• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2008.tde-07072008-111311
Documento
Autor
Nome completo
Rosani Manfrin Muniz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Zago, Marcia Maria Fontao (Presidente)
Lima, Regina Aparecida Garcia de
Menezes, Maria de Fatima Batalha de
Pinto, Maria Helena
Schwartz, Eda
Título em português
Os significados da experiência da radioterapia oncológica na visão de pacientes e familiares cuidadores
Palavras-chave em português
Cultura
Enfermagem
Etnografia
Neoplasia
Radioterapia
Resumo em português
O presente estudo teve como objetivo compreender os sentidos da experiência da radioterapia oncológica para o paciente e o familiar cuidador, e integrá-los em significados socialmente construídos, por meio da análise etnográfica interpretativa. Para isso tomou-se apoio no referencial teórico da antropologia interpretativa de Clifford Geertz, da corrente da antropologia médica e do método da etnografia em centros urbanos. Foi uma pesquisa com abordagem metodológica qualitativa, realizada no Centro Regional de Oncologia em um município do sul do Brasil. Participaram do estudo 20 informantes, sendo 10 pacientes e 10 familiares cuidadores, que freqüentaram o serviço no período de março a agosto de 2007. Para a coleta de dados foram realizadas observações participantes e entrevistas semi-estruturadas no domicílio dos informantes, durante o período da radioterapia e trinta dias após o seu término; também foram elaborados os genograma e ecomapa para a contextualização dos informantes. A análise dos dados apoiou-se nos pressupostos analíticos de Hammersley e Atkinson, dentre outros autores. Foram identificados os códigos que apontaram o sentido da experiência para os informantes e que, posteriormente, serviram de guia para as unidades de sentidos e a construção dos núcleos de significados: "Do adoecer por câncer à radioterapia - uma trajetória construída"; "A experiência da radioterapia: remédio e veneno" e "As teias da sobrevivência oncológica". No primeiro núcleo, abordo os sentidos atribuídos para a trajetória do diagnóstico do câncer e o seu sentido impactante de morte, a via crucis pelo serviço de saúde público e as decisões terapêuticas, além da incorporação da identidade da pessoa como paciente oncológico, com o apoio das redes sociais, como a família, os amigos e a religião. O segundo tema versa sobre a entrada dos informantes no mundo da radioterapia, que se revelou como um momento desgastante, angustiante e sofrido; porém, também teve o sentido de um combate, uma vez que os pacientes submeteram-se à terapêutica com a visão de um remédio-veneno, poderoso e capaz de aniquilar o câncer e possibilitar a cura. No terceiro tema, abordei o tecer da teia para os informantes se ajustarem à nova vida e ao surgimento da nova identidade: a de sobrevivente do câncer. Nessa nova identidade, eles retomaram as atividades diárias e planejaram o futuro com esperança, apesar de uma sombra de incerteza em relação à cura. Finalizei com a consideração de que o significado da experiência da radioterapia oncológica para esse grupo de pessoas, da classe popular, significou a necessidade de submeter-se a uma terapêutica com uma característica de remédio-veneno que causa temor, mas que é necessária, se a perspectiva de vida é a cura ou mesmo a sobrevivência ao câncer.
Título em inglês
The meanings of the experience of the radiotherapy oncológica in the vision of patients and family caretakers
Palavras-chave em inglês
Culture
Ethnography
Neoplasms
Nursing
Radiotherapy
Resumo em inglês
The study aimed at understanding the senses of the experience of the radiotherapy oncologyc for the patient and the relative caretaker, and to integrate them in meant socially built, through the analysis interpretative ethnographic. For that was taken support in the theoretical referential of Clifford Geertz's interpretative anthropology, of the current of the medical anthropology and of the method of the ethnography in urban centers. It was a research with qualitative methodological approach, accomplished in the Regional Center of Oncology and Radiotherapy in a municipal district of the south of Brazil. Took part of the study 20 informers, being 10 patient and 10 family caretakers, which frequented the service in the period of March to August of 2007. For the collection of data, participant observations and semi-structured interviews were accomplished in the home of the informers, during the period of the radiotherapy and thirty days after the end of the treatment, and also elaborated genogram and ecomap for the contextualization of the informers. The analysis of the data was supported on the analytical presuppositions of Hammersley and Atkinson, among other authors. It was identified the codes that pointed the sense of the experience for the informers and that, later, they served as guide for the units of senses and the construction of the meanings nucleus: "Of getting sick for cancer to the radiotherapy - a trajectory built"; "The experience of the radiotherapy: medicine and poison" and "The webs of the survival oncologic". In the first nucleus, were approached the senses attributed for the trajectory of the diagnosis of the cancer and its sense of impact of death, the via crucis for the public service of health and the therapeutic decisions, besides the incorporation of the person's identity as a oncological patient with the support of the social nets, as the family, the friends and the religion. The second turns on the entrance of the informers in the world of the radiotherapy, that was revealed as a moment stressful, distressing and suffered; however, it also had the sense of a combat, once the patients underwent the therapeutics with the vision of a medicine-poison, powerful and capable of to annihilate the cancer and to make possible the cure. In the third theme, it was approached weaving of the web for the informers if they adjust to the new life and the appearance of the new identity: the one who survivor to the cancer. In that new identity, they retook the daily activities and they planned the future with hope, in spite of an uncertainty shadow in relation to the cure. It was concluded with the consideration that the meaning of the experience of the radiotherapy for that group of people, of the popular class, meant the need to submit to a therapy with a characteristic medicine-poison that causes fear, but that is necessary, if the life perspective is the cure or even the survival to the cancer.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
errata.pdf (250.36 Kbytes)
ROSANIMANFRINMUNIZ.pdf (796.96 Kbytes)
Data de Publicação
2008-07-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.