• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2014.tde-09022015-201722
Documento
Autor
Nome completo
Marcia Paschoalina Volpato
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Caliri, Maria Helena Larcher (Presidente)
Martins, Julia Trevisan
Nogueira, Paula Cristina
Rabeh, Soraia Assad Nasbine
Silva, Ana Elisa Bauer de Camargo
Título em português
Ensino clínico sob o paradígma da prática embasada em evidências: integração da teoria e prática para a prevenção da úlcera por pressão
Palavras-chave em português
Aprendizagem
Ensino
Pesquisa em enfermagem
Prática baseada em evidências
Úlcera por pressão
Resumo em português
A úlcera por pressão, considerada um evento adverso, compromete a segurança do paciente sob os cuidados dos profissionais de saúde. Uma das formas de proporcionar segurança é por meio da prática baseada em evidência que pode ser implementada com estudantes pelo uso de metodologias ativas de ensino- aprendizagem. O objetivo geral do estudo foi propor uma metodologia de ensino para estudantes do curso de Enfermagem da Universidade Estadual de Londrina, pela avaliação do risco de desenvolvimento da úlcera por pressão em pacientes internados em uma unidade médico-cirúrgica e pela identificação das prescrições de enfermagem para a prevenção nos registros em prontuários. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética e Pesquisa institucional e realizou-se utilizando métodos quantitativos e qualitativos, com delineamento descritivo, ocorrendo em três fases. A primeira foi um workshop sobre prática baseada em evidência. A segunda foi desenvolvida pelos estudantes e pesquisadora e a coleta de dados foi realizada com 21 pacientes hospitalizados em unidade médico-cirúrgica durante 15 dias sequenciais, em que avaliou-se o risco para úlcera por pressão por meio da Escala de Braden e os registros das prescrições de enfermagem relacionados ao uso das evidências para prevenção de úlcera por pressão. A terceira foi desenvolvida com os estudantes para investigar o significado da experiência com a metodologia de ensino. Os 21 pacientes avaliados tinham a média de idade de 44,76 anos e diagnósticos médicos mais frequentes de doenças do sistema osteomuscular e do tecido conjuntivo (42,86%). No primeiro dia de avaliação, considerando a escore total da Escala de Braden, 17 pacientes (80,95%) tinham risco entre moderado e muito alto. Na inspeção da pele foram identificadas 25 úlceras por pressão, sendo a localização mais frequente na região sacral (44%) e as classificações predominantes foram no estágio I e II. Na análise dos prontuários, não foram identificadas anotações dos enfermeiros referentes à avaliação do risco e nem ao uso da Escala de Braden. As prescrições de enfermagem mais frequentes para a prevenção da úlcera foram mudança de decúbito, uso de coxins, proteção contra a umidade e uso de cremes hidratantes, e a menos frequente foi a manutenção da cabeceira até 30 graus. Não foi encontrada associação entre as medidas de prevenção prescritas e os subescores da escala de Braden. O significado das experiências de oito estudantes que participaram da pesquisa foi investigado pela análise de conteúdo das falas obtidas nas discussões em grupo e identificaram-se duas categorias: aprendendo sobre o tema úlcera por pressão e conhecendo a realidade da instituição e da enfermagem sobre a úlcera por pressão. Concluiu-se que os estudantes relacionaram a teoria à prática, identificaram as competências do enfermeiro na avaliação do paciente com risco para úlcera por pressão, aprimoraram o conhecimento nos estágios da úlcera por pressão e identificaram a Escala de Braden como suporte para avaliação de risco para a úlcera por pressão. Os estudantes, ainda, identificaram a falta de cuidados pela equipe de enfermagem e a importância da presença da família e perceberam a necessidade da prática segura em relação à úlcera por pressão
Título em inglês
Clinical teaching under the evidence-based practice paradigm: integration between theory and practice for pressure ulcer prevention
Palavras-chave em inglês
Evidence-based practice
Learning
Nursing research
Pressure ulcer
Teaching
Resumo em inglês
Pressure ulcers, considered an adverse event, compromise the safety of patients under the care of health professionals. One way to provide safety is through evidence-based practice, which can be implemented with students through the use of active teaching-learning methods. The general study objective was to propose a teaching method for students from the Nursing program at the Universidade Estadual de Londrina, to assess the risk of pressure ulcer development in patients hospitalized at a medical-surgical unit and to identify the nursing prescriptions for this prevention in the records in patient files. Approval for the research was obtained from the institutional Research Ethics Committee and quantitative and qualitative methods were applied, with a descriptive design, involving three phases. The first was a workshop on evidence-based practice. The second was developed by the students and researcher and the data were collected with 21 patients, hospitalized at the medical-surgical unit for 15 continuous days, in which the risk of pressure ulcer was assessed through the Braden Scale and the records of the nursing prescriptions related to the use of evidences to prevent pressure ulcers. The third was developed with the students to investigate the meaning of the experience with the teaching method. The 21 patients assessed had a mean age of 44.76 years and the most frequent medical diagnoses were diseases of the musculoskeletal system and connective tissue (42.86%). On the first assessment day, considering the total score on the Braden Scale, 17 patients (80.95%) had a moderate to very high risk. In the skin inspection, 25 pressure ulcers were identified, with the sacral region as the most frequent location (44%) and stages I and II as the predominant classifications. In the analysis of the files, no nursing notes were identified with regard to the risk assessment, nor related to the use of the Braden Scale. The most frequent nursing prescriptions to prevent ulcers were decubitus change, use of cushions, protection against humidity and use of hydrating creams, and the least frequent was the maintenance of the headrest at 30 degrees. No association was found between the prescribed prevention measures and the subscores of the Braden scale. The meaning of the experience of the eight students who participated in the research was investigated by means of the content analysis of the statements obtained in the group discussions and two categories were identified: learning about the theme pressure ulcer and getting to know the reality of the institution and nursing with regard to pressure ulcer. In conclusion, the students related the theory with the practice, identified the nurses' competences in the assessment of patients with risk of pressure ulcers, improved the knowledge on the pressure ulcer stages and identified the Braden Scale to support the risk assessment for pressure ulcer. The students also identified the lack of care by the nursing team and the importance of the family's presence and perceived the need for safe practice with regard to pressure ulcers
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-02-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.