• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2003.tde-01092003-093507
Documento
Autor
Nome completo
Liliane Nascimento de Santi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2003
Orientador
Banca examinadora
Nakano, Ana Marcia Spano (Presidente)
Carvalho, Maria das Gracas Bomfim de
Kanaan, Delsa Deise Macchetti
Título em português
"Cuidando da saúde bucal do filho: o significado para um grupo de mães"
Palavras-chave em português
cuidado
cuidador.
maternidade
saúde bucal infantil
Resumo em português
O ato de cuidar tem sido atribuído ao gênero feminino. Na sociedade ocidental, a mãe é a principal cuidadora dos filhos no que se refere ao cuidado em geral, na alimentação, na vestimenta, na educação e na saúde. Na promoção da saúde bucal infantil, o cuidado materno, bem como uma boa relação dentista-mãe são essenciais. Objetivou-se compreender os significados atribuídos pelas as mães de crianças de 0 a 6 anos em tratamento odontológico acerca de seu papel como cuidadora da saúde bucal do filho. Constitui-se de uma pesquisa qualitativa com desenho metodológico de uma pesquisa estratégica. Participaram como sujeitos, dez mães com filhos em atendimento odontológico pelo Curso de Graduação em Odontologia, de Especialização em Odontopediatria e da Clínica de bebês da Universidade de Ribeirão Preto – UNAERP na cidade de Ribeirão Preto, estado de São Paulo/Brasil. Realizou-se entrevistas semi-estruturadas e observação durante o atendimento odontológico. Os dados foram analisados segundo a técnica de análise de conteúdo proposta por Bardin (1979). Considerando o perfil do grupo de mães a idade variou de 26 a 39 anos, todas eram casadas ou viviam em união consensual, nenhuma estava inserida no mercado de trabalho formal. Depreendeu-se dos dados seis categorias temáticas: a) Saúde: “quando não tem nada” ... “saúde é a base de tudo”; b) Saúde? É saúde da boca também!”; c) Saúde bucal é ter bons hábitos; d) O Processo saúde – doença e a relação com os cuidados maternos na saúde bucal; e) Cuidado à saúde bucal do filho: o sentido desse fazer; f) Profissional odontólogo: referência para o cuidado em saúde bucal. Percebeu-se que a saúde para essas mães reveste-se de um significado mais amplo, não restrito ao biológico, entretanto, ainda mostram-se ancoradas na idéia de saúde como ausência de doença e de corpo funcional. A saúde bucal apresenta-se dissociada da saúde geral e as práticas de manutenção da saúde bucal são voltadas para evitar uma única doença: a cárie, relacionando sua ocorrência na dependência dos cuidados prestados por elas como formadoras de hábitos. Em meio a essas práticas de cuidados reconhecem o profissional especializado como fonte do saber, estando prontas a auxiliá-los no tratamento independentemente de suas emoções mergulhadas no ideário do amor incondicional da mãe para com o filho e do dever materno, sentindo satisfação e realização em atender as necessidades do filho. Concluí- se que a mãe pode ser considerada como um agente multiplicador de ações educativas relacionadas a saúde bucal, uma vez que a atuação materna não fica circunscrita a ajudas momentâneas durante o atendimento clínico, perpassando as barreiras físicas, chegando aos cuidados diários na manutenção da saúde bucal do filho. Dentro dessa lógica há que se investir na capacitação dos profissionais que lidam diariamente com tais mães e todos os indivíduos da família, para que estes sintam-se responsáveis pela saúde das crianças menores.
Título em inglês
Caring the child’s oral health: what does it mean for a group of women?
Palavras-chave em inglês
and caretaker.
care
child oral health
motherhood
Resumo em inglês
Caring is an act attributed to feminine gender. Mothers are the main general caretaker of children. They care about food, clothing, education and health. Focusing the children’s oral health promotion the mothering care and a good relation between dentist and mothers are required. This survey aimed at understands mothering meanings about being a caretaker of small children (age from 0 to 6 years) oral health. It’s a qualitative research founded on strategic survey. The subjects were ten mothers from Dentistry Graduate Course, Pediatric Dentistry Specialization and Baby Clinic from Ribeirão Preto University – UNAERP in Ribeirão Preto City, São Paulo State/Brazil. Semi-structured interview and observation during the treatment were made. Data was analyzed by Content’s Analysis proposed by Bardin (1979). Considering the mother’s profile: age range from 26 to 39 years, all of them were married or lived with someone, none of them had an official job. Six thematic categories were identified: a) Health: “when you’re ok” … “health as a foundation”; b) Health? Oral health too! d) For a good oral health you must have good habits; d) Health – Illness process and its relation with maternal care on oral health; e) Caring about children oral health: what does it mean? And f) Dentist: a reference for oral health care. Mothers perceived health throw biological meanings, but they still emphasize the idea of health as illness absence based on the functional body construction. Oral health seems to be dissociated from general health. Practices toward a good oral health are directed to avoid just one disease – the Carie. Mothers also correlate caries’ occurrence with fails on habit formation. Among all these situations, mothers recognize the dentist as a knowledge resource. They are always ready to do anything to help the professional during the treatment. In this situation, they forget their emotions and fears based on ideas like unconditional mother’s love and mother’s duty. After all they experienced satisfaction and realization because they solved the child’s needs. We conclude that mothers can be multiplicative agents considering educational actions direct to oral health. Mother’s actions are not just circumscribed to short proceedings during the treatment, because they delivery daily oral health care at their homes. So we believe that improving the professional abilities, they’ll work better with mothers and family individuals. In this way all these people will be responsible for oral health of small children.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
03_Quadro_teorico.pdf (83.70 Kbytes)
04_Metodologia.pdf (28.49 Kbytes)
Data de Publicação
2004-03-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.