• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2006.tde-19052006-103643
Documento
Autor
Nome completo
Patricia Bodnar Giuntini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2005
Orientador
Banca examinadora
Garcia, Luis Vicente (Presidente)
Ben, Cristina Marta Del
Galvao, Cristina Maria
Klamt, Jyrson Guilherme
Mattos, Anita Leocadia de
Título em português
"Avaliação do estado de ansiedade em pacientes submetidos a cirurgias eletivas sob regime ambulatorial ou sob regime de internação"
Palavras-chave em português
ambulatorial
Ansiedade
cirurgia e pré-operatório
cortisol
internação
Resumo em português
Introdução. A ansiedade é um sentimento normal que prepara o organismo para situações adversas. É difícil de ser quantificada, porém pode ser estimada por meio de escalas subjetivas como a analógica visual, a comportamental e a verbal ou de maneira objetiva indireta por meio de parâmetros hemodinâmicos ou quantificação de hormônios do estresse no plasma ou na saliva. Cirurgias realizadas sob regime ambulatorial acarretam menor custo e menor índice de infecção hospitalar. No entanto, não existem dados suficientes para afirmar que a não internação hospitalar provoca menor grau de ansiedade nos pacientes. Objetivo. Quantificar e comparar mediante a utilização de escalas, questionários e dosagem do cortisol salivar, o grau de ansiedade de pacientes submetidas a cirurgias sob regime ambulatorial ou sob regime de internação. Casuística e método – Foram constituídos dois grupos de 12 pacientes cada um: grupo RA no qual as pacientes foram operadas eletivamente sob regime ambulatorial e grupo RI no qual as pacientes foram operadas eletivamente sob regime de internação. Todas as pacientes foram avaliadas quanto ao estado de ansiedade na véspera e no dia da cirurgia por meio da aplicação das escalas de Spielberger (traço e estado), verbal e analógica visual e da quantificação do cortisol salivar. Avaliou-se ainda o comportamento hemodinâmico. A coleta da saliva foi realizada em dois momentos: na véspera e no dia da cirurgia. Saliva para quantificação do cortisol foi coletada no sétimo e oitavo dias pós-operatório para avaliação do ritmo basal das pacientes. Resultados. Os dados demográficos entre os dois grupos, considerando idade e peso, mostraram-se estatisticamente idênticos. Em relação ao padrão hemodinâmico, não houve diferença entre os dois grupos de regime de internação na véspera da cirurgia. No dia da cirurgia, o grupo RA apresentou pressão arterial diastólica maior do que o grupo RI. Nos demais parâmetros hemodinâmicos (pressão arterial sistólica e freqüência cardíaca) não houve diferença entre os grupos. A avaliação da ansiedade verificada por meio da Escala Verbal não evidenciou diferença entre os grupos na véspera e no dia da cirurgia, enquanto que, no dia da cirurgia, as pacientes do regime ambulatorial apresentaram, na Escala Analógica Visual, escores de ansiedade maiores que as pacientes do regime de internação. Na escala de Spielberger, o traço-ansiedade encontrado nos grupos foi similar e o estado-ansiedade, na véspera da cirurgia, foi maior no grupo operado sob regime ambulatorial. Não houve diferença entre os grupos no tocante ao cortisol salivar. Conclusão. Pacientes operadas sob regime ambulatorial apresentaram maior grau de ansiedade do que as pacientes operadas sob regime de internação.
Título em inglês
Evaluation of anxiety state in patients submitted to elective surgery in an outpatient or hospitalization regime
Palavras-chave em inglês
Anxiety
cortisol
hospitalization
outpatient
surgery and preoperative
Resumo em inglês
Introduction. Anxiety is a normal feeling that prepares the organism for adverse situations. It is hard to quantify, but can be estimated through subjective scales like the visual analogue, behavioral and verbal scales or in an indirect objective way, using hemodynamic parameters or quantification of stress hormones in plasma or saliva. Outpatient surgeries entail lower costs and hospital infection rates. However, there is no sufficient data to affirm that non hospitalization provokes lower anxiety levels in patients. Objective. To quantify and compare anxiety levels between patients submitted to outpatient or inpatient surgery using scales, questionnaires and salivary cortisol measurement. Methods. We constituted two groups with 12 patients each: group RA, in which patients were subject to elective outpatient surgery and group RI, in which patients were hospitalized for elective surgery. All patients were assessed for anxiety on the evening before and on the day of surgery by applying Spielberger’s state-trait anxiety, the verbal and visual analogue scales and by quantifying salivary cortisol. We also evaluated hemodynamic behavior. Saliva samples were collected at two times: on the evening before and on the day of surgery. Saliva for cortisol measurement was collected on the seventh and eighth day after surgery to evaluate patients’ baseline rhythm. Results. When considering age and weight, demographic data were statistically identical between both groups. On the evening before surgery, no differences were found in terms of hemodynamic standards. On the day of surgery, we found higher diastolic blood pressure for group RA than for group RI. No differences were found between both groups for other hemodynamic parameters (systolic blood pressure and heart rate). The results of the Verbal Scale did not show any difference in anxiety between the groups, neither on the evening before nor on the day of surgery. When using the Visual Analogue Scale, outpatients presented higher anxiety scores than inpatients on the day of surgery. On Spielberger’s scale, trait-anxiety in both groups was similar, while outpatients revealed higher state-anxiety on the evening before surgery. No differences were found in salivary cortisol levels. Conclusion. Patients operated on in an outpatient regime present higher anxiety levels than patients hospitalized for surgery.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2006-05-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.