• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2012.tde-07112012-153618
Documento
Autor
Nome completo
Patricia Santos Prudêncio
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Mamede, Fabiana Villela (Presidente)
Dantas, Rosana Aparecida Spadoti
Messias, Deanne Karen Hilfinger
Título em português
Adaptação cultural e validação para uso no Brasil do instrumento Patient Expectations and Satisfaction with Prenatal Care (PESPC)
Palavras-chave em português
Cuidado Pré-Natal
Estudos de validação
Satisfação do Paciente
Resumo em português
O cuidado pré-natal tem recebido destaque das políticas públicas de saúde, sendo a qualidade e a humanização do atendimento importantes metas a serem alcançadas. Compreender como a gestante se sente, em relação ao cuidado recebido, é uma importante ferramenta para planejar e implementar novas estratégias de atenção visando ao aperfeiçoamento do cuidado prestado, uma vez que a qualidade do cuidado pré-natal reflete-se no desfecho da gravidez e do parto e na redução da morbimortalidade materna e neonatal. A satisfação da usuária com o cuidado pré-natal é uma avaliação que merece destaque devido a sua importante repercussão durante o acompanhamento gestacional, bem como durante o parto e o puerpério. Este estudo teve como objetivo realizar e testar as propriedades psicométricas do instrumento Patient Expectations and Satisfaction with Prenatal Care (PESPC) para gestantes brasileiras, em acompanhamento pré-natal. O instrumento PESPC possui 41 itens distribuídos em dois domínios: Expectativa e Satisfação. É uma escala do tipo likert, com opções de resposta que variam de 1 "concordo totalmente" a 6 "discordo totalmente". Para a Expectativa, o intervalo possível é de 12-72, e para a Satisfação é de 29-174, onde os menores valores representam alta expectativa e satisfação com o cuidado pré-natal recebido. O processo de adaptação seguiu as etapas preconizadas pela literatura. Os dados foram coletados no Centro de Referência de Saúde da Mulher, Ambulatório de Ginecologia e Obstetrícia do Centro de Saúde da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo de Ribeirão Preto e na Unidade Básica de Saúde "Ernesto Che Guevara" (Maria Casagrande) do município de Ribeirão Preto, por meio de entrevistas e consultas aos prontuários, no período de julho a dezembro de 2011, tendo participado do estudo 119 gestantes. As propriedades psicométricas analisadas: a validade de face e de conteúdo (Comitê de Juízes); validade de constructo divergente (testes de correlação de Pearson); validade de constructo convergente (testes de correlação de Pearson entre os domínios do PESPC e do PSI); análise fatorial; confiabilidade pela consistência interna (alfa de Cronbach) e pela estabilidade da medida (teste-reteste). O nível de significância adotado foi de 0,05. Os resultados demonstraram que a maioria das participantes era primigesta 51 (42,9%), com idade média de 25 anos, donas de casa 76 (63,9%), com início da primeira consulta de pré-natal no primeiro trimestre gestacional 109 gestantes (91,6 %). Na avaliação das propriedades psicométricas, a validade de constructo convergente apresentou correlações positivas de forte e moderada magnitude. Na validade de constructo divergente, algumas hipóteses apresentaram correlações positivas, de pouco valor para a prática clínica e não estatisticamente significantes. A análise fatorial indicou a presença de quatro fatores componentes, conforme preconizado pelo autor do instrumento. A confiabilidade demonstrou valores adequados para consistência interna para os domínios da versão adaptada do PESPC (Expectativa ? = 0,70; Satisfação ? = 0,80). Portanto, a versão adaptada para o português do PESPC mostrou-se válida e confiável na amostra estudada.
Título em inglês
Cultural adaptation and validation for the use in Brazil the instrument Patient Expectations and Satisfaction with Prenatal Care (PESPC).
Palavras-chave em inglês
Patient Satisfaction
Prenatal Care
Validation studies
Resumo em inglês
The prenatal care has been highlighted in public health policies, being the quality and humanization of care important goals to be achieved. Understanding how the pregnant woman feels regarding the care received is an important tool for planning and implementing new care strategies aimed at improving the care provided, since the quality of prenatal care is reflected in the outcome of pregnancy and childbirth and in the reduction of maternal and neonatal morbidity and mortality. The user's satisfaction with prenatal care is an assessment that deserves attention due to its important repercussion during follow-up pregnancy, as well as during childbirth and the puerperium. This study aimed to develop and test the psychometric properties of the Patient Expectations and Satisfaction with Prenatal Care (PESPC) instrument for Brazilian pregnant women during follow-up pregnancy. The PESPC instrument has 41 items distributed in two domains: Expectation and Satisfaction. It is a Likert type scale with response options ranging from 1 "strongly agree" to 6 "strongly disagree". For Expectation, the possible range is 12-72, and for Satisfaction is 29-174, and the lower values represent high expectations and satisfaction with prenatal care received. The adaptation process followed the steps recommended in the literature. Data were collected at the Reference Center for Women's Health, Gynecology and Obstetrics Outpatient Clinic of the Health Center of the University of São Paulo at Ribeirão Preto Medical School and at the Basic Health Unit "Ernesto Che Guevara" (Maria Casagrande) in the city of Ribeirão Preto, through interviews and medical chart search from July to December 2011, having 119 pregnant women participated in the study. The psychometric properties analyzed were: face and content validity (Expert Committee); divergent construct validity (Pearson correlation test); convergent construct validity (Pearson correlation tests between the domains of PESPC and PSI); factor analysis; internal consistency reliability (Cronbach's alpha) and measurement stability (test- retest). The significance level was 0.05. The results showed that most participants were primiparous in a total of 51 (42.9%), mean age 25 years; housewives were 76 (63.9%); 109 (91.6%) pregnancy women began the first prenatal consultation in the first trimester of pregnancy. In assessing the psychometric properties, the convergent construct validity showed positive correlations from strong to moderate magnitude. In divergent construct validity, some assumptions had positive correlations, of little value for clinical practice and not statistically significant. Factor analysis indicated the presence of four component factors, as proposed by the author of the instrument. The reliability demonstrated adequate values for internal consistency for the domains of the adapted version of PESPC (Expectation ? = 0,70; Satisfaction ? = 0,80). Therefore, the version adapted to Portuguese in PESPC proved to be valid and reliable in the studied sample.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
PatriciaPrudencio.pdf (4.56 Mbytes)
Data de Publicação
2013-01-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.