• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2005.tde-06022006-114838
Documento
Autor
Nome completo
Priscila Tsupal Tenório Gomes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2005
Orientador
Banca examinadora
Nakano, Ana Marcia Spano (Presidente)
Gomes, Flávia Azevedo
Vieira, Marta Neves Campanelli Marçal
Título em português
"Práticas alimentares de crianças menores de 1 ano que compareceram na segunda etapa da campanha nacional de vacinação nos postos de saúde fixos na cidade de Guarapuava - PR, em 2004"
Palavras-chave em português
aleitamento materno
alimentação complementar
Resumo em português
A alimentação da criança no primeiro ano de vida é essencial para o crescimento e desenvolvimento adequados. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que o aleitamento materno seja exclusivo até os seis meses de vida e que os alimentos complementares sejam introduzidos a partir desta idade. Os objetivos desta pesquisa foram estimar a prevalência do aleitamento materno em crianças menores de 1 ano de idade e descrever a alimentação complementar entre as crianças estudadas. O estudo transversal, descritivo abrangeu 821 crianças menores de um ano de idade vacinadas na Segunda Etapa da Campanha Nacional de Vacinação nos Postos de Saúde da cidade de Guarapuava-PR. A coleta dos dados foi realizada com as mães e/ou responsáveis por crianças menores de 1 ano de idade que compareceram aos Postos de Saúde naquela data. O instrumento utilizado nesta pesquisa foi o questionário elaborado e validado pelo Instituto de Saúde da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo-SP e parcerias. A análise dos dados deu-se através da análise das freqüências simples de todas as variáveis coletadas. Com relação aos indicadores de aleitamento materno, 68,9% das crianças estavam em aleitamento materno, sendo 86,2% e 39,8% entre crianças menores de 4 e 6 meses, respectivamente. Considerando os indicadores de aleitamento materno exclusivo e predominante, verificou-se que entre as crianças menores de 4 meses foi de 46,4% e 41,4%, respectivamente. Para as crianças menores de 6 meses, verificou-se os seguintes percentuais: 37,3% e 18,9%, respectivamente. Entre as crianças menores de quatro e seis meses, 31,9% e 45,3% estavam recebendo outro tipo de leite que não o humano. Entre as crianças menores ou iguais a 4 meses, 5,1% estavam em alimentação complementar, e entre as menores ou iguais a 6 meses 14% , recebendo chá, água, suco, fruta, sopa de legumes e comida de panela nas últimas 24 horas. Este estudo mostrou que os indicadores de Aleitamento Materno – Aleitamento Materno e Aleitamento Materno Exclusivo estão muito aquém do preconizado pela OMS e que a introdução da alimentação complementar é precoce tanto entre crianças amamentadas como em crianças não amamentadas.
Título em inglês
Feeding practices in infants under one year old who participaded in the Second Phase of the National Vaccnination Campaign at Fixed Health Centers in Guarapuava-PR, in 2004.
Palavras-chave em inglês
breastfeeding
complementary feeding
Resumo em inglês
What children eat in the first year of life is essential with a view to adequate growth and development. The World Health Organization (WHO) recommends exclusive breastfeeding up to six months of age and that complementary foods be introduced from that age onwards. This study aimed to examine the prevalence of breastfeeding among children under 1 year old, as well as to describe the introduction of complementary foods among the children in this study. A cross-sectional and descriptive study was realized among 821 infants under 1 year old who were vaccinated in the Second Phase of the National Vaccination Campaign at Health Centers in Guarapuava-PR, Brazil. Data collection involved the mothers and/or responsibles for infants under 1 year old who came to the Health Centers on that day, using the questionnaire elaborated and validated by the Health Institute of the São Paulo State Health Secretary and its partners. The collected data were subject to simple frequency analysis of all variables. As to breastfeeding indicators, 68.9% of the infants received breastfeeding, with 86.2% and 39.8% of children under 4 and 6 months, respectively. Exclusive and predominant breastfeeding indicators corresponded to 46.4% and 41.4%, respectively, among children under 4 months old, against 37.3% and 18.9% for children under 6 months of age. 31.9% and 45.3% of children under 4 and 6 months old were receiving nonhuman milk. 5.1% of children aged 4 months or older and 14% of those aged 6 months or older received complementary feeding, having consumed tea, water, juice, fruit, vegetable soup and homemade food during the last 24 hours. This study has shown that Breastfeeding – Breastfeeding and Exclusive Breastfeeding indicators remain much below the levels set by the WHO and that complementary foods are introduced at an early stage for children who are breastfed or not.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
GOMES_PTT.pdf (400.93 Kbytes)
Data de Publicação
2006-03-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.