• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2014.tde-03022015-102844
Documento
Autor
Nome completo
Erika Aparecida Catoia
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Monroe, Aline Aparecida (Presidente)
Ruffino Netto, Antonio
Silveira, Renata Cristina de Campos Pereira
Título em português
Caracterização da assistência à saúde prestada às pessoas privadas de liberdade que vivem com HIV/aids: uma revisão integrativa
Palavras-chave em português
Assistência à Saúde
Enfermagem em Saúde Pública
HIV
Prisões
Serviços de Saúde
Síndrome da Imunodeficiência Adquirida
Resumo em português
A infecção pelo HIV/aids no mundo atinge, desproporcionalmente, determinados grupos sociais, dentre eles a população privada de liberdade. Mediante o impacto da epidemia no âmbito carcerário, organismos internacionais orientam a adoção de estratégias de cuidado, pautadas em evidências científicas, o que determina o impacto positivo no controle do agravo nas prisões. Este estudo objetivou identificar e analisar as evidências científicas disponíveis na literatura sobre a assistência prestada às pessoas que vivem com HIV/aids (PVHA) no âmbito prisional. Trata-se de uma Revisão Integrativa da Literatura, tendo a prática baseada em evidências (PBE) como referencial teórico. No que se refere às etapas de desenvolvimento da revisão integrativa, procedeu-se à seleção dos estudos, por meio da utilização de descritores controlados e palavras-chaves junto às bases de dados LILACS, PUBMED, CINAHL e Web of Science. Dos 894 estudos recuperados, após leitura de forma independente por duas pesquisadoras, derivou-se uma amostra final de 15 estudos. Houve predomínio de pesquisas realizadas nos Estados Unidos, com população masculina, indivíduos afrodescendentes e com história pregressa de mais de um encarceramento ao longo da vida. A população abordada se encontrava em situação de privação de liberdade, contudo, em processo de transição para a comunidade. De modo geral, as estratégias de cuidado prestadas às PVHA em situação de encarceramento, enfocaram a coordenação e a transição para a comunidade, mediante estratégias de gestão de caso com referência e vínculo para serviços de saúde e sociais, planejamento de alta, tratamento de substituição com a utilização de metadona para dependentes químicos e a Terapia Antirretroviral Diretamente Administrada (DAART) para grupos com baixa adesão ao tratamento, em especial os usuários de drogas. Há que se ressaltarem as investiduras na identificação, sensibilização e engajamento de outros atores-chave, com destaque para egressos do sistema prisional visando a implementação de estratégias educativas, assistenciais e de suporte por pares, bem como a identificação, tentativa de reestabelecimento e fortalecimento de vinculo com a rede de suporte social dos indivíduos privados de liberdade em transição para a comunidade. Destaca-se o papel da enfermagem na viabilização das estratégias de gestão do caso, planejamento de alta, sensibilização e capacitação de atores-chave com potencial de engajamento nas atividades envolvendo o cuidado por pares. Concluiu-se que a assistência no âmbito prisional pautou-se no cuidado ampliado, transcendendo a dimensão clínica do manejo do HIV/aids em si, uma vez que incorporou no bojo das ações desenvolvidas, a identificação e integração de ações e serviços sociais e de saúde, valorizando, deste modo, um processo de cuidar pautado na reinserção social dos sujeitos no período que corresponde ao pré e pós-livramento prisional
Título em inglês
Characterization of Health Care provided to persons deprived of liberty who live with HIV/AIDS: an integrative review
Palavras-chave em inglês
Acquired Immune Deficiency Syndrome
Health Care
Health Services
HIV
Prisons
Public Health Nursing
Resumo em inglês
The HIV infection affects certain social groups disproportionately, among them the prisoners. By the impact of the epidemic in prisonal ambit, international organizations guide to care strategies, conducted by scientific evidence, which determines the positive impact in controlling the disease in prisons. This study aimed to identify and analyze the scientific evidence available in the literature on assistance provided to people living with HIV/AIDS (PLWHA) in the prison context. This is an integrative review of the literature, and evidence-based practice (EBP) as the theoretical reference. With regard to development stages of the integrative review, we proceeded to the selection of studies, using controlled descriptors and keywords together to databases LILACS, PUBMED, CINAHL and Web of Science. Independently, two investigators read 894 recovered studies and derived a final sample of 15 studies. There was a predominance of researches done in the United States, with male population, Afro-descendant and individuals with a history of more than one life-long imprisonment. The covered population was in a situation of deprivation of liberty. However, they were in transition process to the community again. Generally, the care strategies provided to PLWHA in incarceration situation, focused on the coordination and the transition to the community, through case management strategies with reference and link to health and social services, discharge planning, substitution treatment with the use of methadone for drug addicts and the Directly Administered Antiretroviral Therapy (DAART) for groups with low adherence to treatment, particularly drug users. We have to highlight the investitures in identification, awareness and engagement of other key actors, especially former convicts, aiming the educational strategies implementation, care and support by peers, as well as the identification, attempt to re-establishment and strengthening of bonds with the social support network of private individuals of freedom in transition to the community. Besides, it is important to point the nursing role in the feasibility of case management strategies, discharge planning, sensitization and training of key actors with potential engagement in activities involving peer care. In conclusion, the assistance in the prison context was characterized in the extended care, transcending the clinical dimension of the management of HIV/AIDS itself. It is explained once it had incorporated in the core of the actions taken, the identification and integration of actions and social services and health, valuing, thus, a process of care founded on the social reintegration of the subjects in the period corresponding to the pre and post-prison
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ERIKAAPARECIDACATOIA.pdf (669.09 Kbytes)
Data de Publicação
2015-02-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.