• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2019.tde-20032019-161037
Documento
Autor
Nome completo
Rafael Fernando Mendes Barbosa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Sawada, Namie Okino (Presidente)
Gozzo, Thais de Oliveira
Nicolussi, Adriana Cristina
Sonobe, Helena Megumi
Título em português
Neutropenia em pacientes com câncer de cólon e reto submetidos a tratamento quimioterápico adjuvante
Palavras-chave em português
Epidemiologia
Incidência
Neoplasias Colorretais
Neutropenia
Protocolos de Quimioterapia Combinada Antineoplásica
Resumo em português
O tratamento quimioterápico do câncer de cólon e reto pode provocar efeitos adversos que limitam a efetividade da terapia e tem grande impacto nos resultados finais do tratamento, sendo a neutropenia a toxicidade hematológica mais comum decorrente do tratamento quimioterápico. O presente estudo teve como objetivos identificar a ocorrência de neutropenia em pacientes com câncer de cólon e reto submetidos a tratamento quimioterápico adjuvante do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCFMRP-USP) e avaliar o risco para o desenvolvimento de neutropenia febril (NF) de acordo com o índice de risco da Associação Multinacional de Cuidados de Assistência ao Câncer (MASCC), em pacientes que apresentaram neutropenia durante o tratamento quimioterápico. Trata-se de um estudo descritivo e retrospectivo, realizado por meio da revisão de 60 prontuários de pacientes com diagnóstico de câncer de cólon e reto submetidos ao tratamento quimioterápico com 5-fluorouracil, ácido folínico e oxaliplatina (FLOX), seguidos no ambulatório de Coloproctologia deste referido hospital, entre os anos de 2010 a 2017. Foi realizada a avaliação dos resultados laboratoriais a cada semana do tratamento quimioterápico nos pacientes elegíveis para este estudo. A idade média dos participantes foi de 63,8 anos. 34 pacientes (56,7%) eram do sexo masculino. A maioria 50 (83,3%) era da raça branca. Quanto ao estado civil 37 (61,7%) eram casados. O tipo de neoplasia mais frequente foi o adenocarcinoma de reto, representado por 38 (63,3%) pacientes, seguido pelo adenocarcinoma de cólon com 22 (36,7%). Os estadiamentos clínicos mais observados foram o IIIb em 18 (30%) pacientes, seguido do IVa em 16 (26,7%). Foi analisado um total de 146 ciclos de quimioterapia com uma média de 2,5 ciclos por paciente, e 876 semanas de tratamento quimioterápico. Dos 60 pacientes participantes no estudo, 41,7% apresentaram neutropenia em algum momento do tratamento quimioterápico. Entre estes 60 pacientes, 21,6% apresentaram um episódio de neutropenia, dois episódios foram observados em 13,3%, quatro episódios em 3,4% e, 3,4% dos pacientes desenvolveram seis episódios de neutropenia. No total, foram identificados 49 episódios de neutropenia. Registrou-se 67 atrasos entre as semanas de tratamento com uma média de 5,02 dias. A redução de doses foi utilizada em 30 pacientes, com um total de 40 ciclos e 218 semanas de tratamento reduzidos, e a suspensão do tratamento ocorreu em 21 pacientes, totalizando 57 semanas de tratamento com suspensão de 27 ciclos. A neutropenia neste estudo esteve entre os principais motivos para os atrasos, reduções de dose e suspensão do tratamento quimioterápico. Quanto a avaliação de risco para o desenvolvimento de NF, 23 pacientes (84%) apresentaram baixo risco, 2 (8%) apresentaram alto risco e 2 (8%) apresentaram baixo e/ou alto risco concomitantemente. Os resultados deste estudo evidenciam que a neutropenia em pacientes com câncer de cólon e reto em tratamento quimioterápico tem uma incidência relativamente baixa em seus diferentes graus, possui baixo risco para o desenvolvimento de NF, e sugere a elaboração e implantação de instrumentos nos serviços de saúde que forneçam o melhor registro de informações da incidência de neutropenia, evitando sua subnotificação
Título em inglês
Neutropenia in patients with colon and rectal cancer who underwent adjuvant chemotherapeutic treatment
Palavras-chave em inglês
Antineoplastic Combined Chemotherapy Protocols
Colorectal Neoplasms
Epidemiology
Incidence
Neutropenia
Resumo em inglês
The chemotherapeutic treatment of colon and rectal cancer can entail adverse effects that limit the effectiveness of the therapy and have a great impact on the final results of the treatment, where neutropenia is the most common hematological toxicity resulting from the chemotherapeutic treatment. This study was aimed to identify the occurrence of neutropenia in patients with colon and rectal cancer who underwent adjuvant chemotherapeutic treatment at the Clinical Hospital of the Ribeirão Preto Medical School, which belongs to the University of São Paulo (HCFMRP-USP), and to assess the development of febrile neutropenia (FN), according to the risk index of the Multinational Association for Supportive Care in Cancer (MASCC), in patients who had neutropenia during the chemotherapeutic treatment. This is a descriptive and retrospective study, which was performed through the review of 60 medical charts of patients diagnosed with colon and rectal cancer who underwent chemotherapeutic treatment with 5-fluorouracil, folinic acid and oxaliplatin (FLOX) and were monitored at the outpatient clinic of Coloproctology of this hospital between 2010 and 2017. We performed the assessment of the laboratory results of the chemotherapeutic treatment in patients allowable for this study on a weekly basis. The average age of participants was 63.8 years. A total of 34 patients (56.7%) were male. Most, 50, (83.3%) were white. As for marital status, 37 (61.7%) were married. The most frequent type of neoplasm was rectal adenocarcinoma, represented by 38 (63.3%) patients, followed by colon adenocarcinoma with 22 (36.7%). The most observed clinical staging were IIIb, 18 (30%) patients, followed by IVa, 16 (26.7%). We analyzed a total of 146 chemotherapeutic cycles, with an average of 2.5 cycles per patient, and 876 weeks of chemotherapeutic treatment. Of the 60 patients participants in the study, 41.7% had neutropenia at some time over the chemotherapeutic treatment. Among these 60 patients 21.6% had one episode of neutropenia, two episodes were observed in 13.3%, four episodes in 3.4%, and 3.4% of the patients developed six episodes of neutropenia. Altogether, 49 episodes of neutropenia were identified. We noted 67 delays among the treatment weeks, with an average of 5.02 days. Dose reduction was used in 30 patients, with a total of 40 cycles and 218 weeks of treatment reduced, and treatment suspension happened to 21 patients, totaling 57 treatment weeks with 27 suspension cycles. In this study, neutropenia was among the main reasons for the delays, dose reductions, and suspension of chemotherapeutic treatment. As for the risk assessment for the development of FN, 23 patients (84%) showed low risk, 2 (8%) showed high risk and 2 (8%) showed low and/or high risk concomitantly. The results of this study highlight that neutropenia in patients with colon and rectal cancer undergoing chemotherapeutic treatment has a relatively low incidence in its different stages, has low risk for the development of FN, in addition to suggesting the preparation and implementation of instruments capable of providing the best record of information on the incidence of neutropenia in health services, thus avoiding its underreporting
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-03-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.