• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Laís Esparrachiari Carvalho Castanho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Silveira, Renata Cristina de Campos Pereira (Presidente)
Braga, Fernanda Titareli Merizio Martins
Reis, Paula Elaine Diniz dos
Título em português
Uso do curativo impregnado com gel de clorexidina no cateter venoso central de pacientes submetidos ao transplante de células-tronco hematopoéticas
Palavras-chave em português
Cateterismo venoso central
Clorexidina
Curativos oclusivos
Transplante de células-tronco hematopoéticas
Resumo em português
O Transplante de Células-Tronco Hematopoéticas (TCTH) é uma terapia complexa que expõe o paciente a inúmeras vulnerabilidades, das quais se destaca a infecção relacionada ao Cateter Venoso Central (CVC). Entre as coberturas oclusivas, o Curativo Impregnado com Gel de Clorexidina (CIGCHX) é uma tecnologia promissora que tem demonstrado eficácia superior na prevenção dessas infecções. Uma característica inovadora é a presença da almofada gel de clorexidina, que mantém ação antimicrobiana, a despeito da presença de matéria orgânica, permitindo permanência de sete dias por propiciar controle do crescimento da microbiota local. Diante disto, propôs-se descrever o uso do CIGCHX como cobertura do CVC inserido em adultos e crianças submetidos ao TCTH e a ocorrência de infecção relacionada ao cateter na vigência deste curativo. Foi conduzido um estudo quantitativo, observacional, descritivo com corte transversal. A casuística compôs-se de 25 pacientes que se submeteram a observações diárias de aspectos relacionados ao CIGCHX até 45 dias após a inserção do primeiro CVC, ou antes, caso este curativo tenha sido suspenso ou o cateter removido, entre setembro de 2013 a fevereiro de 2014. As variáveis foram analisadas por meio de estatística descritiva. O CIGCHX teve permanência média de 4,62 dias, variando entre 0,5 e sete dias. A remoção programada do mesmo ocorreu em 43 dos 104 curativos acompanhados. A presença de sangue foi o principal motivo para remoção não programada do CIGCHX. A presença de bolha de ar sob a almofada gel de clorexidina foi a observação mais frequente sobre o aspecto diário do curativo, presente em 56,7% das avaliações realizadas. O CVC teve permanência média de 14,73 dias, variando entre cinco e 33 dias, com DP 6,78 dias. A infecção relacionada ao cateter foi o principal motivo para sua remoção. Nas culturas de sangue e ponta de cateter, os microrganismos isolados foram todos bactérias gram negativas. Os sinais e sintomas de irritação cutânea na região do CIGCHX ocorreram em cinco pacientes. Os achados relacionados à irritação cutânea podem apontar que o uso do CIGCHX exige cautela na população estudada. A presença de sangue como principal motivo para remoção não programada do curativo revela a especificidade dos pacientes e indica que os fatores relacionados devem ser considerados para o uso do CIGCHX nesta população. O desenvolvimento de estudos experimentais que investiguem as causas e implicações da presença da bolha de ar, bem como dos outros aspectos observados no curativo, é essencial para certificar a eficácia do uso do CIGCHX sob essas condições e propor medidas para manejo, se necessário, para que seja implementado em sua maior potencialidade. Ademais, tais resultados contribuirão para centros de transplante gerenciar o uso do CIGCHX e desenvolver protocolos para sua utilização, com atenção às diversas nuances que seu uso implica.
Título em inglês
Use of chlorhexidine-gel-impregnated dressings on the central venous catheter of patients undergoing hematopoietic stem-cell transplantation
Palavras-chave em inglês
Cateterization
central venous
Chlorhexidine
Hematopoietic stem cell transplantation
Occlusive dressings
Resumo em inglês
Hematopoietic Stem-Cell Transplantation (HSCT) is a complex treatment that exposes patients to uncountable vulnerabilities, particularly central venous catheter (CVC) infections. Among the many occlusive dressings, the chlorhexidine-gel-impregnated dressing (CHXGID) is a promising technology that has proven superior effectiveness in preventing CVC infections. One innovative feature of CHXGID is the presence of a chlorhexidine-gel pad that maintains an antimicrobial action despite of the presence of organic material. The dressing can remain on the patient for seven days, thus controlling local microbiota growth. Therefore, it was proposed to describe the use of CHXGID as a dressing of the CVC of adult and child patients undergoing HSTC and the occurrence of catheter-related infections while using that dressing. A quantitative, observational, descriptive and cross-sectional study was conducted. The study sample consisted of 25 patients who agreed to daily observations of aspects related to the CHXGID for 45 days after first CVC insertion, or less in case the dressing or catheter were removed, from September of 2013 to February of 2014. The variables were analyzed using descriptive statistics. The mean CHXGID permanence was 4.62 days, ranging between 0.5 and seven days. Scheduled removal occurred in 39 of the 104 studied dressings. The presence of blood was the main reason for unscheduled CIGCHX removal. The presence of air bubbles under the chlorhexidine-gel pad was the most frequent observation regarding the daily aspect of the dressing, observed in 56.7% of the assessments. The mean CVC permanence was 14.73 days, ranging between five and 33 days, with a SD of 6.78 days. Catheter-related infection was the main reason for its removal. The microorganisms isolated in the blood and catheter tip cultures were all gram negative bacteria. Five patients showed signs and symptoms of skin irritations in the CHXGID area. The findings related to skin irritations suggest that special care is required when using CHXGID in the studied population. The presence of blood as the main reason for unscheduled removing the dressing reveals the specificity of the patients and indicates that the associated factors must be considered for using CHXGID in this specific population. Further experimental studies that investigate the causes and implications of air bubbles, as well as other aspects observed on the dressings, are essential to verify the effectiveness of CHGID under these conditions and to propose any necessary handling measures, so the highest effectiveness of CHGID use can be achieved. Furthermore, such results will help transplant centers manage the utilization of CHXGID and develop specific utilization protocols, with particular care to the diverse levels of implications involved.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-10-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.