• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2014.tde-09022015-192649
Documento
Autor
Nome completo
Lívia Modolo Martins
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Sonobe, Helena Megumi (Presidente)
Dázio, Eliza Maria Rezende
Fava, Silvana Maria Coêlho Leite
Título em português
A reabilitação das pessoas com estomia intestinal por adoecimento crônico
Palavras-chave em português
Doença crônica
Enfermagem perioperatória
Estomia
Reabilitação
Sociologia
Resumo em português
Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa sob a perspectiva da sociologia da saúde, que teve como objetivo interpretar a experiência de reabilitação da pessoa com estomia intestinal por adoecimento crônico. Utilizou-se o referencial teórico da sociologia da saúde e o método etnográfico para apreender a experiência de quinze pessoas com estomia intestinal por adoecimento crônico, que foram entrevistadas no domicílio. A coleta de dados ocorreu no período de abril a novembro de 2013, por meio de entrevistas semiestruturadas gravadas em áudio, de observações participantes e das anotações em um diário de campo, cujos dados foram analisados por meio da análise de conteúdo indutiva (CEP/EERP-USP número: 220.269). Os dados foram organizados e decodificados em dois núcleos de sentidos, denominados de "Lidando com os tratamentos e a estomia intestinal" e "A história da doença e os tratamentos na minha vida". A partir destes, construímos dois núcleos temáticos: "A experiência de reabilitação da pessoa com estomia intestinal por adoecimento crônico" e "Em busca da adaptação às necessidades de mudanças no cotidiano". No primeiro núcleo temático interpretamos a reflexão dos participantes do estudo em relação à normalidade da vida anterior ao adoecimento crônico intestinal e a estomia, em busca de uma definição sobre si e a sua vida, considerando as dificuldades pessoais, familiares, sociais e terapêuticas enfrentadas, preparando-se para a condição de estomizado intestinal, que se apresenta com os desafios sociais nos espaços privados e públicos. No segundo tema apreendemos a convivência da pessoa com a estomia intestinal e as consequências do adoecimento crônico intestinal, na qual a assistência especializada e o autocuidado possibilitaram enfrentar as dificuldades, os preconceitos e o estigma, que vão sendo vividos e vencidos ao longo do tempo, com o estabelecimento de uma nova normalidade de vida como estomizado intestinal. Com a interpretação da experiência destas pessoas, o significado construído sobre a reabilitação das pessoas com estomia intestinal por condição crônica foi "processo de superação dos desafios do cotidiano de vida, da deficiência e do estigma". Acreditamos que este estudo poderá subsidiar a melhoria da assistência especializada a essas pessoas, nos diversos contextos de atendimento à saúde, principalmente no que se refere ao acolhimento, implementação de estratégias e de suporte profissional especializado para possibilitar a reabilitação dessas pessoas, após o tratamento cirúrgico com confecção de estomia intestinal, com atendimento da demanda de suas necessidades
Título em inglês
The rehabilitation of people with intestinal ostomy by chronic illness
Palavras-chave em inglês
Chronic disease
Ostomy
Perioperative nursing
Rehabilitation
Sociology
Resumo em inglês
This is a study of qualitative approach from the perspective of the sociology of health, which aimed to interpret the experience of rehabilitation of people with intestinal ostomy due to chronic illness. We used the theoretical framework of the sociology of health and the ethnographic method to grasp the experience of fifteen people with intestinal stoma by chronic illness who were interviewed at home. Data collection occurred in the period from April to November 2013, through semi-structured audio taped interviews, participant observations and notes in a field journal, which data were analyzed using inductive content analysis (CEP/EERP-USP number: 220.269). The data were organized and decoded in two groups of meaning, called "Dealing with the treatments and the intestinal ostomy" and "History of the disease and treatments in my life." From these, we constructed two thematic groups: "The experience of rehabilitation of people with intestinal ostomy due to chronic illness" and "In search of adapting to changing needs in daily life." In the first thematic nucleus we interpreted the reflection of the participants of the study compared to normal life prior to chronic intestinal disease and ostomy, in search of a definition about themselves and their life, considering personal, familiar, social and therapeutic difficulties faced, preparing for the condition of intestinal ostomy patients, presenting with social challenges in private and public spaces. The second topic we apprehended the person living with intestinal ostomy and consequences of chronic intestinal disease, in which specialized care and self-care made possible face difficulties, prejudice and stigma that are being experienced and matured over time, with the establishment of a new normalcy of life as intestinal ostomy patient. With the interpretation of the experience of these people, the meaning built on the rehabilitation of people with intestinal ostomy for chronic condition was "process of overcoming the challenges of everyday life, disability and stigma." We believe that this study may support specialized assistance to these people, in different contexts of health care, especially regarding to the acceptance, implementation of strategies and specialized professional support to enable the rehabilitation of these people after surgery that created the intestinal ostomy, answering the demand of their needs
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-02-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.