• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Artur Acelino Francisco Luz Nunes Queiroz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Reis, Renata Karina (Presidente)
Santana, Rodrigo de Carvalho
Araújo, Telma Maria Evangelista de
Gir, Elucir
Título em português
Vulnerabilidade ao HIV de homens que fazem sexo com homens usuários de aplicativos geossociais para encontros
Palavras-chave em português
Comportamento sexual/psicologia
Homossexualidade masculina
Infecções por HIV
Resumo em português
Homens que fazem sexo com homens (HSH) são uma população desproporcionalmente mais afligidos pela infecção do HIV. A alta prevalência da infecção entre essa população, evidencia a necessidade de acompanhar novos comportamentos, no qual se destaca o uso das redes sociais móveis para agilizar o ato sexual ocasional. Assim, nosso estudo teve como objetivo analisar as vulnerabilidades de homens que fazem sexo com homens, usuários de aplicativos geossociais de encontro, à infecção por HIV. Para isso foram realizadas duas etapas sequenciais: 1ª- Revisão integrativa da literatura e 2ª - Estudo descritivo e exploratório. A pesquisa obedeceu as diretrizes éticas sobre pesquisas com seres humanos, reguladas pela resolução 466/12 e aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto /USP (1.921.265/2017). A revisão foi guiada pela questão: o uso de aplicativos de geossociais de encontro para encontrar parceiros sexuais aumenta o comportamento de risco para a infecção pelo HIV por HSH? Pesquisamos as bases de dados PubMed, Web of Science, CINAHL e LILACS, considerando estudos primários publicados até dezembro de 2015, sem restrições de tempo. O conhecimento sintetizado guiou a estruturação e interpretação da próxima etapa. O estudo exploratório objetivou avaliar o conhecimento de homens que fazem sexo com homens usuários de aplicativo de encontro baseado em geolocalização, sobre o HIV/aids e implicações no estabelecimento de parcerias. Realizou-se entrevistas com 30 usuários do Hornet® recrutados no aplicativo pela técnica Time-Location Sampling (TLS). Os depoimentos gerados tiveram tratamento estatístico no software IRaMuTeQ, posteriormente analisados pela Classificação Hierárquica Descendente. A coleta de dados foi propiciada pela TLS modificada a realidade virtual. Na coleta de dados utilizouse a técnica Computer-Assisted Interview (CASI). A coleta foi realizada por dois pesquisadores devidamente treinados, que se registraram no aplicativo para ter acesso aos usuários e criaram um perfil público. Foram abordados os primeiros usuários online, que registraram em seu perfil o status sorológico atual para o HIV/aids. Usuários de aplicativos possuem conhecimento insuficiente sobre medidas de prevenção do HIV/aids, principalmente quando se descarta o preservativo masculino. O sexo com os parceiros encontrados por meio de aplicativos foi caracterizado como ocasional, imediato, desprotegido, associado ao uso de drogas e sem informações sobre o status de HIV dos parceiros. As relações estabelecidas pelos aplicativos revelam novos padrões de comportamento e relacionamento, colocando HSH frente a situações com alto risco de infecção pelo HIV e diferentes formas de proteção, que podem ocorrer simultaneamente
Título em inglês
HIV vulnerability of men who have sex with men users of geossocial dating applications
Palavras-chave em inglês
HIV infections
Homosexuality male
Sexual behavior/psychology
Resumo em inglês
Men who have sex with men (MSM) are a population disproportionately more afflicted by HIV infection. The high prevalence of infection among this population evidences the need to follow new behaviors, in which the use of mobile social networks is emphasized to accelerate the occasional sexual act. Thus, our study aimed to analyze the vulnerabilities of men who have sex with men, users of geossocial applications against HIV infection. For this, two sequential steps were performed: 1st - Integrative literature review and 2nd - Descriptive and exploratory study. The research obeyed the ethical guidelines on research with human beings, regulated by resolution 466/12 and approved by the Committee of Ethics and Research of the School of Nursing of Ribeirão Preto/USP (1.921.265/2017). The review was guided by the question: does using geossocial dating applications to find sexual partners increase the risk behavior for HIV infection by MSM? We searched the databases PubMed, Web of Science, CINAHL and LILACS, considering primary studies published until December 2015, without time restrictions. The synthesized knowledge guided the structuring and interpretation of the next step. The exploratory study aimed to evaluate the knowledge of men who have sex with men using geolocation-based dating software, about HIV/aids and implications for establishing partnerships. Interviews were conducted with 30 Hornet® users recruited in the application using the Time-Location Sampling (TLS) technique. The statements generated had statistical treatment in the IRaMuTeQ software, later analyzed by the Descending Hierarchical Classification. The data collection was provided by the modified TLS virtual reality. The Computer-Assisted Interview (CASI) technique was used for data collection. The collection was performed by two properly trained researchers, who registered in the application to have access to the users and created a public profile. The first online users, who recorded the current HIV/aids serological status in their profile, were discussed. Application users have insufficient knowledge about HIV/aids prevention measures, especially when discarding the male condom. Sex with partners found through applications was characterized as casual, immediate, unprotected, associated with drug use, and without information about partners' HIV status. The relationships established by the applications reveal new patterns of behavior and relationships, placing MSM in situations of high risk of HIV infection and different forms of protection, which may occur simultaneously
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-27
 
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.