• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Lidiane Maira Peruzzi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Chaves, Lucieli Dias Pedreschi (Presidente)
Camelo, Sílvia Helena Henriques
Goulart, Bethania Ferreira
Scarparo, Ariane Fazzolo
Título em português
Limitações e potencialidades da passagem de plantão de enfermagem na atenção hospitalar
Palavras-chave em português
Administração Hospitalar
Comunicação
Enfermagem
Hospital
Organização e Administração
Resumo em português
A passagem de plantão é um recurso estratégico para a organização dos cuidados de enfermagem, que permite a continuidade da assistência efetiva. Trata-se de uma atribuição do enfermeiro, que precisa desenvolver a competência em comunicação para coordenar, organizar e realizar a passagem de plantão. A reconfiguração do papel do hospital, importância da integralidade e continuidade do cuidado, relevância da temática para o trabalho do enfermeiro e da equipe de enfermagem e a carência da produção científica sobre a passagem de plantão na atenção hospitalar justificaram a realização desta pesquisa. O objetivo foi identificar potencialidades e limitações da passagem de plantão de enfermagem na atenção hospitalar. Trata-se de estudo descritivo, abordagem qualitativa, utilizando Técnica do Incidente Crítico. Desenvolvido nas Unidades Funcionais da Neurologia e Clínica Cirúrgica, de hospital público universitário, referência para atenção às urgências e emergências, em município da região nordeste do Estado de São Paulo. Os participantes foram enfermeiros que atenderam aos critérios de inclusão: ser profissional nos serviços selecionados, não estar direta ou indiretamente envolvido com o estudo e estar presente na unidade à época da coleta de dados, e foram critérios de exclusão: estar ausente da unidade em decorrência de afastamentos de qualquer natureza. Para coleta de dados, foram realizadas entrevistas semiestruturadas, gravadas, transcritas integralmente. Para análise, foi utilizada a estatística descritiva e para os relatos utilizou-se a análise de conteúdo. Foram encontradas 76 situações, 103 comportamentos e 126 consequências. As situações tiveram predomínio de referências negativas (73,7%), agrupadas em quatro categorias: comunicação, interrupções na passagem de plantão, aspectos ambientais e aspectos organizacionais. Os comportamentos tiveram maioria de referências negativas (63,1%), agrupados em quatro categorias: comunicar, interromper a passagem de plantão, questionar a estrutura de trabalho e utilizar recursos tecnológicos. As consequências concentraram referências negativas (65,8%), agrupadas em quatro categorias: comunicação, tempo, organização do trabalho e relações interpessoais. As referências positivas foram entendidas como potencialidades e as referências negativas como limitações para a passagem de plantão. Nesse sentido, pode-se afirmar que os resultados referentes a situações, comportamentos e consequências evidenciam predomínio de limitações para a passagem de plantão incluindo as interrupções, falhas na comunicação, ausência de um local adequado para a realização da passagem de plantão e extensão na carga horária de trabalho, que podem repercutir em fatos inadequados para o atendimento ao usuário, tais como possibilidade de erros, duplicação/repetição de cuidados ou supressão destes inadvertidamente. Cabe destacar que, embora menos frequentes, as referências potencializadoras da passagem de plantão dizem respeito à comunicação em sua forma, foco, objetividade e conteúdo, as informações, utilização de recursos que facilitam a transmissão de informações e ambiente adequado. Os resultados permitiram um diagnóstico situacional sem, contudo, avançar para proposição de sugestões e intervenções, uma vez que a construção conjunta com os implicados das respectivas unidades pode estimular o processo participativo, criativo e de corresponsabilização. É preciso resignificar a passagem de plantão como parte das atividades de enfermagem, inserida em contexto institucional, que produz impacto para a equipe de enfermagem e multiprofissional, mas acima de tudo para os usuários
Título em inglês
Limitations and potentialities of the nursing shift in hospital care
Palavras-chave em inglês
Communication
Hospital
Hospital administration
Nursing
Organization and Administration
Resumo em inglês
The shift is a strategic resource for the organization of nursing care, which allows continuity of effective care. This is task of the nurse, who must develop communication skills to coordinate, organize and perform the shift. The reconfiguration of the role of hospital, the importance of integrality and continuity of care, the relevance of the theme to nurses' work and nursing team, and the lack of scientific production about shift in hospital care justified this research. The aim was to identify the potentialities and limitations of the nursing shift in hospital care. This is a descriptive study with qualitative approach, using the Critical Incident Technique. It was developed at the Functional Units of Neurology and Surgical Clinic of a public university hospital, which is reference for urgency and emergency care, in a municipality in the northeastern region of the São Paulo state. Participants were nurses who met the inclusion criteria, which were the following: to be professional in the selected services, not being directly or indirectly involved with the study and to be present at the Unit at the time of data collection; and the exclusion criteria: absent from the Unit due to work leaves. For data collection, semi-structured, recorded and fully transcribed interviews were used. Descriptive statistics was used for the analysis and content analysis was used for the reports. There were 76 situations, 103 behaviors and 126 consequences. The situations had a predominance of negative references (73.7%), grouped into four categories: communication, interruptions in shift, environmental aspects and organizational aspects. The behaviors had a majority of negative references (63.1%), grouped into four categories: to communicate, to interrupt the shift, to question the work structure and to use technological resources. The consequences concentrated negative references (65.8%), grouped into four categories: communication, time, work organization and interpersonal relations. Positive references were understood as potentialities and negative references as limitations to shift. In this sense, the results regarding situations, behaviors and consequences showed a predominance of limitations for the shift, including interruptions, communication failures, lack of a suitable place for performing the shift and extension of working hours, which can have repercussions on inappropriate facts for user's assistance, such as the possibility of mistakes, duplication/repetition of care or interruption of it inadvertently. It is highlighted that, although less frequent, the potential references of the shift are related to communication in its form, focus, objectivity and content, to the information, use of resources that facilitate the transmission of information and adequate environment. The results allowed a situational diagnosis without, however, moving forward to propose suggestions and interventions, since the joint construction with those involved in the respective units can stimulate the participatory, creative and co- responsible process. It is necessary to re-signify the shift as part of the nursing activities, inserted in an institutional context that produces impact for the nursing and multiprofessional team, but above all for the users
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-10-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.