• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2009.tde-08062009-113145
Documento
Autor
Nome completo
Inaiara Scalçone Almeida Corbi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2009
Orientador
Banca examinadora
Dantas, Rosana Aparecida Spadoti (Presidente)
Rossi, Lidia Aparecida
Schmidt, Andre
Título em português
Associação entre a qualidade de vida relacionada à saúde, atitudes frente ao uso de anticoagulação oral e variáveis sócio-demográficas e clínicas
Palavras-chave em português
anticoagulantes
assistência ambulatorial
qualidade de vida
Resumo em português
Estudo descritivo, exploratório, tipo corte transversal com 178 pacientes em uso de anticoagulação oral em seguimento ambulatorial com os objetivos de: caracterizar os pacientes em uso de terapia de anticoagulação oral (TAO) segundo variáveis sóciodemográficas, clínicas e relacionadas à TAO; analisar a associação entre qualidade de vida relacionada à saúde com a idade e o sexo dos pacientes; analisar a associação entre qualidade de vida relacionada à saúde com o tempo de uso do anticoagulante oral (ACO), presença de complicações e indicação da TAO; analisar a associação entre a presença de complicações pelo uso de ACO com a presença de orientações prévias recebidas pelos pacientes. Os dados foram coletados por meio de entrevistas individuais e consulta aos prontuários dos pacientes, sendo a qualidade de vida relacionada à saúde, avaliada pelo instrumento SF-36. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva, teste t student, ANOVA e teste Exato de Fisher. Verificamos que a maioria dos pacientes era do sexo feminino; com idade média de 55,6 anos; aposentados (36,9%); com o primeiro grau incompleto (71,1%); renda familiar média de 896,3 reais; casados (65,2%); e procedentes de outras cidades do Estado de São Paulo (83,2%). As principais indicações para o uso de ACO foram uso de prótese cardíaca metálica (50,6%) e fibrilação atrial (33,1%). A maioria (83,0%) fazia uso da varfarina e a dose média dos ACOs foi 31,1 mg/semana, com o tempo médio de uso de 7 anos e valor médio do INR de 2,4 (de 0,5 a 6,8). A presença de complicações foi relatada por 74 participantes, sendo a maioria do tipo hemorrágica (94,6%) e que resultaram em 28 internações. A associação entre QVRS e a idade foi constatada nos domínios Capacidade funcional (p=0,017) e Dor (p=0,041) e com o sexo foi verificada nos domínios Saúde Mental (p=0,005) e Dor (p=0,020). Observamos que a avaliação dos pacientes na maioria dos domínios da QVRS foi melhor entre pacientes em tratamento a longo prazo (acima de 10 anos de uso do ACO). Mas, constatamos diferenças estatisticamente significantes entre os grupos apenas nos domínios Capacidade Funcional (p=0,000), Aspectos físicos (p=0,044) e Estado geral de saúde (p=0,044). Não confirmamos a associação da QVRS com a presença de complicações, mas constatamos essa associação quando analisamos indicação de ACO, sendo as diferenças estatisticamente significantes entre os grupos nos domínios Aspectos Físicos (p=0,028) e Capacidade Funcional (p=0,029). Outra associação verificada foi entre a presença de complicações pelo ACO e informações prévias recebidas pelos pacientes (p= 0,045). Avaliar a qualidade de vida relacionada à saúde e sua associação com variáveis sócio demográficas e clínicas nos possibilitou identificar aspectos importantes a serem considerados no planejamento da assistência dos pacientes em uso de anticoagulantes orais.
Título em inglês
Association between the quality of life related to health, attitudes towards oral anticoagulant, and clinical and sociodemographic variables.
Palavras-chave em inglês
anticoagulantant
outpatient assistence
quality of life
Resumo em inglês
This descriptive and exploratory study, of transversal type, with 178 patients using oral anticoagulant in outpatient segment, aims at characterizing the patients undergoing oral anticoagulation therapy (OAT) according to sociodemographic and clinical variables and variables related to OAT. It also aims at analyzing the association between the quality of life related to health (QLRH) and the patients age and gender; the association between QLRH to the time of use of oral anticoagulant (OAC), OAT complications and indications; the association between complications with the use of OAC and previous orientations given by the patients. Data have been collected through individual interviews with the patients and consultations to their medical records. The QLRH has been evaluated with the instrument SF- 36. Data were assessed through descriptive statistical analysis, Students t-Test, ANOVA and Fishers Exact Test. It has been found that most patients were females; with average age of 55,6 years old; retired (36,9%); with first degree incomplete (71,1%); average family income of 896,3 reais; married (65,2%) and coming from other cities within the state of São Paulo (83,2%). OACs main indications were the use of metallic cardiac prosthesis (50,6%) and atrial fibrillation (33,1%). Most patients were in use of warfarin and the average dose of the OACs was 33,6 mg/week and an average time of use of 7 years and average value of INR of 2,4 (from 0,5 to 6,8). Complications have been reported by 74 patients, mostly of hemorrhage type (94,6%) resulting in 28 inpatient services. The association between QLRH and age was found in Functional Capacity (p=0,017) and Pain (p=0,041) and the association between QLRH and gender was found in Mental Health (p=0,005) and Pain (p=0,020). It has been observed that the patients evaluation in most domains of QLRH was better among those undergoing long-term treatment (over 10 years of OAC use). However, statistically significant differences have been found among the groups only in the Functional Capacity (p=0,000), Physical Aspects (p=0,044) and General Health State (p=0,044) domains. An association between QLRH and complications have not been found, but such an association has been found when analyzing the indication of OAC, having statistically significant differences among the groups in the following domains: Physical Aspects (p=0,028) and Functional Capacity (p=0,029). Another association found was complications due to the use of OAC and previous information given by the patients (p= 0,045). Evaluating the quality of life related to health and its association to sociodemographic and clinical variables enabled this study to identify important aspects that shall be stressed when planning medical assistance to patients in use of oral anticoagulant.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-07-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.