• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2015.tde-04092015-161621
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Lopes Borges
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2015
Orientador
Banca examinadora
Panobianco, Marislei Sanches (Presidente)
Berenguer, Sílvia Maria Alves Caldeira
Chaves, Erika de Cássia Lopes
Hayashida, Miyeko
Título em português
A utilização do coping religioso/espiritual por mulheres submetidas ao tratamento do câncer de mama
Palavras-chave em português
Adaptação psicológica
Assistência integral à saúde da mulher
Neoplasias da mama
Resumo em português
O Coping Religioso/Espiritual (CRE) vem sendo apontado como importante estratégia utilizada no enfrentamento de estímulos estressores, especialmente no contexto da saúde. Este estudo teve como objetivo avaliar o nível de CRE utilizado por mulheres submetidas ao tratamento do câncer de mama. Trata-se de uma pesquisa com delineamento quantitativo, descritivo e corte transversal. Participaram 94 mulheres submetidas aos tratamentos do câncer de mama, que frequentavam regularmente um núcleo de reabilitação. A coleta de dados ocorreu de outubro de 2013 a junho de 2014 e foram utilizados dois instrumentos: questionário com dados sociodemográficos, clínicos, religiosos/espirituais e estímulo estressor associado ao câncer de mama, e a Escala de Coping Religioso/Espiritual Breve (CRE-Breve). Os dados do questionário foram analisados descritivamente e utilizou-se o programa SPSS versão 16.0. Os itens da escala foram analisados segundo sugestão da autora que validou o construto no Brasil, utilizando os testes estatísticos apropriados. Foram respeitados os preceitos éticos da resolução 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde. Os resultados mostraram que: todas as participantes utilizaram o CRE, sendo 76,6% em nível alto/altíssimo e 23,4% em nível médio; o CRE Positivo (mediana 3,44; média 3,41; desvio padrão 0,59) foi mais utilizado em relação ao CRE Negativo (mediana 1,13; média 1,27; desvio padrão 0,40) e Razão CREN/CREP (mediana 0,35; média 0,38; desvio padrão 0,14). Foram significantes: as comparações dos escores do CRE Total com as variáveis "Quimioterapia" (p=0,012), "Participa de atividade religiosa/espiritual" (p=0,001), "Frequência com que participa de atividade religiosa/espiritual" (p=0,002) e "Grau de importância da religiosidade/espiritualidade no momento de vida" (p=0,032); as comparações dos escores do CRE Positivo com as variáveis "Quimioterapia" (p=0,011), "Participa de atividade religiosa/espiritual" (p=0,004) e "Frequência com que participa de atividade religiosa/espiritual" (p=0,011); as comparações dos escores do CRE Negativo com as variáveis "Participa de atividade religiosa/espiritual" (p=0,019) e "Frequência com que participa de atividade religiosa/espiritual" (p=0,002). Apesar de não ter havido diferença significante do CRE com as demais variáveis investigadas, elas devem ser consideradas ao se avaliar a utilização de CRE frente a estímulos estressores, especialmente o câncer de mama; o CRE se mostrou como uma importante estratégia de enfrentamento em situações de estresse vividas por mulheres com câncer de mama e as auxiliou enfrentar a doença e as consequências dos tratamentos realizados. O fato de as mulheres participarem de um núcleo de reabilitação integral pode ter contribuído na utilização do CRE como estratégia de enfrentamento do câncer de mama. Evidencia-se a importância de os profissionais da saúde se apropriarem de conhecimentos, habilidades e atitudes que os auxiliem a inserir o cuidado espiritual no planejamento e implementação das ações de assistência à saúde, principalmente de mulheres com câncer de mama. Sugere-se ainda a criação de serviços em saúde que ofereçam o suporte religioso/espiritual aos seus pacientes e a adequação daqueles que já se encontram em funcionamento, uma vez que esta se mostra como uma estratégia importante diante de eventos estressores, inclusive àqueles relacionados aos problemas de saúde
Título em inglês
The use of spiritual/religious coping for women undergoing treatment for breast cancer
Palavras-chave em inglês
Adaptation psychological
Breast neoplasms
Comprehensive health care
Resumo em inglês
The Spiritual/Religious Coping (ERC) has been identified as an important strategy used in coping with stress, especially in the context of health. This study aimed to evaluate the level of ERC used by women undergoing treatment for breast cancer. It´s a survey of quantitative, descriptive and cross-sectional design. Participated 94 women submitted to breast cancer treatments for regularly attendance on a rehabilitation center. Data collection took place from October 2013 to June 2014 and two survey instruments were used: questionnaire with sociodemographic and clinical, religious/spiritual data; and stressor stimulus associated with breast cancer, and the Spiritual/Religious Coping Scale (ERC-Short). Questionnaire data were analyzed descriptively using SPSS version 16.0. Scale items were analyzed according to construct validation in Brazil. The ethical precepts of the Resolution 466/2012 of the National Health Council were respected. Results showed that all participants used the ERC, and 76.6% in high/very high level and 23.4% in average level; Positive ERC (median 3.44, average 3.41, standard deviation 0.59) was used relative more than negative ERC (median 1.13, average 1.27, standard deviation 0.40) and the Ratio of ERCN/ERCP (median 0.35, mean 0.38, standard deviation0.14). Were significant for the comparisons scores of total ERC with the "Chemotherapy" variables (p=0.012); "takes part in religious/spiritual activity" (p=0.001); "frequency of participating in religious spiritual activity" (p=0.002), and "degree of importance of religiousness/spirituality at the time of life" (p=0.032).Comparisons scores of the ERC Positive with the variables "Chemotherapy" (p=0.011); "takes part in religious/spiritual activity" (p=0.004) and "frequency of participating in religious/spiritual activity" (p=0.011). Comparisons scores of the ERC negative with "participates in religious/spiritual activity" (p=0.019) and "frequency of participating in religious/spiritual activity" (p=0.002). Although there has been no significant difference in the ERC with other variables investigated, they should be considered when evaluating the use of ERC facing stressful factors, especially breast cancer. The ERC proved to be an important strategy in situations of stress experienced by women with breast cancer and confront the disease and the consequences of treatments. The fact that women participated in a comprehensive rehabilitation core may have contributed to the use of the ERC as a coping strategy of breast cancer. Highlights the importance of health professionals to appropriate knowledge, skills and attitudes that help them to introduce the spiritual care in planning and implementation of health care interventions, mainly of women with breast cancer. It is also suggested the creation and adequacy of health services that offer religious/spiritual support to their patients, since this appears as an important strategy in facing stressor stimulus, including those related to health problems
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MARIBORGES.pdf (871.82 Kbytes)
Data de Publicação
2015-11-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.