• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2018.tde-29052018-150357
Documento
Autor
Nome completo
Christefany Régia Braz Costa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Reis, Renata Karina (Presidente)
Dalri, Maria Celia Barcellos
Moreira, Rita Simone Lopes
Neves, Lis Aparecida de Souza
Título em português
Síndrome metabólica e sua associação com fatores sociodemográficos, clínicos e comportamentais em pessoas que vivem com HIV/aids
Palavras-chave em português
Fatores de risco; HIV; Síndrome de Imunodeficiência Adquirida; Síndrome X Metabólica
Resumo em português
Trata-se de um estudo transversal, analítico, com objetivo avaliar a prevalência da síndrome metabólica e sua relação com fatores sociodemográficos, clínicos e comportamentais em pessoas que vivem com o HIV/aids (PVHA) acompanhadas ambulatorialmente no município de Ribeirão Preto-SP. A coleta de dados foi realizada em cinco Serviços de Atendimento Especializado (SAE) dos diferentes Distritos Sanitários no município, de outubro de 2014 a setembro de 2016. Foram incluídos pacientes que conheciam sua condição sorológica, idade igual ou superior a 18 anos de ambos os sexos; em uso da terapia antirretroviral (TARV) (mínimo seis meses), acompanhado ambulatorialmente; e excluídos indivíduos em situações de confinamento e histórico de doença cardiovascular. Uma amostra não probabilística, estratificada, foi formada por 340 indivíduos. Os dados foram coletados por meio de entrevistas individuais, em sala privativa. Utilizou-se instrumento de caracterização sociodemográfica, clínica e comportamental construído para estudo, o Cuestionario para la Evaluación de la Adhesión al Tratamiento Antirretroviral en Personas com Infección por VIH y Sida (CEAT-VIH) para avaliação da adesão à TARV e um questionário de frequência alimentar intitulado "Como está sua alimentação?". Para avaliação da síndrome metabólica (SM) foram utilizados os critérios do National Cholesterol Education Program Adult Treatment Panel III (NCEP-ATPIII) e da International Diabetes Federation (IDF). O projeto foi aprovado pelo comitê de ética sob protocolo nº CAAE. A prevalência de SM em PVHA através do critério IDF foi de 28,5% (n=97) e de 39,3% (n=134) pelo NCEP-ATPIII. Houve boa concordância entre os critérios (AC1=0,74). Os fatores que se associaram a SM foram: sexo, idade, escolaridade, estado civil, situação de trabalho, orientação sexual, tabagismo, não realização de atividades de lazer e hipertensão, diabetes e dislipidemia autodeclaradas. O aumento do índice de Massa Corpórea (IMC), do risco cardiovascular, dos lípides e da glicemia também se associou. Além do maior tempo de uso da TARV, maior tempo de diagnóstico do HIV, a carga viral e ao uso da TARV da classe dos inibidores de protease (IP). Foram fatores preditores de SM: sexo feminino; escolaridade menor ou igual a oito anos; IMC com sobrepeso, obesidade grau I e obesidade grau II; baixo HDL-c; triglicerídeos limite, alto e muito alto; tolerância à glicose diminuída e diabetes mellitus; alto risco cardiovascular e maior tempo de TARV. Os fatores de proteção foram orientação homossexual e o maior tempo de diagnóstico do HIV. Conclui-se que as PVHA no município de Ribeirão Preto, acompanhadas ambulatorialmente, apresentam significativa prevalência de SM e diversos fatores associados. Assim, faz-se necessário o desenvolvimento de estratégias para o atendimento a essa população, com foco na promoção de hábitos saudáveis, considerando seus determinantes sociais, clínicos e comportamentais, bem como o diagnóstico e tratamento precoce da SM visando à prevenção de eventos cardiovasculares
Título em inglês
Metabolic syndrome and its association with sociodemographic, clinical, and behavioral factors in people living with HIV/AIDS
Palavras-chave em inglês
Acquired Immunodeficiency Syndrome; HIV; Metabolic Syndrome X; Risk factors
Resumo em inglês
This is a cross-sectional analytical study and it aims to evaluate the prevalence of metabolic syndrome and its relation to sociodemographic, clinical, and behavioral factors in people living with HIV/AIDS outpatient followed in Ribeirão Preto- São Paulo. Data collection was carried out in five Specialized Care Services (SAE) of different Health Districts in the city, from October 2014 to September 2016. Patients who knew their serological status, aged 18 years or older of both sex; in the use of antiretroviral therapy (ART) (at least six months), and outpatient followed were included in this study. Individuals in situations of confinement and history of cardiovascular disease were excluded. A non-probabilistic, stratified sample consisted of 340 people. Data were collected through individual interviews, in a private room. The following instruments were utilized in this study: the sociodemographic, clinical, and behavioral characterization instrument; the Assessment of Adherence to Antiretroviral Therapy Questionnaire in People with HIV Infection and AIDS (CEAT-VIH) to assess adherence to ART; and a questionnaire of food frequency titled as "How is your food?". To evaluate the metabolic syndrome (MS), the criteria by the National Cholesterol Education Program Adult Treatment Panel III (NCEP-ATPIII) and the International Diabetes Federation (IDF) were used. The project was approved by the ethics committee under protocol No. CAAE. The prevalence of MS in people living with HIV/AIDS through IDF was 28.5% (n = 97) and 39.3% (n = 134) by NCEP-ATPIII. There was good agreement between the criteria (AC1 = 0.74). The factors associated with MS were gender, age, scholarity, marital status, work status, sexual orientation, smoking, non-leisure activities and hypertension, diabetes, and self-reported dyslipidemia. The increase in Body Mass Index (BMI), cardiovascular risk, lipids and glycemia was also associated. In addition to the longer time of HAART use and to diagnose HIV, to the viral load and the use of protease inhibitor (PI) HAART. Predictors of MS were female sex; less than or equal to eight years of scholarity; Overweight BMI, grades I and II obesity; low HDL-c; triglycerides limit, high and very high; decreased glucose tolerance, and diabetes mellitus; high cardiovascular risk and longer time of ART. The protective factors were homosexual orientation and the longer time of HIV diagnosis. It is concluded that the PLHA in the city of Ribeirão Preto, outpatient followed, present a significant prevalence of MS and several associated factors. Thus, it is necessary to develop strategies to care for this population, focusing on the promotion of healthy habits, considering their social, clinical, and behavioral determinants, as well as the diagnosis and early treatment of MS, aiming at the prevention of cardiovascular events
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.