• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2008.tde-03092008-113143
Documento
Autor
Nome completo
Ma. Del Carmen Montoya Diaz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Marziale, Maria Helena Palucci (Presidente)
Chaves, Lucieli Dias Pedreschi
Felli, Vanda Elisa Andres
Hayashida, Miyeko
Robazzi, Maria Lucia do Carmo Cruz
Título em português
Lesões osteomusculares entre trabalhadores de um hospital mexicano e a ocorrência de absenteísmo
Palavras-chave em português
Absenteísmo
Enfermagem
Saúde Ocupacional
Resumo em português
Estudos dos fatores que geram incapacidade para o trabalho são prioritários para a adoção de medidas preventivas, na melhoria das condições de trabalho e valorização dos recursos humanos da área da saúde, segundo as recomendações da Organização Panamericana de Saúde para o período 2006-2015. Dentre os fatores de incapacidade para o trabalho de profissionais que atuam em hospitais estão as lesões ostemusculares, que podem estar relacionadas à sobrecarga na manipulação de cargas, adoção de más posturas e a movimentos repetitivos. As lesões osteomusculares por vezes, se associam aos fatores ergonômicos que requerem o estabelecimento de programas preventivos. Nesse contexto foi proposta esta investigação, cujo objetivo foi analisar a ocorrência de lesões osteomusculares e de absenteísmo-doença entre trabalhadores de um hospital mexicano e as condições ergonômicas do ambiente de trabalho. Trata-se de um estudo descritivo com abordagem quantitativa dos dados executado por meio de investigação epidemiológica censitária com análise retrospectiva dos afastamentos no trabalho por licença-saúde no hospital de Morélia, México e de um survey para identificação de indicadores de morbidade por lesões osteomusculares e das opiniões dos trabalhadores sobre o ambiente de trabalho. O estudo foi realizado com as licenças - saúde, emitidas em 2005 e 2006 e com a amostra de 226 trabalhadores atuantes no hospital em 2007. Os procedimentos de execução foram: identificação do absenteísmo-doença, validação da versão em espanhol do Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares, aplicação do instrumento de coleta de dados composto pela identificação de aspectos pessoais e ocupacionais dos trabalhadores, do Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares e de informações sobre o ambiente de trabalho. Para apresentação dos resultados foi utilizado o método estatístico de análise percentual, com distribuição de freqüências simples em tabelas e figuras. O projeto de pesquisa foi aprovado pelo comitê de ética em pesquisa do hospital estudado. Em 2005 foram registradas 107 licenças-saúde, 1.177 dias de faltas, índice de porcentagem de Tempo Perdido (TP) acumulado de 0,56%, as licenças-saúde ocasionadas por problemas osteomusculares foram responsáveis 232 dias perdidos de trabalho, correspondente a 19,71% de faltas no ano. Em 2006 foram registradas 118 licenças-saúde, 1201 dias de faltas, TP acumulado = 0,57%, as licenças-saúde ocasionadas por problemas MONTOYA-DÍAZ, M. C. osteomusculares foram responsáveis 303 dias perdidos de trabalho, correspondente a 25,22% das faltas no ano. Dentre os motivos de adoecimento dos trabalhadores, 59,68% dos sujeitos atribuem a causa aos problemas osteomusculares. Os sintomas ostemusculares mais freqüentes foram na região lombar (31,86% e 23,89%) e cervical (24,78% e 15,04%) respectivamente nos 12 meses e sete dias precedentes a coleta de dados. Houve concordância entre o relato dos sintomas na região lombar com a distribuição da freqüência de afastamentos no trabalho nos 12 meses precedentes. Grande parte dos profissionais não percebe os riscos ocupacionais. Os fatores ergonômicos percebidos por 39,82% dos sujeitos foram: sobrecarga física, mobiliários e equipamentos inadequados, danificados e obsoletos, movimentos repetitivos, espaços reduzidos, iluminação inadequada. Conclusões: as lesões osteomusculares causam absenteísmo, existe um grande número de trabalhadores com indicadores de morbidade osteomuscular que podem vir a faltar do trabalho. Aspectos ergonômicos do ambiente precisam ser corrigidos visando a prevenção do adoecimento dos trabalhadores e de prejuízos para o hospital.
Título em inglês
Osteomuscular injuries among workers from a Mexican hospital and the occurrence of absenteeism.
Palavras-chave em inglês
Absenteeism
Nursing
Occupational Health
Resumo em inglês
Studies of factors which cause work disability are priority for the adoption of preventive measures, improvement of work conditions and valorization of health human resource, according to the Pan American Health Organization recommendations for the period 2006- 2015. Among the factors of disablement for work of professionals working in hospitals are the osteomuscular injuries, which can be related to overburden in handling loads, poor posture and repetitive movements. Many times osteomuscular injuries are associated to ergonomic factors which require the establishment of preventive programs. In this context, this research was proposed aiming to analyze the occurrence of osteomuscular injuries and absenteeism-illness among workers from a Mexican hospital and ergonomic conditions at work. It is a descriptive study using quantitative data approach, carried out through census epidemiological investigation, with retrospective analysis of work absences because of sick leave at a hospital in Morélia, Mexico. A survey was done to identify indicators of osteomuscular injuries morbidity and workers opinion about the working environment. The study was carried out with sick leaves issued in 2005 and 2006, and with a sample of 226 workers of the hospital in 2007. The execution procedures were: absenteeism-illness identification, validation of the Spanish version of the Nordic Musculoskeletal Questionnaire, application of the data collection instrument consisting of the workers' personal and occupational aspects identification, the Nordic Musculoskeletal Questionnaire and information on working environment. For the results display, percentage analysis statistical method was used, with simple frequency distribution in tables and figures. The research project was approved by the hospital's ethics committee. In 2005 there were registers of 107 sick leaves, 1.177 absence days, percentage index of accumulated wasted time (TP) of 0,56%, sick leaves caused by osteomuscular problems were responsible for 232 wasted work days, corresponding to 19,71% of the year's absences. In 2006, there were registers of 118 sick leaves, 1201 absence days, accumulated TP = 0,57%, sick leaves caused by osteomuscular problems were responsible for 303 wasted work days, corresponding to 25,22% of the year's absences. Regarding the reasons for workers sickness, 59,68% of the subjects believed the cause is osteomuscular problems. The most frequent ostemusculares symptoms were in the lumbar (31,86% and 23,89%) and cervical (24,78% e 15,04%) regions, respectively, in the 12 months and seven days preceding data collection. There was concordance between the reported symptoms in lumbar region and the work absence frequency distribution in the 12 preceding months. Great part of the professionals is not aware of the occupational risks. The ergonomic factors perceived by 39,82% of the subjects were; physical overburden, inappropriate furniture, damaged and obsolete equipments, repetitive movements, reduced spaces and inappropriate illumination. Conclusion: osteomuscular injuries cause absenteeism, there is a large number of workers with osteomuscular morbidity indicators who may have to be absent at work. Ergonomic aspects of the environment must be improved aiming prevention of workers illness and losses for the hospital.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-09-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.