• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2005.tde-17082005-114514
Documento
Autor
Nome completo
Cristiane Aparecida Silveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2005
Orientador
Banca examinadora
Robazzi, Maria Lucia do Carmo Cruz (Presidente)
Alexandre, Neusa Maria Costa
Almeida, Ana Maria de
Título em português
"Acidentes no trabalho entre mulheres em situação de emergência atendidas em um hospital de Ribeirão Preto-SP"
Palavras-chave em português
acidente de trabalho
atendimento de emergência
trabalho feminino
Resumo em português
A inserção da mulher no mercado de trabalho tem ocorrido como um processo crescente; as duplas ou triplas jornadas, os baixos salários e as condições perigosas e insalubres têm ocasionado implicações negativas para sua saúde, especialmente relacionadas aos Acidentes de Trabalho (AT) e doenças relacionadas ao mesmo. Os AT têm aumentando em número e freqüência e retratam a violência e o desrespeito ao trabalhador existente no mundo do trabalho. Mulheres acidentadas e com ferimentos ocupacionais são encaminhados e/ou procuram o atendimento à saúde, sendo que, muitas vezes, os acidentes possuem forte associação com o trabalho. O estudo objetivou identificar a ocorrência de AT, entre mulheres, atendidas em situação de emergência em um hospital-escola na cidade de Ribeirão Preto, São Paulo, caracterizando-as quanto aos seus dados pessoais e profissionais; os AT foram identificados quanto ao número, tipo, causas, partes do corpo afetadas, diagnósticos médicos atribuídos por ocasião do atendimento aos acidentados e eventuais encaminhamentos posteriores efetuados pelos profissionais de equipe de saúde. O estudo abrangeu dois anos (2002-2003), obedecendo os procedimentos éticos recomendados, sendo autorizado pela Direção da instituição, consultando-se as anotações dos prontuários dos pacientes, a fim de que se identificar os AT femininos. Constatou-se que 82 mulheres sofreram 117 AT, considerando que 61 (74,39%) sofreram um acidente no período de dois anos estudados, observando-se também a ocorrência de poliacidentabilidade. Das 82 mulheres que sofreram AT, a maioria tinha idade entre 25 e 40 anos (52,78%); 47,56% casadas; 89,02% eram procedentes de Ribeirão Preto. Quanto à ocupação e/ou profissão exercida, os maiores percentuais (23,17% cada um) eram trabalhadoras dos serviços domésticos e de técnicas e auxiliares de enfermagem. Os AT ocorridos foram, em sua maioria, típicos (60,98%) e ocorreram período da manhã (41,46%). Quanto ao profissional que efetuou o registro no prontuário da acidentada, 52,44% dos casos foi realizado por mais de um membro da equipe de saúde. Quanto às causas dos AT, a maioria (32,93%) ocorreu por “Quedas” seguidas de “Exposição a Forças Mecânicas Inanimadas” (19,51%); Quanto aos diagnósticos médicos a maioria foi Traumatismos (78,62%); as partes do corpo mais afetadas nos acidentes, em 35,37% dos casos, foram os membros inferiores. Em relação aos encaminhamentos efetuados, 39,02% corresponderam a alta do paciente. Sugestões são feitas no sentido de minimizar tais ocorrências, de proteção ao trabalho da mulher e treinamento dos profissionais de saúde para que possam oferecer um melhor atendimento a estas acidentadas.
Título em inglês
Occupational accidents among women during emergency care at a hospital in Ribeirão Preto-SP.
Palavras-chave em inglês
emergency care
female work
occupational accident
Resumo em inglês
Women are increasingly inserted in the labor market; double and triple work days, low wages and dangerous and unhealthy conditions have entailed negative implications for their health, especially in terms of Occupational Accidents (OA) and work-related illnesses. The quantity and frequency of OA have increased and reveal the violence and lack of respect for workers in today’s labor world. Female accident victims and women with occupational injuries are sent to and/or seek health care. In many of these cases, the accidents are strongly related to work. This study aimed to identify the occurrence of OA among women attended in an emergency situation at a teaching hospital in Ribeirão Preto, São Paulo, characterizing them in terms of personal and professional data; The following OA characteristics were identified: quantity, type, causes, affected body parts, medical diagnoses reached during care and follow-up by the health team. The study covered two years (2002-2003), attended to recommended ethical procedures and was authorized by the Board of the institution. Patient file notes were consulted to identify OA among women. 82 women were victims of 117 OA, 61 (74.39%) of whom suffered an accident during the study period, while others were victims of various accidents. Most of the 82 female OA victims were between 25 and 40 years (52.78%) old; 47.56% were married and 89.02% came from Ribeirão Preto. Most of the women performed domestic services or were nursing technicians and aides (23.17% each). The largest part of OA was typical (60.98%) and occurred in the morning (41.46%). 52.44% of the accident records in the patient files were realized by more than one health team member. Most of the OA (32.93%) were caused by “Falls”, followed by “Exposure to Inanimate Mechanical Forces” (19.51%). The most frequent medical diagnosis was Traumas (78.62%). The lower limbs were the most affected body parts in 35.37% of the cases. 39.02% of follow-up records referred to the patient’s discharge. Suggestions are presented to minimize these events, in terms of protecting women’s work and train health professionals to enable them to offer better care to these accident victims.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
SILVEIRA_CA.pdf (444.49 Kbytes)
Data de Publicação
2005-09-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.