• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2004.tde-23062005-084422
Documento
Autor
Nome completo
Denise Rodrigues Costa Schmidt
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2004
Orientador
Banca examinadora
Dantas, Rosana Aparecida Spadoti (Presidente)
Kimura, Miako
Marziale, Maria Helena Palucci
Título em português
"Qualidade de vida e qualidade de vida no trabalho de profissionais de enfermagem atuantes em unidades do bloco cirúrgico"
Palavras-chave em português
enfermagem
enfermagem cirúrgica
qualidade de vida
qualidade de vida no trabalho
Resumo em português
A hipótese principal testada nesse estudo foi que a qualidade de vida do indivíduo está diretamente correlacionada com a qualidade de vida no trabalho, ou seja, quanto maior a qualidade de vida no trabalho, maior a qualidade de vida. O objetivo geral foi avaliar e correlacionar as variáveis qualidade de vida e qualidade de vida no trabalho de profissionais de enfermagem atuantes em unidades do Bloco Cirúrgico de quatro hospitais da cidade de Londrina – PR. Trata-se de um estudo descritivo e correlacional, do tipo corte transversal do qual participaram 105 trabalhadores. A coleta de dados foi realizada com a utilização de três questionários: caracterização sociodemográfica, Escala Adaptada de Qualidade de Vida de Flanagan e o Índice de Satisfação Profissional de Stamps. Ambos os instrumentos foram usados nas versões adaptadas para o português e mostraram valores do alfa de Cronbach de 0,81 para as duas escalas, o que indica a confiabilidade das mesmas na população estudada. Dos participantes, a maioria era do sexo feminino (82,9%) e casado (62,9%). Quanto à caracterização profissional, 12 eram enfermeiros, um técnico, 73 auxiliares e 18 atendentes que atuavam em Centro Cirúrgico (55,2%), Central de Material e Esterilização (33,3%) ou em ambos locais (11,5%). O tempo médio de atuação nas instituições foi de 9,82 anos (intervalo de seis meses a 29 anos). Os resultados relacionados à qualidade de vida nos quais, em um intervalo possível de 16 a 112, quanto maior o valor, maior a satisfação com a vida, obtivemos uma mediana de 77 e média de 77,2+10,5. A média de todos os 16 itens foi de 4,83+0,65 (resultado avaliado entre nem insatisfeito/nem satisfeito e satisfeito). O item de menor satisfação foi atividades recreacionais e esportivas e o de maior satisfação relacionamento com amigos. No que se refere à qualidade de vida no trabalho, os valores obtidos variaram entre 114 a 227 (intervalo possível de 44 a 308), sendo que quanto maior o valor, maior a satisfação com o trabalho. A média obtida foi de 169,7+25,9 e a mediana de 170. O valor médio obtido para os 44 itens foi de 3,85, mostrando que os trabalhadores estavam entre insatisfeitos e nem satisfeitos/ nem insatisfeitos com os aspectos abordados pelo instrumento de qualidade de vida no trabalho. Entre os seis domínios avaliados pelo instrumento, obtivemos que a Remuneração foi considerada como fonte de menor satisfação entre os trabalhadores, enquanto o domínio Status profissional, o de maior satisfação. Para testar a correlação entre as variáveis QV e QVT usamos o teste não paramétrico de Spearman e obtivemos um valor de 0,17 (p=0,07). Assim, constatamos que não houve correlação entre as variáveis, o que não comprovou a nossa hipótese inicial.
Título em inglês
Quality of life and work quality of life among nursing professionals active in surgical settings.
Palavras-chave em inglês
nursing
operating room nursing
quality of life
work quality of life
Resumo em inglês
The hypothesis tested in this study was that the quality of life of a person is directly correlated to the quality of life at work. Therefore, the better the quality of life at work, better will be the quality of life. The general aim was to evaluate and correlate the variables quality of life at work among nursing professionals working at the surgical unit of four hospitals located in the city of Londrina, state of Paraná. This is a descriptive and correlational study, of the cross sectional type, with a sample of 105 professionals. Data were collected through a questionnaire containing Flanagan’s Adapted Quality of Life Scale and Stamps’ Index of Work Satisfaction. Both instruments were used in their versions adapted to Portuguese and showed values of Cronback alpha of 0.81 for both scales, indicating their reliability in the population studied. Among the participants, the majority were women (82.9%) and married (62.9%). With respect to professional characterization, 12 were nurses, 1 technician, 73 auxiliaries and 18 aids who worked at the Surgical Unit (55.2%), Sterilization and Material Unit (33.3%) or both (11.5%). The average time of work at the institutions was of 9.82 years (interval between six months and 29 years). Considering the results related to the quality of life in which, in a possible interval of 16 to 112 years, greater the value, greater will be life satisfaction, the author found a median of 77 and average of 77.2+10.5. The average of all the 16 items was of 4.83+0.65 (results evaluated between neither satisfied nor dissatisfied and satisfied). The item with lower satisfaction level was related to recreational and sports activities and the one with higher satisfaction rate was relationship with friends. Regarding quality of life at work, values varied between 114 and 227 (possible range of 44 to 308), considering that greater the value, greater will be the work satisfaction. The average was of 169.7+25.9 and the median of 170. The average value obtained for the 44 items was of 3.85, showing that workers were dissatisfied and neither satisfied nor dissatisfied with the aspects mentioned in the instrument on quality of life at work. Among the six domain evaluated by the instrument, the author found that remuneration was considered the source of lower satisfaction among workers, while the domain professional status was the one with higher satisfaction level. In order to test the correlation between the two variables, the Spearman non parametric test was applied and the author found a value of 0.17 (p=0.07). Thus, there were no correlation among the variables and the initial hypothesis was not confirmed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
SCHMIDT_DRC.pdf (2.93 Mbytes)
Data de Publicação
2005-11-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.