• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2005.tde-23062005-081623
Documento
Autor
Nome completo
Maria Elena Echevarría Guanilo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2005
Orientador
Banca examinadora
Rossi, Lidia Aparecida (Presidente)
Dantas, Rosana Aparecida Spadoti
Kimura, Miako
Título em português
"Burns Specific Pain Anxiety Scale - BSPAS": adaptação transcultural e validação preliminar.
Palavras-chave em português
ansiedade
dor
queimadura
Resumo em português
Os objetivos deste estudo foram adaptar a "Burns Specific Pain Anxiety Scale"(BSPAS), incluindo a “Impact Event Scale” (IES), para a língua portuguesa; avaliar a consistência interna das versões em português da BSPAS e da IES, por meio de sua aplicação em um grupo de pacientes brasileiros que sofreram queimaduras; comparar as medidas de ansiedade obtidas com o instrumento traduzido e as medidas do IDATE; comparar as medidas de dor obtidas com o instrumento traduzido e as medidas obtidas com a aplicação da Escala Visual Analógica para dor (EVA). A BSPAS é um instrumento específico para avaliar a ansiedade antecipatória e a dor em pacientes vítimas de queimaduras, proposta em holandês em duas versões (nove e cinco itens). A versão de nove itens foi selecionada para ser submetida a um processo de adaptação transcultural. A IES avalia o impacto psicológico que um evento traumático tem sobre a pessoa, e neste estudo diz respeito ao impacto provocado pela queimadura. O processo de adaptação seguiu os seguintes passos: tradução da BSPAS e da IES para a língua portuguesa por dois tradutores brasileiros com domínio da língua holandesa; obtenção do consenso das versões das duas escalas em português; avaliação das versões em português por um Comitê de Juízes (enfermeiros, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, psicólogo e pesquisadores na área e na metodologia); “back-translation” das escalas para o holandês por dois tradutores fluentes na língua holandesa com conhecimento da língua portuguesa; obtenção do consenso das versões em holandês; comparação das versões original em holandês e do consenso em holandês; análise semântica dos itens e pré-teste das versões finais em português. As versões adaptadas para o português (BSPAS – VP e IES – VP) foram aplicadas em conjunto em um grupo de 21 pacientes brasileiros, maiores de 15 anos, internados na Unidade de Queimados do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Os resultados mostraram, entre os participantes, média de escores altos de manifestações de dor, imediatamente após a realização de procedimentos de banho e curativo, e manifestações de baixa (29%) e de média ansiedade-estado (71%), no final da primeira semana de internação. Obteve-se pontuação média de escore com a aplicação da BSPAS – VP de 46,60 (DP: 22,53) e da IES – VP de 62,80 (DP: 28,60). A aplicação de testes de avaliação da consistência interna representada pelo Alfa de Cronbach para a BSPAS – VP foi de 0,905 e para a IES – VP foi de 0,841. Esses valores indicam alta consistência interna entre os itens dos instrumentos por estarem próximos de 1,00. Não foi encontrada correlação entre a BSPAS – VP e o IDATE e entre a IES – VP e o IDATE. Os dados mostraram correlação entre a IES – VP e a BSPAS – VP (0,594; p<0,01) e entre a SCQ e a BSPAS – VP (0,536; p<0,05). Concluímos, assim, que a BSPAS – VP e a IES – VP para seu primeiro estágio de aplicação para população brasileira encontram-se adequadas.
Título em inglês
Burns Specific Pain Anxiety Scale – BSPAS: crosscultural adaptation and preliminary validity.
Palavras-chave em inglês
anxiety
burn
pain
Resumo em inglês
This study aimed to adapt the Burns Specific Pain Anxiety Scale (BSPAS), including the Impact Event Scale (IES), to Portuguese; to evaluate the internal consistency of the Portuguese versions of the BSPAS and the IES, by applying them to a sample of Brazilian patients who were victims of burns; to compare the anxiety measures obtained through the translated instrument with the measures from Spielberger’s State Anxiety Inventory (STAI-S); to compare the pain measures obtained through the translated instrument with those obtained by applying the Visual Analogue Scale (VAS) for pain. The BSPAS is a specific instrument to evaluate anticipatory anxiety and pain in burn victims, which was proposed in Dutch in two versions (nine and five items). The nine-item version was selected to be submitted to a cross-cultural adaptation process. The IES evaluates the psychological impact of a traumatic event on the person and, in this study, refers to the impact provoked by the burn. The adaptation process involved the following steps: translation of the BSPAS and the IES to Portuguese by two Brazilian translators who master Dutch; reaching a consensus on the Portuguese translations of the two scales; evaluation of the Portuguese translations by an expert committee (nurses, physiotherapist, occupational therapist, psychologist, as well as researchers in this field and in methodology); back-translation of the scales to Dutch by two translators who are fluent in Dutch and have knowledge of Portuguese; reaching a consensus on the Dutch translations; comparison between the original and consensus versions in Dutch; semantic analysis of the items and pretest of the final Portuguese versions. The versions adapted to Portuguese (BSPAS – VP and IES - VP) were jointly applied to a sample of 21 Brazilian patients over 15, who were hospitalized at the Burns Unity of the Ribeirão Preto Medical School Hospital das Clínicas. On the average, the results demonstrated high scores among the participants for pain manifestations immediately after washing and wound dressing procedures, and low (29%) and average (71%) state anxiety measures at the end of the first hospitalization week. Patients’ average score on the BSPAS – VP was 46.60 (SD: 22,53) and on the IES – VP 62.80 (SD: 28.60). Internal consistency tests by means of Cronbach’s Alpha revealed 0.905 for the BSPAS - VP and 0.841 for the IES – VP. Being close to 1.00, these values indicated high internal consistency between the instrument items. No correlation was found between the BSPAS – VP and the STAI - S, nor between the IES – VP and the STAI – S. Data revealed a correlation between the IES – VP (0.594; p<0.01) and the BSPAS – VP, and between the Burned Body Surface and the BSPAS – VP (0.536; p<0.05). Thus, we concluded that the BSPAS – VP and the IES – VP are adequate for their first stage of application to a Brazilian population.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Guanilo_MEE.pdf (2.48 Mbytes)
Data de Publicação
2005-07-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.