• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2008.tde-06082008-143331
Documento
Autor
Nome completo
Marina Scarulis Mamede dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Panobianco, Marislei Sanches (Presidente)
Mamede, Marli Villela
Meirelles, Maria Cristina Cortez Carneiro
Título em português
Avaliação da sensibilidade no trajeto do nervo intercostobraquial, em mulheres com linfadenectomia axilar, pós-cirurgia por câncer de mama
Palavras-chave em português
Avaliação
Inervação
Neoplasias mamárias
Resumo em português
A cirurgia da remoção da mama, associada à linfadenectomia axilar, tem sido o tratamento tradicional do câncer de mama. Apesar dos seus benefícios, a cirurgia está associada a algumas seqüelas e complicações, entre elas, as alterações de sensibilidade no trajeto do nervo intercostobraquial. Objetivos: Analisar, através do estesiômetro de Semmes-Weinstein, as alterações de sensibilidade no trajeto do nervo intercostobraquial, em mulheres que realizaram linfadenectomia axilar, por câncer de mama; identificar os descritores de alteração de sensibilidade, segundo a percepção dessas mulheres; comparar a sensibilidade entre mulheres com e sem linfadenectomia axilar; comparar a percepção da sensibilidade de mulheres com linfadenectomia com a resposta obtida com a utilização do estesiômetro. Métodos: Foi aplicado o estesiômetro de Semmes-Weinstein para a avaliação da sensibilidade no trajeto do nervo intercostobraquial e um questionário com dados pessoais e sociodemográficos, acerca do tratamento e sobre a percepção da sensibilidade no membro superior. Participaram desse estudo, 94 mulheres, divididas em dois grupos: um grupo composto por 47 mulheres que realizaram linfadenectomia axilar por câncer de mama e um grupo composto por 47 mulheres não diagnosticadas por câncer de mama e sem qualquer tipo de cirurgia nas axilas. Em cada participante foi realizado o teste com o estesiômetro, por duas vezes consecutivas, e no grupo com cirurgia, também foi aplicado o questionário. Resultados: A prevalência de alteração de sensibilidade, avaliada por meio do estesiômetro de Semmes-Weinstein foi alta, mostrando que 85,1% das mulheres do grupo com linfadenectomia axilar tiveram respostas abaixo dos valores considerados de normalidade, baseado nas respostas do grupo sem linfadenectomia axilar. Foi confirmada a repetibilidade na aplicação do estesiômetro, no grupo com linfadenectomia, através do teste de Kappa (p = 0,8696). O sintoma mais relatado foi adormecimento (70,2%). Conclusões: Na população desse estudo, a queixa de alterações de sensibilidade teve alta prevalência e consideramos o estesiômetro um aparelho de fácil aplicação na prática clínica, baixo custo e confiável. Porém, enfatizamos a importância do treinamento do profissional que irá aplicá-lo e a padronização do teste, de acordo com as orientações do fabricante.
Título em inglês
Evaluation of the sensibility in the region of the intercostobrachial nerve, in women with linfadenectomia axillary after surgery for breast cancerBreast Cancer. Innervation. Evaluation.
Palavras-chave em inglês
Breast Cancer
Evaluation
Innervation
Resumo em inglês
The surgery of the removal of the breast associated to the axillary lymph node dissection has been the traditional treatment for breast cancer. In spite of their benefits, the surgery is associated some sequels and complications, among them the sensibility alterations in the region of the intercostobrachial nerve. Objective: To analyze the sensibility alterations around intercostobrachial nerve in women who were operated by axillary lymph node dissection, for breast cancer through the Semmes- Weinstein monofilament testing; to identify the subject headings of sensibility alteration according to those women's perception; to compare the sensibility among women with and without axillary lymph node dissection; and to compare the perception of the women's sensibility with axillary lymph node dissection with the answer obtained by the Semmes-Weinstein monofilament testing. Methods: The Semmes-Weinstein monofilament testing was applied for the evaluation of the sensibility in the region of the intercostobrachial nerve and a questionnaire with personal data and sociologically demographic aspects, concerning the treatment and about the perception of the sensibility in the superior member. In that study, 94 women took part in, divided in two groups. A group composed by 47 women that were operated by axillary lymph node dissection for breast cancer and a group composed by 47 women no diagnosed by breast cancer and without any axillary surgery. In each participant the test was accomplished with the monofilament for twice consecutive and in the group with surgery the questionnaire was applied also. Results: The prevalence of sensibility alteration, appraised through the Semmes-Weinstein monofilament testing it was high, 85,1% of the group with axillary lymph node dissection had answers below the considered values of normality, based on the answers of the group without axillary surgery. The repeatability was confirmed in the application of the monofilament in the group with axillary lymph node dissection through the test of Kappa (p=0,8696). The symptom more told was numbness (70,2%). Conclusions: In the population of that study, the complaint of sensibility alterations had high prevalence and we considered the Semmes-Weinstein monofilament testing appliance of easy application in practice clinic, low cost and reliable. However we emphatize the importance of the professional's training that will apply it and the standardization of the test in agreement with the manufacturer's orientations.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MarinaScarulis.pdf (2.50 Mbytes)
Data de Publicação
2008-08-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.