• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2014.tde-08012015-104423
Documento
Autor
Nome completo
Danielle Bezerra Cabral
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Andrade, Denise de (Presidente)
Ferreira, Adriano Menis
Razaboni, Ana Maria
Souza, Paula Regina de
Watanabe, Evandro
Título em português
Atividade antimicrobiana e antibiofilme de antissépticos bucais e óleo de melaleuca sobre Candida spp. com aplicabilidade em tubos traqueais
Palavras-chave em português
Antissépticos bucais
Biofilmes
Candida albicans
Candida glabrata
Higiene bucal
Intubação intratraqueal
Resumo em português
O uso de antissépticos complementa a higienização bucal reduzindo a microbiota e, consequentemente minimizando a colonização, a formação de biofilme e, assim promovendo a saúde bucal. Diante das opções de antissépticos bucais e produtos naturais, faz-se necessária a análise microbiológica da eficácia desses produtos e suas implicações no controle do biofilme. Neste sentido, têm-se como objetivos: determinar a diluição inibitória máxima (DIMax) de antissépticos bucais (Listerine®, Colgate Plax® Tea Fresh, Periogard®) e o óleo de melaleuca sobre as cepas de Candida albicans e Candida glabrata, clínicas e padrão; quantificar as unidades formadoras de colônias por tubo traqueal (UFC/TT) das leveduras em TTs revestidos com os respectivos produtos e, analisar a formação de biofilme em fragmentos de tubos revestidos ou não com antissépticos e óleo de melaleuca por C. glabrata. Trata-se de um estudo de natureza laboratorial, in vitro, realizado com cepas clinicas e padrão e subsidiado em métodos clássicos da microbiologia para o processamento das avaliações propostas. Para determinar a DIMax, realizou-se a diluição dupla seriada (1/4 a 1/4096) dos antissépticos e óleo de melaleuca respectivamente, sendo as placas incubadas a 37°C por 24 horas. Considerou-se DIMax a maior diluição capaz de inibir o crescimento de todas as cepas avaliadas. Na formação de biofilme foram empregadas duas técnicas: determinação das UFC/TT e microscopia eletrônica de varredura (MEV). Na aleatorização das cepas C. glabrata utilizou-se a análise estatística pelo modelo de regressão logístico multinomial. A partir da análise dos resultados observou-se que o Listerine® apresentou a menor ação inibitória na DIMax de 1/4, óleo de melaleuca (1/16), Colgate Plax® Tea Fresh (1/64) e o Periogard® (1/128). Em termos de formação de biofilme, o tubo revestido com Colgate Plax® Tea Fresh apresentou diferença no teste de comparações múltiplas (p=0,0031), com atividade antibiofilme em todas as cepas de C. glabrata, com exceção de um isolado clínico. As fotomicrografias revelaram reprodução por brotamento presente no TT revestido com óleo de melaleuca, lise celular na ação do Periogard® e, os TTs revestidos com Colgate Plax® Tea Fresh não apresentaram biofilme, exceto na cepa 33. A formação de biofilme por células leveduriformes foi significativa apresentando-se de forma diversificada nos diferentes tubos revestidos. Estudos adicionais sobre Candida spp. em tubos traqueais são recomendáveis em pacientes, com e sem pneumonia, submetidos à ventilação mecânica
Título em inglês
Antibiofilm and antimicrobial activity of oral antiseptics and tea tree oil against Candida spp. applicability in tracheostomy tubes
Palavras-chave em inglês
Biofilms
Candida albicans
Candida glabrata
Intubation intratracheal
Mouthwashes
Oral hygiene
Resumo em inglês
Introduction: The use of oral antiseptics is increasingly common, as a complement to the regular oral hygiene by reducing the oral microbiota, biofilm formation and thereby promoting oral health. Facing of several oral antiseptics and natural products, it is necessary microbiological analysis of the effectiveness of these antiseptics and in its implications in the control of biofilm. Objective: The aims of the study were to determine the maximum inhibitory dilution (MID) oral antiseptics (Listerine®, Colgate® Plax, Fresh Tea and Periogard®) and tea tree oil of clinical and standard strains of Candida spp. and Candida glabrata; colony forming units assay (CFU/TT) of yeast in tracheostomy tubes (TT) coated with some products; and analyze the biofilm formed in fragments of tubes coated or not with oral antiseptics and tea tree oil for Candida glabrata. Methods: This is a laboratory investigation, in vitro study performed with clinical and standard strains and subsidized of classical microbiology methods for processing the proposals reviews. To determine the MID, serial dilution was carried out (1/4 a 1/2048) of oral antiseptics and tea tree oil respectively, and the plates were incubated at 37°C for 24h. The MID was considered the highest dilution capable of inhibiting the growth of all strains tested. In biofilm formation two techniques were employed: determination of colony forming units (CFU/TT) and scanning electron microscopy (SEM). The statistical analysis by multinomial logistic regression model was used to randomization strains of C. glabrata. Results: Listerine® showed the worst performance, MID (1/4), tea tree oil (1/16), Colgate Plax® Fresh Tea (1/64) and Periogard® (1/128). In terms of biofilm formation, the multiple comparisons test presented differences (p=0.0031) for tube coated Colgate Plax® Tea Fresh with antibiofilm activity in all strains of C. glabrata, except for one clinical isolate. The photomicrographs revealed reproduction by budding in the TT coated with tea tree oil, cell lysis in action of Periogard®, and the Colgate Plax® Fresh Tea coated tube produced no visible colony, except with strain 33. Conclusion: Biofilm formation by yeast was significant presenting diverse in different coated tubes. Additional studies of Candida spp. in tracheostomy tubes are recommended in patients with and without pneumonia, undergoing mechanical ventilation
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-01-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.