• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2006.tde-18082006-160807
Documento
Autor
Nome completo
Angela Rosa da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2006
Orientador
Banca examinadora
Dalri, Maria Celia Barcellos (Presidente)
Chianca, Tânia Couto Machado
Laus, Ana Maria
Título em português
"Parada cardiorrespiratória em unidades de internação: vivências do enfermeiro"
Palavras-chave em português
enfermagem
parada cardiorrespiratória
técnica do incidente crítico
Resumo em português
A parada cardiorrespiratória (PCR) é uma intercorrência inesperada em diversos momentos, constituindo grave ameaça à vida das pessoas, principalmente das que sofrem um colapso não-presenciado e dos pacientes/clientes hospitalizados em estado crítico. Neste estudo, sob a luz da pesquisa qualitativa, fazendo uso da técnica do incidente crítico (TIC), foram entrevistados 30 enfermeiros de unidades de internação clínicas de um hospital universitário do interior do Estado de São Paulo, a fim de se estabelecer as exigências críticas no atendimento à PCR em unidades de internação neste hospital, através da vivência de enfermeiros durante as manobras de ressuscitação cardiopulmonar (RCP), identificando os incidentes críticos positivos e/ou negativos durante esse atendimento, além das ocorrências iatrogênicas durante as manobras de RCP. Os dados coletados foram categorizados segundo as situações secundárias, uma vez que determinamos que a situação principal era a ocorrência da PCR, os comportamentos e as conseqüências decorrentes das diversas situações. Nas situações secundárias encontramos as seguintes categorias: estado e/ou condições clínicas do paciente/cliente; habilidades técnicas inerentes à profissão; conhecimento ou não acerca da PCR; identificação e reconhecimento (ou desconhecimento) do local de trabalho; condições dos materiais e equipamentos; capacitação e treinamento; e circunstâncias adversas. Relacionado aos comportamentos positivos, destacamos as seguintes categorias: vivendo a sistematização no atendimento à PCR; a questão dos materiais; e estabelecendo funções durante o atendimento à PCR. Já, quanto aos comportamentos negativos, podemos destacar as seguintes categorias: vivenciando a falta (ou ausência) da sistematização no atendimento à PCR; convivendo com as dificuldades técnicas; o ambiente situacional; materiais: é difícil conhecer a sua importância?; vivendo as ocorrências adversas; e estabelecer funções: lidando com prioridades. Uma vez selecionadas as situações secundárias, os comportamentos positivos e os comportamentos negativos, pudemos categorizar as conseqüências imediatas ao paciente/cliente; na categoria que traz as conseqüências positivas temos: restabelecimento das funções vitais; como categorias com conseqüências negativas ao paciente/cliente temos: até que ponto a RCP ajuda o paciente/cliente e sua família? e óbito. Avaliando as conseqüências positivas para a equipe de enfermagem temos a categoria: salvar vidas: o que isso proporciona ao profissional de enfermagem? E como categoria abrangendo as conseqüências negativas para esses profissionais temos: fazer parte da equipe de enfermagem é saber lidar com o sofrimento. A partir dos incidentes críticos identificados, pode-se estabelecer as exigências críticas no atendimento à PCR no local de estudo e, ressaltar que para um bom desempenho no atendimento à PCR é necessário rapidez, eficiência, conhecimento técnico-científico e habilidade técnica por parte de toda a equipe que realiza esse atendimento. Além disso, identifica-se a necessidade de infra-estrutura adequada, trabalho harmônico e sincronizado entre todos os profissionais, visando o restabelecimento da vida, a limitação do sofrimento, a recuperação do paciente/cliente e a ocorrência mínima de seqüelas. A partir do momento em que esses requisitos não são atendidos, os riscos tornam-se evidentes, as ocorrências iatrogênicas freqüentes e a segurança do paciente/cliente, seriamente comprometida.
Título em inglês
"Cardiac arrest in medical admission unit: nurse experiences"
Palavras-chave em inglês
cardiac arrest
critical incident technique
nursing
Resumo em inglês
The cardiac arrest is an unexpected alternative in several moments, comprising a serious threaten to people’s lives, mostly of those who suffer an unwitnessed collapse and those hospitalized patients in critical state. In this study, under the light of quality research, making use of critical incident technique, 30 nurses of medical admission units of a university hospital in the state of São Paulo were interviewed, in order to establish the critical requirements in taking care of cardiac arrest in admission units in this hospital, through the nurse experience during the maneuvers of cardiac pulmonary resuscitation, identifying the positive and/or negative critical incidents during such care, and also the iatrogenic occurrences during the maneuvers of cardiac pulmonary resuscitation. The recorded data were classified according to secondary situations, once we determinated that the main situation was the occurrence of cardiac arrest, the behaviors, and the alternative consequences of the several situations. On secondary situations, we found the following categories: the patient/client clinical state and conditions; ability of techniques of profession; knowledge or ignorance around the CRA; identification and recognition (or ignorance) of workplace; conditions of material and appliances; capability and training; and adverse circumstances. In relation to the positive behaviors, we highlight the following categories: experiencing the systemization in taking care of cardiac arrest; in relation to the materials; and determining the functions during the medical care to cardiac arrest. As for the negative behaviors, we can highlight the following categories: experiencing the lack (or absence) of systemization in medical care to cardiac arrest; living with adverse occurrences; and to establish functions: dealing with priorities. Once the secondary situation, the positive and negative behaviors were selected, we could classify the immediate consequences to the patient/client, and as category the gruping of positive consequences we have: recovery of vital functions; as categories of negative consequences to the patient/client we have: to what extent the does the cardiac pulmonary resuscitation help the patient/client and his/her family? and death. Evaluating the positive consequences for the nursing team we have the category: saving lives: what does it promote to the professional? And as category comprising the negative consequences for these professional we have: to be part of the team is to know how to deal with pain. From the identified critical incidents we can accentuate that for a good performance in taking care of CRA it is necessary rapidity, efficiency, scientific-technical knowledge and the ability of all the team who perform the medical care. Besides that we identify the need of the adequate infra-structure, harmonious work between all of the professionals, aiming the recovery of life, the limitations of pain, the recovery of the patient/client and the minimal ocurrence of sequelae. From the moment those requirements are fulfilled risks become evident, the iatrogenic occurrences frequent and the patient/client safety seriously committed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2006-08-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.