• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2005.tde-17052007-160822
Documento
Autor
Nome completo
Salete Maria de Fátima Silqueira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2005
Orientador
Banca examinadora
Santos, Claudia Benedita dos (Presidente)
Carvalho, Dacle Vilma
Dantas, Rosana Aparecida Spadoti
Santos, Jair Licio Ferreira
Veiga, Eugenia Velludo
Título em português
O questionário genérico SF-36 como instrumento de mensuração da qualidade de vida relacionada a saúde de pacientes hipertensos
Palavras-chave em português
Hipertensão Arterial
Qualidade de Vida
SF-36
Resumo em português
Nas últimas décadas, as doenças crônicas têm desempenhado um importante papel na morbimortalidade da população mundial atingindo não só a população idosa, mas também jovens em idade produtiva. Entre as doenças cardiovasculares, a hipertensão arterial (HA) é considerada uma das principais causas de doença do adulto em todo o mundo industrializado e na maioria dos países em fase de desenvolvimento, principalmente, nos grandes centros urbanos. A alta prevalência da doença tem se tornado um grande problema de saúde pública afetando milhares de pessoas e, conseqüentemente, a Qualidade de Vida dessa população. O presente estudo é do tipo transversal com objetivo geral de descrever a qualidade de vida relacionada à saúde dos pacientes hipertensos de uma Unidade de Saúde de um município do estado de Minas Gerais, no ano de 2005, segundo o Instrumento genérico de avaliação de QVRS, SF-36. O estudo foi realizado em uma Unidade de Saúde de um município de Minas Gerais - Brasil. A coleta de dados foi realizada junto a pacientes hipertensos assistidos na Unidade no período entre março e maio de 2005. Considerando os critérios de exclusão, 256 pacientes hipertensos foram selecionados para participarem deste estudo. Os resultados relacionados às variáveis sócio-demográficas e aos escores padronizados do instrumento SF-36, segundo seus domínios foram apresentados e discutidos segundo os quartis, valores máximos e mínimos e graficamente representados por meio de Boxplots. Adicionalmente, valores médios e respectivos desvios-padrão foram apresentados. A consistência interna do instrumento foi verificada por meio dos valores de alfa de Cronbach e correlações produto-momento de Pearson entre os domínios da escala. O programa estatístico SPSS, versão 10.1 para Windows foi utilizado. Entre os pacientes estudados, idade média igual a 61 anos, com desvio-padrão de 13 anos, sendo 72,3% do sexo feminino. A raça predominante foi a negra, 37,9% (incluindo as raças mulata e mestiça). A maioria (65,3%) possuía 1º grau incompleto e, em relação às profissões/ocupações, 50% era do lar, seguida de aposentados 30,5%. Em relação ao estado civil, a maioria, 58,2 possuía um companheiro(a). Em relação às propriedades de medida do SF-36, foi obtido um valor para alfa de Cronbach igual a 0,92, mostrando que houve consistência nas respostas dos indivíduos às questões. Tal resultado pôde ser verificado, também, para cada um dos domínios do SF-36, com valor mínimo para o alfa de Cronbach igual a 0,68 e máximo igual a 0,95. Todos os domínios mostraram correlações positivas significativas entre eles, sendo o valor mais baixo igual a 0,154, entre Estado Geral de Saúde e Aspectos Emocionais e, o mais alto igual a 0,659 entre Vitalidade e Saúde Mental. O grupo estudado apresentou um elevado perfil de saúde, sendo os menores valores medianos igual a 65 para Vitalidade e 70 para Capacidade Funcional e o maior igual a 100 para Aspectos Físicos, Aspectos Emocionais e Aspectos Sociais. No presente estudo, foi possível aplicar o instrumento SF-36 em um número significativo de hipertensos, sendo que este se mostrou válido para avaliar, de forma multidimensional, o Perfil de Saúde do grupo considerado, e, apesar da hipertensão arterial ser considerada uma doença crônica com caráter progressivo-degenerativo, não foram encontrados, neste estudo, resultados que mostrassem comprometimento dos sujeitos em relação a seu Perfil de Saúde. Ao contrário, os 256 pacientes entrevistados mostraram, em sua maioria, satisfação, tranqüilidade e segurança com a assistência encontrada na Unidade de Saúde considerada.
Título em inglês
The generic questionnaire SF-36 as instrument of measurement of the life quality related to the health in hypertensive patients
Palavras-chave em inglês
Arterial Hypertension
Quality of Life
SF-36
Resumo em inglês
In recent decades, chronic diseases have played an important role in global morbidity and mortality rates, affecting not only the aged population, but also young people in the productive age group. Among cardiovascular diseases, arterial hypertension (AH) is considered to be one of the main causes of disease in adults from the entire industrialized world and most developing countries, mainly in large urban centers. The high prevalence of this disease has turned into a great public health problem, attacking thousands of people and, consequently, their Quality of Life. This cross-sectional study aims to verify the measurement properties of the generic health-related Quality of Life assessment questionnaire SF-36 for hypertensive patients and to describe their health profile. The study was carried out at a Health Unit in Minas Gerais-Brazil. Data were collected from hypertensive patients attended at this unit between March and May 2005. In view of exclusion criteria, we selected 256 hypertensive patients to participate in this study. The results related to the social-demographic variables and to the standardized scores of the instrument SF-36, their second domains were presented and discussed according to quartiles, maximum and minimum values and graphically represented through Boxplots. In addition, we presented mean values and the respective standard deviations. The consistence interns of the instrument was verified by means of Cronbachs alpha and Pearson correlations between the dominions of the scale, using the statistical program SPSS, version 10.1 for Windows. 72.3% of the study participants were women, with an average age of 61 years and standarddeviation of 13 years. The predominant race it was the black 37.9% (including the races mulatto and mestizo). Most participants (65.3%) had not finished basic education. With respect to profession/occupation, most participants (50%) worked at home, while 30,5% were retired. In terms of civil status, 58,2% were married. We obtained a Cronbachs alpha of 0.92 for the measurement properties of SF-36, which revealed consistency between the individuals answers to the questions. The same was true for each of the SF-36 domains, with a minimum Cronbachs alpha score of 0.68 and a maximum of 0.95. We found significant positive correlations between all domains, with 0.154, as the lowest between General Health Condition and Emotional Aspects, and 0.659 as the highest score, between Vitality and Mental Health. The group under study presented an elevated health profile, with 70 as the lowest median score equal for 65 for Vitality and 70 for Functional Capacity and 100 as the highest for Physical, Emotional and Social Aspects. This study allowed us to apply the SF-36 instrument to a significant group of hypertensive patients. The instrument revealed its validity with a view to the multidimensional evaluation of the study participants health profile. Although arterial hypertension is considered to be a progressive and degenerative chronic disease, we did not find any results to show that the subjects health profile was at risk. On the opposite, most of the 256 patients we interviewed displayed satisfaction, tranquility and security about the care they received at the Health Unit we studied.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
SaleteSilqueira.pdf (713.13 Kbytes)
Data de Publicação
2007-05-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.