• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2014.tde-21052014-160313
Documento
Autor
Nome completo
Beatriz Dutra Brazão
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Leite, Adriana Moraes (Presidente)
Mello, Débora Falleiros de
Wernet, Monika
Título em português
O acolhimento materno no contexto da prematuridade em um Hospital Amigo da Criança
Palavras-chave em português
Acolhimento
Humanização da Assistência
Mães
Prematuridade
Resumo em português
O contexto da prematuridade traz para as mães muitas incertezas em relação ao desenvolvimento de seu bebê e às dificuldades específicas para a interação da díade pelas particularidades inerentes à condição do recém-nascido pré-termo (RNPT), envolvendo profunda adaptação da mãe a mudanças decorrentes da internação e da situação em que se encontra o recém- nascido. Diante da complexidade, a situação de prematuridade pode acarretar para a mãe um sofrimento que poderá desenvolver sentimentos desestruturantes em função das dificuldades acarretadas pela internação e prematuridade. Este estudo tem por objetivo geral analisar o acolhimento feito às mães de RNPTs hospitalizados em Unidade de Terapia Intensiva Neona- tal -UTIN, de um Hospital Amigo da Criança. Como objetivos específicos: Descrever os sentimentos vivenciados pela mãe do RNPT, na perspectiva do acolhimento em UTIN, no Método Canguru e na Casa da Gestante, no contexto de um Hospital Amigo da Criança em Passos- MG; Identificar estratégias de enfrentamento utilizadas pelas mães para lidar com situações causadoras de sentimentos e dificuldades no contexto de um Hospital Amigo da Criança em Passos-MG; Compreender como se dá a humanização de tal atenção, tendo em vista as inter-relações e também compreender de que forma os processos de acolhimento estabelecem relações com a humanização do cuidado nos diferentes ambientes da mãe, em tal contexto. Trata- se de um estudo exploratório e descritivo de abordagem qualitativa, pautado no conceito de humanização, para o processo analítico na modalidade de análise temática. Participaram da pesquisa mães de recém-nascidos pré-termo internados na UTIN de um Hospital Amigo da Criança, utilizando o critério de saturação teórica. Foi realizada, de forma individual, uma entrevista semiestruturada, gravada em áudio e, após a transcrição, foram identificadas três categorias de análise e subcategorias, a partir das verbalizações das participantes. 1- O impacto da separação súbita após o nascimento: A mãe diante do processo de internação: preocupando-se com o filho e A incerteza da sobrevida: apoiando-se na espiritualidade; 2- Vivenciando o Método Canguru: Permanecendo perto do filho na vivência do Método Canguru, Restrições na vivência do Método Canguru; Sentindo-se impotente e desamparada e tendo outros filhos; Permanecendo perto do filho na vivência do Método Canguru; 3- Casa da Gestante:Recebendo apoio e aprendizado: Conversando com outras mães: trocando experiências, Apoio do PROMAI e Tendo apoio da equipe de enfermagem. Conclui-se que, ainda que se esteja em um Hospital Amigo da Criança, munido de estratégias que visem à humanização do cui- dado, se faz premente a necessidade de um modelo que caracterize o acolhimento, centrado nos interesses das usuárias, e que vise à organização do trabalho, com vistas à escuta e à reso- lução de demandas em saúde
Título em inglês
Mother Embracement in the Prematurity Context in a Ba-by-Friendly Hospital
Palavras-chave em inglês
Care Humanization
Embracement
Mothers
Prematurity
Resumo em inglês
Prematurity context brings mothers a lot of uncertainties regarding her baby's development, specific difficulties for the interaction of the dyad by peculiarities inherent to the pre-term newborn babies (PTNB), involving a mother's real adaptation to changes due to the hospital admittance and the situation in which the newborn baby meets. Before the complexity, prema- turity may bring the mother a lot of suffering, which may develop dismantled feelings due to the difficulties brought by hospital admittance and prematurity. The study has the objective of analyzing the mothers' embracement of hospitalized PTNB in a Neonatal Intensive Care Unit (NICU) of a Baby-Friendly Hospital. It has the specific objectives: Describe the mother's feelings when embracing at the NICU, in the Kangaroo Premature Baby Care Method and Pregnancy House in the context of a Baby-Friendly Hospital in Passos/MG, identify facing strategies used by mothers to deal with situations causing feelings and difficulties in the con- text of a Baby-Friendly Hospital in Passos/MG, understand how humanization occurs, con- sidering the inter-relations, and also understand how the embracing processes relate with care humanization in the different environments the mother is inserted. It is a descriptive explora- tory study with qualitative approach, based on the concept of humanization, for the analytic process in thematic analysis methodology. Using the theoretical saturation criterion, mothers of pre-term newborn babies admitted in the NICU of a Baby-Friendly Hospital participated in the survey. A semi-structured interview was conducted individually, recorded in audio and after transcribing it, three categories of analysis and subcategories were identified through the participations. 1. The impact of the sudden separation after birth: the mother regarding the admittance process, worrying about her child and the uncertainty of survival: having the spir- ituality as a support; 2. Experiencing the Kangaroo Premature Baby Care Method and staying near the child while the baby is experiencing it, restrictions about the experience with the Kangaroo Method, the mother feeling impotent and unprotected and having to care for other children; staying near the child experiencing the Kangaroo Premature Baby Care Method; 3. Pregnancy House: receiving support and learning: talking to other mothers: exchanging expe- riences. Support from the Mother-Infant Program (PROMAI) and from the nursing team. It is concluded that, even in a Baby-Friendly Hospital, provided with strategies aiming at care hu- manization, there is still the need for a model to characterize the embracement, centered at the users' interests, with the objective of organizing the work, listening to and trying to solve the demands about health
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-02-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.