• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2012.tde-25032014-081553
Documento
Autor
Nome completo
Maria Emilia Grassi Busto Miguel
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Sawada, Namie Okino (Presidente)
Barbosa, George Souza
Dantas, Rosana Aparecida Spadoti
Santos, Manoel Antonio dos
Sória, Denise de Assis Corrêa
Título em português
Resilência e qualidade de vida de docentes de enfermagem
Palavras-chave em português
Condições de trabalho
Docente de enfermagem
Estresse psicológico
Qualidade de vida
Resiliência psicológica
Resumo em português
As políticas de educação, no Brasil e no mundo, vêm sofrendo várias modificações em um curto espaço de tempo, o que tem obrigado as IES e os docentes que nelas atuam a se adequarem a essas mudanças, muitas vezes, sem tempo hábil e estrutura de apoio para tal. Essa necessidade de adaptação às novas regras e exigências gera sobrecarga no trabalho e, quase sempre, implica em sofrimento físico, psíquico e social, interferindo na qualidade de vida desses profissionais. Nesse contexto se inserem os docentes de Enfermagem e a resiliência, constructo do qual a Enfermagem tem se aproximado mais recentemente, se apresenta como estratégia segura para o enfrentamento das pressões geradas no ambiente trabalho. Com o objetivo de levantar os indicadores de resiliência e associá-los com os domínios de qualidade de vida dos docentes de Enfermagem, propôs -se a realização de estudo quantitativo, exploratório, descritivo, de corte transversal, com docentes de enfermagem das IES inseridas na área de abrangência das Subseções do Conselho Regional de Enfermagem de Londrina e Maringá (PR). Ao todo, participaram 90 enfermeiros docentes que responderam ao Quest_Resiliência (SOBRARE) e ao WHOQOL-bref, além de um questionário com dados sócio demográficos e ocupacionais. A maioria dos docentes participantes era de mulheres, com idade média de 43 anos, casadas, com renda familiar média que variou entre R$ 4.418,00 a R$ 12.926,00. Em relação às varáveis ocupacionais, 60 docentes trabalhavam em IES públicas e 30 em IES privadas. Estavam forma dos entre 20 e 29 anos atrás, vinculados a uma única IES, contratados em regime de 40 horas semanais (TIDE). A titulação mais frequente foi a de Mestre, seguida pela de Doutor, sendo esses mais frequentes nas IES públicas. Em relação à resiliência, não for am identificadas condições de vulnerabilidade ao estresse elevado e a maioria dos participantes apresentou-se em condição de excelente resiliência (equilíbrio) ou forte resiliência com tendência ao estilo comportamental de Intolerância(PC -I) de reagir às situações de estresse elevado. A QV geral e a condição de saúde foi considerada boa (64,40%), sendo mais bem avaliados os domínios físico (72,80%) e psicológico (69,35%). Houve correlação positiva entre Resiliência (MCDs) e QV (Domínios) e o MCD Sentido da Vida apresentou correlação com todos os domínios da QV. Também foram identificadas associações entre os MCDs e os domínios de QV.
Título em inglês
Resilience and quality of life of Nursing faculties
Palavras-chave em inglês
Nursing faculty
Psychological
Psychological stress
Quality of life
Resilience
Working conditions
Resumo em inglês
The education politics, in Brazil and throughout the world, have suffered several changes in a short space of time, what has forced College Institutions (CI s) and faculties to adapt to those changes, most of the time, without time and support structure enough for such. The need to adapt to the new rules and demands generates overload in the work and, very often, it implicates in physical, psychological and social suffering, interfering i n the quality of life of those professionals. In this context the Nursing faculty and the resilience are inserted. It comes as a safe strategy to face the pressure generated within the work environment. With the purpose of identify the resilience indicators and to associate them with the domains of quality of life of Nursing faculties, the accomplishment of a quantitative, exploratory, descriptive, cross-sectional study, with Nursing professors from the CIs inserted in the area of Sub-sections of the Regional Council of Nursing of Londrina and Maringá (PR) was proposed. Altogether, 90 nursing professors took part on the study answering the Quest Resilience (SOBRARE) and to WHOQOLbref, as well as a questionnaire with demographic and occupational data. Most of the participant professors were female, average 43 years old, married, with family income that varied from R$ 4,418,00 to R$ 12, 926,00. Regarding occupational variables, 60 professors worked in public CIs and 30 of them in private CIs, they graduated 20-29 years ago, worked in only one CI, and they were hired in a 40 hours/week schedule (Tenure). The most frequent title was Master, followed by Doctorate, being those more frequent in public CIs. In relation to the resilience, no conditions of vulnerability to stress were identified, and most of the participants showed excellent resilience (balance), or strong resilience with tendency to the behavior style of Intolerance (PC-I) of reacting to the situations of high stress. Their general life condition (LQ) and their health condition were considered good (64.40%), being better appraised the physical (72.80%) and psychological (69.35%) domains. There was a positive correlation among Resilience (MCDs) and LQ (Domains) and the MCD Life Sense presented correlation with all the domains of LQ. Associations between MCDs and the domains of LQ were also identified.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-04-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.