diárias; lugar que não oferece privacidade; lugar que serve comida ruim e lugar pouco atrativo e, ao mesmo tempo, como o local onde são construídas amizades, que proporciona atividades lúdicas, além de ser um instrumento de apoio para a cura tão desejada; b) o que sei e o que não sei a respeito do processo de hospitalização, assinalando a necessidade de obter maior conhecimento sobre seu diagnóstico, tratamento e hospitalização; e c) o hospital projetado, revelando aspectos voltados para os princípios da humanização em saúde e ambiência hospitalar, buscando pela confortabilidade, valorização de subjetividades, individualidades e singularidade. Os resultados do estudo poderão contribuir para qualificar o cuidado em saúde, particularmente a assistência de enfermagem, com vistas à produção de cuidados que atendam às reais necessidades de crianças e adolescentes hospitalizados, bem como de seus familiares
Título em inglês
Contributions of children and adolescents to the hospitalization process: support for nursing care
Palavras-chave em inglês
Child
Hospitalization
Humanization in Health
Nursing Care
Teenager
Resumo em inglês
Hospitalization takes children and adolescents away from everyday life, the family environment, friends and play. Then, they experience an environment often of uncertainties, inhabited by new routines, specific odors, painful procedures, strange equipment and unknown people. In addition, they often do not understand the reason for their hospitalization and, consequently, hospitalization is translated as a negative and threatening experience that causes diverse feelings, such as fear, anguish, sadness and anxiety. Seeking to understand this process from the perspective of children and adolescents can contribute to clarify aspects of the hospitalization based on their actual needs. Therefore, the aim in this study is to identify the needs of children and adolescents in the hospitalization process, in order to contribute to comprehensive and humanized care. A descriptive and exploratory study was carried out with a qualitative analysis of the data, based on the humanization of health care and the hospitalization process. It was developed in a university hospital in the state of São Paulo, in the pediatric unit, with the participation of 30 children and adolescents, aged between seven and 17 years, with predominance (21) of the age group between 13 and 16 years old. The data were collected through the semi-structured interview intermediated by drawing, complemented by clinical information obtained from the medical record. The data were analyzed by thematic-inductive content analysis. Regarding the characterization of the participants, the most frequent diagnoses were Cancer (7), Cystic Fibrosis (6), Type 1 Diabetes Mellitus (5) and Lupus Erythematosus (3); 11 came from Ribeirão Preto and the rest from cities in the region or from other states. Participants were mostly accompanied by their mothers (25), sisters (2), grandmother (1), grandfather (1) and father (1). The age group of the companions varied between 21 and 86 years; three had completed higher, nine secondary and 15 primary education. From the analysis of the empirical material, three thematic categories emerged: a) the hospital from the perspective of the child and the adolescent, in which we identified that the participants classified the hospital as "bad", a place where you get an injection; place of sick people; place away from family, friends and daily activities; place that has no privacy; place that serves bad food and an unattractive place, yet also pointed out as a place to make friends, which has play activities, besides being an instrument of support for the so desired cure; b) what I know and do not know about the hospitalization process, pointing out the need to obtain more knowledge about the diagnosis, treatment and hospitalization and c) the hospital drawn, revealing aspects focused on the principles of humanization in health and hospital environment, seeking comfort, valuation of subjectivities, individualities and uniqueness. The results of the study can contribute to qualify health care, particularly nursing care, with a view to the production of care that meets the real needs of hospitalized children and adolescents, as well as their families
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-04-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.