• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2007.tde-14112007-144310
Documento
Autor
Nome completo
Soraia Assad Nasbine Rabeh
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2007
Orientador
Banca examinadora
Caliri, Maria Helena Larcher (Presidente)
Faro, Ana Cristina Mancussi e
Franco, Laercio Joel
Pasqualin, Luiz
Pinto, Ione Carvalho
Título em português
Condições de saúde e cuidado domiciliar de indivíduos com lesão de medula espinhal
Palavras-chave em português
Atividades cotidianas
Traumatismos da medula espinhal
Úlcera de pressão
Resumo em português
O estudo observacional e transversal teve por objetivos caracterizar indivíduos adultos que sofreram lesão de medula espinhal (LME) entre janeiro de 2003 a julho 2006, em hospitais credenciados pelo SUS no município de Ribeirão Preto (RP), avaliar a sua independência funcional utilizando a escala medida de independência funcional (MIF), considerando o nível de lesão, identificar a prevalência de úlcera de pressão (UP) e problemas de funcionamento intestinal, assim como as condições de cuidado domiciliar e o acesso e utilização de serviços de saúde. Após a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa, o estudo foi desenvolvido em duas fases. Na primeira foi feito levantamento de prontuários em 2 hospitais e, na segunda, entrevistas com sujeitos e cuidadores nos domicílios, utilizando instrumentos préviamente testados. Os resultados evidenciaram que 28 indivíduos residentes em RP sofreram LME no período e que 19 (67,9%) tiveram UP. Desses, 6 foram a óbito antes da segunda fase do estudo. Dentre os 22 sobreviventes, 91% eram do sexo masculino e 14 (63,6%) tinham entre 20 a 39 anos. Acidente de trânsito foi a etiologia principal (50%) da LME, seguida de queda (27,3%). Onze (50%) tiveram lesão cervical, dez (45,5%) lesão torácica e um lesão lombar. Quinze (68,2%) não tinham ocupação remunerada após a LME e 12 (54,5%) tinham a esposa como cuidador principal. Indivíduos com lesão cervical apresentaram escores menores na MIF total e motora, entretanto, a MIF cognitiva atingiu o valor máximo independente do nível da lesão. Dos 22 sujeitos, nenhum apresentou grau de dependência completa, 11 (50%) apresentavam dependência mínima, 6 (27,3%) dependência máxima e 5 (22,7%) independência moderada ou completa. Os 7 sujeitos com UP tinham maior dependência funcional. Quinze (68,2%) tinham constipação intestinal. O tempo total de cuidado variou de 4 a 15 horas diárias, com média de 9,63, (d.p. 3,4) para sujeitos com lesão cervical; 7,8 (d.p. 2,8) para lesão torácica e 4 para lombar. Houve aumento dos escores da MIF com o aumento do tempo pós-lesão, independente da participação em programa de reabilitação. O trauma causou maior impacto no domínio motor com diminuição da independência funcional nas diferentes atividades para os sujeitos com lesão cervical, entretanto, esses apresentaram escores mais elevados na função controle intestinal do que os indivíduos com lesão torácica. Os resultados apontam aspectos essenciais para a proposição de programa de reabilitação para essa população no contexto estudado.
Título em inglês
Health conditions and home care of individuals with spinal cord injury.
Palavras-chave em inglês
Activities of daily living
Pressure ulcer
Spinal cord injuries
Resumo em inglês
The purposes of this cross-sectional observational study are: to characterize adult individuals that suffered Spinal Cord Injury (SCI) between January 2003 and July 2006 in hospitals of the Single Health System (SHS) in the city of Ribeirão Preto, and evaluate their functional independence using the Functional Independence Measurement (FIM) scale taking injury level into consideration; and to identify the prevalence of individuals with pressure ulcers (PU) and bowel function problems, as well as home care conditions and the accessibility and use of health care services. After being approved by the Research Ethics Committee, the study was performed in two phases: in the first, patient records from two hospitals were surveyed; in the second, patients and home-care providers were interviewed using previously tested instruments. Results showed that 28 individuals suffered SCI in the referred period, of which 19 (67.9%) developed PU. Six patients died before the second phase of the study. Among the 22 survivors, 91% were men and 14 (63.6%) were between 20 and 39 years old. The main SCI etiology was traffic accidents (50%), followed by falls (27.3%). Eleven (50%) individuals had cervical injury, ten (45.5%) thoracic injury, and one lombar injury. Fifteen (68.2%) were unemployed after SCI and 12 (54.5%) had their wife as their main care provider. Individuals with cervical injury presented lower total and motor FIM scores. However, cognitive FIM scores were the highest, regardless of the injury level. None of the 22 patients presented a degree of complete dependency; 11 (50.0%) presented minimum dependency, six (27.3%) maximum dependency, and five (22.7%) moderate or complete independency. The seven participants with PU were more functionally dependent. Fifteen (68.2%) had constipation. Total care time ranged from 4 to 15 daily hours, with an average of 9.63 (SD 3.4) for individuals with cervical injury; 7.8 (SD 2.8) for thoracic injury; and 4 for lombar injury. FIM scores increased with post-injury time, regardless of participating in rehabilitation. The trauma caused more impact in the motor domain, with reduced functional independence in various activities for individuals with cervical injuries. However, the latter presented higher scores in bowel control function compared to individuals with thoracic injury. Results highlight the essential aspects of their experiences to propose a rehabilitation program for this population in the studied context.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-11-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.