• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2014.tde-07012015-144838
Documento
Autor
Nome completo
Lucimara Moreli
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Emilia Campos de (Presidente)
Antonini, Sonir Roberto Rauber
Kusumota, Luciana
Título em português
Efeito da música sobre o estresse em pacientes renais crônicos em tratamento hemodialítico: estudo quase-experimental
Palavras-chave em português
Cuidados de Enfermagem
Estresse
Hemodiálise
Música
Resumo em português
Trata-se de um estudo quase-experimental que teve como propósito avaliar o efeito da música como terapia complementar sobre variáveis de expressão do estresse em pacientes renais crônicos, durante o tratamento hemodialítico. Como objetivos específicos o estudo buscou comparar as variáveis fisiológicas (cortisol salivar, frequência cardíaca, pressão arterial, frequência respiratória e temperatura cutânea) e escores de ansiedade mensurados pela forma estado do Inventário de Ansiedade Traço - Estado (IDATE), em dois momentos (dia 1: observação da linha de base; dia 2: observação antes e após intervenção). Outros objetivos complementares foram: a avaliação de presença de ritmo circadiano do cortisol, a correspondência entre o cortisol salivar e plasmático e a avaliação da aceitação da intervenção. A variável de manipulação foi a audição da seleção musical de preferência dos sujeitos por 30 minutos. O estudo foi realizado em dois momentos distintos: no primeiro houve a determinação do perfil das variáveis de interesse em um procedimento padrão de hemodiálise, sem intervenção; no segundo momento foi observado o efeito de uma intervenção musical no perfil das variáveis de interesse, em um procedimento padrão de hemodiálise. Participaram do estudo 55 pessoas, 52,7% do sexo masculino, com idade média de 49,6 anos (DP=15,7 anos), com média de tempo de tratamento de 47,9 meses (DP= 47,5 meses), a maioria em primeiro tratamento de substituição renal (83,6%). Não houve diferença entre as médias de concentração do cortisol salivar dos sujeitos do estudo nos dois momentos (dias 1 e 2) e nas duas fases do dia de intervenção (antes e após intervenção), nos três turnos de HD. O primeiro e segundo turnos de HD apresentaram curva gráfica do cortisol com subida acentuada ao final da hemodiálise, enquanto no terceiro turno a curva apresentou-se em discreto declínio do início até o término da sessão de HD. Apesar de a maioria dos sujeitos ter apresentado baixo nível de ansiedade, em todas as fases do estudo, verificou-se diferença significativa (p<0,001) entre as médias de ansiedade nas fases pré e pós intervenção. Não se observou diferença estatística para as variáveis frequência cardíaca, frequência respiratória, temperatura e pressão arterial sistólica entre os momentos pré e pós intervenção. A pressão arterial diastólica apresentou diferença entre as médias dos momentos pré e pós intervenção (p=0,0006). Foi verificado presença de correlação entre o cortisol plasmático e o cortisol salivar (r = 0,722 e p < 0,0001), além disso, observou-se presença de ritmo circadiano do cortisol em 85,4% dos participantes do estudo. Os participantes mostraram boa aceitação da intervenção com música. Conclui-se que nas variáveis sinais vitais e cortisol não se observou diferença com a intervenção empregada, entretanto, pelos escores do IDATE, foi evidenciado um efeito redutor da ansiedade por meio da música, nos três turnos de HD, o que reforça o uso desta intervenção
Título em inglês
Effect of music on stress in chronic renal patients under hemodialysis treatment: quasi-experimental study
Palavras-chave em inglês
Hemodialysis
Music
Nursing care
Stress
Resumo em inglês
The objective in this quasi-experimental study was to assess the effect of music as complementary therapy on stress expression variables in chronic renal patients during hemodialysis treatment. As specific objectives, the study aimed to compare the physiological variables (salivary cortisol, cardiac frequency, arterial pressure, respiratory frequency and cutaneous temperature) and anxiety scores measured using the State-Trait Anxiety Inventory (STAI) at two moments (day 1: observation of baseline; day 2: observation before and after the intervention). Other complementary objectives were: evaluation of the presence of circadian rhythm of cortisol, correspondence between salivary and plasmatic cortisol and assessment of the acceptance of the intervention. The manipulation variable was the hearing of the music selection the subjects preferred during 30 minutes. The study was undertaken at two distinct moments: first, the profile of the variables of interest was determined in a standard hemodialysis procedure, without intervention; second, the effect of a music intervention on the profile of the variables of interest was observed in a standard hemodialysis procedure. Fifty-five persons participated in the study, 52.7% male, with a mean age of 49.6 years (SD=15.7 years), with a mean length of treatment of 47.9 months (SD=47.5 months), mostly undergoing the first renal replacement treatment (83.6%). No difference was found between the mean concentration levels of the study subjects' salivary cortisol at the two moments (days 1 and 2) and in the two phases of the intervention day (before and after the intervention), in the three HD shifts. The first and second HD shifts showed a graphic cortisol curve with a steep rise at the end of the hemodialysis while, in the third shift, the curve showed a slight decline from the start until the end of the HD session. Although most subjects showed low anxiety levels in all study phases, a significant difference was observed (p<0.001) between the mean anxiety levels in the pre and post-intervention phases. No statistical difference was observed for the variables: cardiac frequency, respiratory frequency, temperature and systolic blood pressure between pre and post-intervention. The diastolic blood pressure showed a difference between the mean levels at pre and post-intervention (p=0.0006). The presence of correlation between plasmatic and salivary cortisol was verified (r = 0.722 and p < 0.0001). In addition, the presence of a circadian rhythm of cortisol was observed in 85.4% of the study participants. The participants showed good acceptance of the music intervention. In conclusion, in the variables vital signs and cortisol, no difference was observed as a result of the intervention employed, but the STAI scores evidenced that music reduces anxiety, in the three HD shifts, which reinforces the use of this intervention
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LUCIMARAMORELI.pdf (1.13 Mbytes)
Data de Publicação
2015-01-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.