• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2015.tde-04092015-165329
Documento
Autor
Nome completo
Eluiza Antonieta Moretto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2015
Orientador
Banca examinadora
Silveira, Renata Cristina de Campos Pereira (Presidente)
Braga, Fernanda Titareli Merizio Martins
Vasquês, Christiane Inocencio
Título em português
Técnica de bloqueio no cateter venoso central de longa permanência nos centros de transplante de células-tronco hematopoéticas brasileiros
Palavras-chave em português
Antibioticoprofilaxia
Cateterismo Venoso Central
Cuidados de Enfermagem
Oncologia
Transplante de Células-Tronco Hematopoéticas
Resumo em português
O transplante de células-tronco hematopoéticas é uma modalidade de tratamento baseada na infusão de células-tronco hematopoéticas. Para tanto, o paciente necessita de um cateter venoso central de longa permanência. Espera-se que este cateter permaneça in situ durante o tratamento, porém uma complicação frequente que leva a sua retirada é a ocorrência da infecção relacionada ao cateter. Neste contexto, a técnica de bloqueio/lock terapia pode ser usada na prevenção e controle da infecção relacionada ao cateter intravascular e consiste em manter o cateter sem uso durante um período de tempo com sua via preenchida por algum tipo de solução. No entanto, é uma técnica pouco estudada e com escassos resultados de sua efetividade. O presente estudo teve o objetivo de identificar a forma de utilização da técnica de bloqueio/lock terapia pela equipe de enfermagem nos centros de transplante de células-tronco hematopoéticas brasileiros cadastrados na Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea. Trata-se de um estudo descritivo de corte transversal. As variáveis foram analisadas por meio de estatística descritiva. A casuística compôs de 46 centros de transplante de células-tronco hematopoéticas, na qual foi enviado um questionário on-line composto de oito questões de múltipla escolha realizado no período de Junho a Novembro de 2014. A população respondente foi de vinte e dois centros (47,8%), com predomínio de dezoito (82%) centros da região sudeste. Observou-se que dezesseis (73%) dos centros conhecem a técnica de bloqueio e, desses, quatorze (87%) utilizam a mesma. Tal técnica é utilizada há mais de cinco anos por seis (43%) dos centros. A maioria dos centros respondentes utilizam a técnica para prevenção da infecção relacionada ao cateter venoso central e apenas cinco (36%) para o tratamento. Em relação à redução da taxa de infecção relacionada ao cateter, oito (57%) responderam que há redução, no entanto, na avaliação da eficácia na redução da infecção relacionada ao cateter, seis (43%) dos enfermeiros declararam-se parcialmente favorável ao uso da técnica de bloqueio. Independente do tipo de antibiótico utilizado seis (43%) utilizam antibiótico mais heparina e seis (43%) usam apenas vancomicina. Os resultados oferecem aos profissionais dos centros de transplantes de células-tronco hematopoéticas um panorama geral sobre o uso da técnica de bloqueio/lock terapia para os serviços, a fim de que conheçam uma estratégia que pode evitar a retirada precoce do cateter venoso central
Título em inglês
Lock technique in indwelling long-term central venous catheters in Brazilian hematopoietic stem cell transplantation centers
Palavras-chave em inglês
Antibiotic Prophylaxis
Central Venous Catheterization
Hematopoietic Stem Cell Transplantation
Medical Oncology
Nursing Care
Resumo em inglês
Hematopoietic stem cell transplantation is a modality of treatment based on the infusion of hematopoietic stem cells, and for such procedure, the patient needs an indwelling long-term central venous catheter. This catheter is expected to remain in situ during treatment, however a frequent complication that leads to its removal is the occurrence of catheter-related infection. The therapy lock technique consists in keeping the catheter unused for some time with its route filled in by some type of solution, and it may be used to prevent and control intravascular catheter-related infection. Nonetheless, this technique is poorly studied and has few results as for its effectiveness. The aim of the present study was to identify the way the therapy lock technique has been used by the nursing staff of Brazilian hematopoietic stem cell transplantation centers registered in the Brazilian Society of Bone Marrow Transplantation. A descriptive cross-sectional study was conducted, and variables were analyzed by means of descriptive statistics. The sample of cases comprised forty six hematopoietic stem cell transplantation centers, which received an on-line questionnaire with eight multiple-choice questions, between June and November 2014. The respondent population was twenty two centers (47.8%), with prevalence of eighteen (82%) centers in the southeast region. The staff of sixteen (73%) centers knew the lock technique and, of these, the staff of fourteen (87%) used it. This technique has been used for over five years in six (43%) centers. Most of the centers used the technique to prevent catheter-related infection and only five (36%) used it for treatment. Regarding catheter-related infection rates, eight (57%) stated they were reduced, however, in the assessment of efficacy in the reduction of catheter- related infection, six (43%) nurses claimed to be partially favorable to the use of the lock technique. Regardless of the type of antibiotic used, six (43%) used antibiotic and heparin, and six (43%) used only vancomycin. Results provide professionals from the hematopoietic stem cell transplantation centers with a general panorama on the use of the therapy lock technique for the services, so they can learn a strategy that can prevent the early removal of the central venous catheter
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-11-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.