• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2008.tde-07072008-103602
Documento
Autor
Nome completo
Andréa Mathes Faustino
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Caliri, Maria Helena Larcher (Presidente)
Bachion, Maria Marcia
Marques, Sueli
Título em português
Úlcera por pressão e fatores de risco em pacientes hospitalizados com fratura de quadril e fêmur
Palavras-chave em português
Fatores de Risco
Fratura de Quadril
Fraturas de Fêmur
Úlcera de Pressão
Resumo em português
Fraturas de quadril e fêmur são um problema de saúde pública emergente, associado a um elevado índice de mortalidade e morbidade em todo mundo, com alto impacto na qualidade de vida dos pacientes. A Úlcera por Pressão (UP) é uma complicação que pode interferir para aumento destes índices. O estudo teve como objetivos identificar e caracterizar os pacientes que sofreram fratura de quadril e fêmur atendidos em um Hospital Universitário do interior Paulista; verificar a incidência e prevalência da UP e descrever a evolução das lesões até a alta; relacionar a presença de UP com as variáveis clinicas, incluindo o risco para UP por meio da Escala de Braden e o grau de independência para as Atividades de Vida Diária (AVD) pelo Índice de Katz; e analisar o valor preditivo dos escores da escala de Braden para esta população. Após aprovação pelo Comitê de Ética, foram incluídos na amostra 30 pacientes que aceitaram participar. Os dados foram coletados na admissão, no 1º dia pós-operatório ou no 5º dia de internação e na alta. Os participantes eram predominantemente do sexo feminino (53,3%), brancos (76,7%), acima dos 60 anos de idade (56,7%), alfabetizados (60%) e aposentados (33,3%). O local anatômico mais comum da fratura foi o colo do fêmur. A comorbidade mais comum foi do Sistema Cardiocirculatório (53,3%). O tempo médio entre a admissão e a cirurgia foi de 2,92 dias. O tempo total de cirurgia variou entre 2 a 4 horas. O tempo médio de internação foi 14,20 dias. A complicação mais comum no pós-operatório foi a confusão e agitação (66,7%). Em relação à independência funcional para as AVD, 50% eram totalmente dependentes na primeira e segunda avaliação e 40% no momento da alta. Quanto ao risco para UP, o escore médio da Escala de Braden na admissão foi 12,66 (DP: 2,52), no segundo momento 13,73 (DP: 3,10) e na Alta 15,03 (DP: 3,83). Para os pacientes que tiveram UP durante a internação os escores foram menores em todos os momentos (p"0,05). A prevalência de UP foi de 33,3% e a incidência 26,6%. No momento da Alta, dos 10 casos considerados no estudo de prevalência, 9 ainda apresentavam UP. Na análise dos resultados pela regressão logística identificou-se que das covariáveis sócio-demográficas e clínicas investigadas apenas o escore da escala de Braden explicava a ocorrência da UP (p"0,05). A análise do valor preditivo dos escores da escala de Braden pelo Teste de Fisher identificou que quanto menor a pontuação na escala, maior a quantidade de pacientes com UP no segundo e terceiro momentos (p"0,05).
Título em inglês
Pressure Ulcer and Risk Factors in Patients with Hip and Femur Fracture in the Hospital
Palavras-chave em inglês
Femur Fracture
Hip Fracture
Pressure Ulcer
Risk Factors
Resumo em inglês
Fractures of hip and femur are an emerging public health problem, associated with a high rate of mortality and morbidity worldwide, with a high impact on the quality of life of patients. The Pressure Ulcer by (PU) is a complication that can interfere to increase these rates. The study aimed to identify and characterize the patients who suffered from hip and femur fracture treated in a University Hospital from inside Paulista; check the incidence and prevalence of UP and describe the evolution of the injury until discharge; relate the presence of the UP clinical variables, including the risk to UP by Scale of Braden and the degree of independence for the Activities of Daily Living (AVD) by Katz Index, and examine the predictive value of the scores of the scale of Braden for this population. After approval by the Ethics Committee, were included in the sample 30 patients who agreed to participate. Data were collected at admission, at 1 postoperative day or on the 5th day of hospitalization and discharge. Participants were predominantly female (53.3%), white (76.7%), over 60 years of age (56.7%), literacy (60%) and retirees (33.3%). The most common anatomical location of the fracture was the lap of the femur The most common comorbidity was System Cardiac (53.3%). The average time between admission and surgery was 2.92 days. The total time of surgery ranged from 2 to 4 hours. The average length of stay was 14.20 days. The most common complication in the postoperative period was the confusion and agitation (66.7%). Regarding the functional independence for the AVD, 50% were totally dependent on the first and second evaluation, and 40% at the time of discharge. The likelihood for UP, the scoring average of Braden Scale at admission was 12,66 (SD: 2,52), the second time 13,73 (SD: 3,10) and the High 15.03 (SD: 3,83). For patients who had UP during hospitalization the scores were lower at all times (p 0.05). The prevalence of UP was 33.3% and 26.6% incidence. At the time of Discharge, of the 10 cases considered in the study of prevalence, 9 still had UP. In the analysis of the results by logistic regression identified that the covariates socio-demographic and clinical investigated only the score of the scale of Braden explained the occurrence of UP (p 0.05). The analysis of the predictive value of the scores of the scale of the test Braden Fisher identified that the lower the score on the scale, the greater the number of patients with UP in the second and third times (p 0.05).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
errata.pdf (742.11 Kbytes)
Data de Publicação
2008-07-17
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • FAUSTINO, ANDREA MATHES, CALIRI, MARIA HELENA LARCHER, e REIS, PAULA E D. Avaliação da Capacidade Funcional e Risco para úlcera por pressão em pacientes com fratura de quadri. Estima, 2010, vol. 8, p. 12-18.
  • FAUSTINO, ANDREA MATHES, e CALIRI, MARIA HELENA LARCHER. Pressure ulcer in adult patients with femoral and hip fracture: a descriptive study. Online Brazilian Journal of Nursing (OBJN), 2010, vol. 9, n. 1.
  • FAUSTINO, ANDREA MATHES, CALIRI, MARIA HELENA LARCHER, e REIS, PAULA E D. EVALUATION OF THE USE OF KATZ SCALE TO DETECT RISK FOR PRESSURE ULCER ON PATIENTS WITH HIP FRACTURE. In 12 Annual: NPUAP Biennal Conference - Emerging Healthcare Issues (NPUAP), LAS VEGAS, NV, USA, 2011.
  • FAUSTINO, ANDREA MATHES, e CALIRI , MARIA HELENA LARCHER. Pressure Ulcer Incidence, prevalence and risk factors in patients with fracture in Brazil. In 11th National NPUAP Biennial Conference (NPUAP), 11, Arlington, VA, USA, 2009.
  • FAUSTINO, ANDREA MATHES, e CALIRI, MARIA HELENA LARCHER. Úlcera por Pressão em Pacientes com Fratura de Quadril: incidência, prevalência e fatores de risco. In I Encontro Nacional Sobest / Sobende sobre Feridas, SALVADOR, BA, 2009.
  • FAUSTINO, ANDREA MATHES, e CALIRI, MARIA HELENA LARCHER. Avaliação da Capacidade Funcional e Risco para UP em Pacientes com Fratura de QuadriL. In I Encontro Nacional Sobest / Sobende sobre Feridas, SALVADOR, BA, 2009.
  • FAUSTINO, ANDREA MATHES, e CALIRI, MARIA HELENA LARCHER. Perfil de Idosos com Fratura de Quadril durante a Avaliação da Capacidade Funcional e Risco para UP. In V Congresso Centro Oeste de Geriatria e Gerontologia, BRASÍLIA, DF, 2009.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.